Pelé conta momentos marcantes de sua vida durante talk show - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pelé conta momentos marcantes de sua vida durante talk show

Evento realizado no Castelo do Batel teve renda revertida para as pesquisas desenvolvidas pelo Complexo Pequeno Príncipe
11/12/2013

IMG_6413Em um bate-papo descontraído, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, contou diversas passagens sobre sua vida e carreira. Foi durante um talk show realizado na noite de quarta-feira, dia 11, no Castelo do Batel. O evento reuniu autoridades, apoiadores e atletas em prol da saúde infantojuvenil, já que o valor arrecadado com a venda dos convites será revertido para as pesquisas desenvolvidas pelo Complexo Pequeno Príncipe.

A conversa foi mediada pelo comentarista esportivo Paulo Calçade, da ESPN Brasil, e contou com a participação do diretor-corporativo do Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro; do conselheiro do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Nilson Santos; e do autor do livro As Joias do Rei Pelé, Celso de Campos Junior.

“Fico muito feliz em poder ajudar ao próximo, não tenho nem como expressar isso. Deus me deu a oportunidade de auxiliar aos outros, e consigo fazer isso também apoiando os trabalhos realizados por parceiros”, afirmou o “Rei do Futebol”, que é padrinho do Instituto de Pesquisa. “Eu só faço parte de time vencedor. E sozinho não é possível ganhar. Precisamos dos amigos para fazer o passe”, completou.

Durante a noite, o maior atleta do século 20 abordou diversas histórias, que estão relacionadas ao que é contado também no livro As Joias do Rei Pelé, que foi lançado durante a noite. “Uma vez estavam todos reunidos por causa da Copa do Mundo. Não tinha TV, somente rádio, e meu pai estava escutando a transmissão. Mais tarde, ficou um silêncio e vi meu pai chorando, pois o Brasil tinha perdido a Copa. Daí falei para não se preocupar, pois um dia iria ganhar uma Copa para ele”, relatou Pelé.

E foi por meio desse rádio que anos depois os pais do jogador acompanharam a promessa se cumprir: eles ouviram a narração dos jogos da Copa vencida pela seleção brasileira, com a participação do atleta. “Eu vi meu pai chorando porque a seleção perdeu aquela Copa, e não quero que meus netos me vejam chorando. Só se for de alegria”, acrescentou.

Pelé também falou sobre o momento máximo das partidas de futebol: o gol. “Ele é a emoção. O gol é a alegria do povo. O que faz as pessoas chorarem é o gol. É uma honra ter marcado tantos gols na vida. Uma alegria, mas às vezes não para o time adversário”, brincou.

O “Rei do Futebol” também se disse confiante na atuação da seleção canarinho na Copa do Mundo de 2014, que será disputada no Brasil. “Temos time para chegar até a final. Estamos com a defesa bem organizada. Do meio de campo para trás, estamos perfeitos. Alguns possíveis jogos, como contra Argentina, Inglaterra e Itália, não serão fáceis. Mas eu confio na seleção brasileira”, concluiu.

+ Notícias

28/05/2024

Como resgatar as brincadeiras tradicionais na era digital?

Neste Dia Mundial do Brincar, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de equilibrar o tempo de tela com atividades lúdicas
26/05/2024

Centro de Vacinas Pequeno Príncipe: 25 anos de excelência em saúde

Inovação, atendimento integral, atualização contínua, compromisso e capacitação de profissionais marcam um quarto de século da unidade
22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
Ver mais