Pequeno Príncipe assina pacto contra a violência sexual - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe assina pacto contra a violência sexual

Hospital integra a Rede de Proteção à Criança e ao Adolescente em Situação de Risco para a Violência
17/05/2013

A diretora-executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, participou nesta sexta-feira do Seminário Municipal de Enfrentamento da Violência Sexual Contra Crianças e Adolescentes e da assinatura do Pacto de Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes Vítimas de Violência Sexual – uma promoção da Fundação de Ação Social (FAS). No seminário, a diretora apresentou a Cartilha de Enfrentamento Contra a Violência Sexual de Crianças e Adolescentes do Hospital.

O pacto inclui ações integradas nos eixos da defesa, da promoção e do controle e efetivação dos direitos da criança e do adolescente. “Teremos tolerância zero em relação à violência contra crianças e adolescentes”, definiu o prefeito Gustavo Fruet, na abertura do Seminário, na Universidade Positivo. A inicitaiva reuniu representantes do poder público municipal e estadual, Tribunal de Justiça do Paraná, Ministério Público do Paraná, Conselho Tutelar e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comtiba) e outras organizações, como o Complexo Pequeno Príncipe.

“A união de esforços entre os diferentes setores, com a FAS propondo essa discução junto com diferentes instituições, organizações e os cidadãos torna a atuação eficaz. Nós somos agentes dessa mudança de realidade de maus-tratos. Somos nós quem devemos mudar as estatísticas. Precisamos discutir o que vamos fazer para a criança ter na escola um canal facilitador de denúncias a maus-tratos”, disse Ety.

De acordo com a presidente da FAS, Marcia Oleskovicz Fruet, o documento ratifica a união de esforços para fortalecer a rede de proteção à criança. “Precisamos fortalecer redes locais, aprimorar ações e diminuir as fragilidades institucionais. A FAS está ao lado de seus parceiros em ações integradas e continuadas neste pacto pela defesa dos direitos das crianças  dos adolescentes.”

A presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comtiba), e coordenadora de Relações Institucionais do Hospital, Paula Baena, ressaltou a importância de se discutir o tema. “A violência contra a criança não tem classe econômica, social ou fronteiras, por isso as ações precisam ser sempre fortalecidas e renovadas. O pacto que assinamos hoje é uma renovação de compromisso, uma oportunidade de reavaliação”, afirmou.

+ Notícias

17/08/2022

Poliomielite tem vacinação como única forma de proteção

O Hospital Pequeno Príncipe alerta que a queda nos índices de imunização representa risco de novas infecções no país
16/08/2022

Telepediatria do Pequeno Príncipe chega à Paranaguá

Cidade litorânea é a primeira a receber o serviço no estado do Paraná
15/08/2022

Transplante de fígado número 50 é realizado pelo Pequeno Príncipe

O resultado ocorreu após dois anos e meio da retomada da realização do procedimento pelo maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil
12/08/2022

Vacinação contra a COVID-19 é fundamental para proteção de crianças de 3 a 5 anos

Especialista do Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, reforça pontos positivos para os responsáveis que adotam essa medida de prevenção
10/08/2022

“Nosso meio ambiente”: pacientes do Projeto Integra participam de ação ambiental

A iniciativa, realizada na sede que abrigará o Pequeno Príncipe Norte, proporcionou a experiência de explorar o vasto universo do ecossistema presente no local
08/08/2022

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
Ver mais