Pequeno Príncipe apoia luta pela valorização dos hospitais filantrópicos e das Santas Casas - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe apoia luta pela valorização dos hospitais filantrópicos e das Santas Casas

Esta terça-feira foi marcada pelo Dia D Nacional do Movimento Acesso à Saúde, com uma mobilização em Brasília, na Esplanada dos Ministérios
04/08/2015

Post_CampanhaO Complexo Pequeno Príncipe apoia o Movimento Acesso à Saúde, que luta pelo reconhecimento da importância dos hospitais filantrópicos e das Santas Casas do Brasil. E nesta terça-feira, dia 4, a mobilização foi marcada pelo Dia D Nacional da campanha, com uma manifestação pacífica na Esplanada dos Ministérios, em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. No fim da tarde, foi realizada uma reunião da Frente Parlamentar de Apoio às Santas Casas e Hospitais Filantrópicos, na Câmara dos Deputados. O Pequeno Príncipe foi representado nos atos pela assessora especial Thelma Alves de Oliveira.

“Essa é uma importante oportunidade de aproximação com os parlamentares em busca de melhorias para as instituições filantrópicas de saúde”, ressalta o diretor corporativo do Complexo, José Álvaro da Silva Carneiro. “A situação enfrentada por entidades como o Hospital Pequeno Príncipe é grave. Temos mantido nosso atendimento de qualidade aos pacientes, porém não recebemos recursos financeiros necessários para cobrir o custo dos serviços. E para complicar o quadro, ainda sofremos com constantes atrasos no repasse de verbas públicas”, completa.

Os hospitais filantrópicos e as Santas Casas brasileiros buscam de forma emergencial a garantia do equilíbrio econômico nos contratos firmados com o Sistema Único de Saúde (SUS), já que o prejuízo de custeio do processo de assistência está na casa de R$ 10 bilhões ao ano. Além disso, pedem o estabelecimento de uma política de saneamento financeiro das instituições. O endividamento do setor, contraído em nome da manutenção do sistema público de saúde, já está na casa de R$ 21,5 bilhões.

Atualmente, a rede hospitalar de Santas Casas e instituições de saúde filantrópicas conta com 1.753 hospitais em todo o Brasil, onde atuam 140 mil médicos autônomos e são gerados 480 mil empregos diretos. Ao todo, são 126.883 leitos para internamento de pacientes do Sistema Único de Saúde e são realizados por ano mais de 240 milhões de atendimentos ambulatoriais. No Paraná, os filantrópicos somam 53% das internações pelo SUS, índice que passa para 63% quando se trata de internações de alta complexidade.

Campanha
A campanha “Acesso à Saúde – Meu Direito é um Dever do Governo” é promovida pelo Movimento Nacional das Santas Casas e Hospitais Filantrópicos no SUS, com correalização da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Estado do Paraná (Femipa). O Dia D Municipal da iniciativa foi realizado em junho e o Dia D Estadual, em julho. Ambos contaram com o importante apoio da sociedade.

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais