Paulo Baier doa camisa do centésimo gol ao Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Paulo Baier doa camisa do centésimo gol ao Pequeno Príncipe

Em contrapartida, meio-campista foi presenteado com medalhas de ouro e de bronze do Programa Gols pela Vida relativas ao gol 1.052 de Pelé
06/12/2013

DSC_0069O meio-campista Paulo Baier, do Clube Atlético Paranaense, repassou ao Complexo Pequeno Príncipe, na tarde desta sexta-feira, dia 6, a camisa com a qual entrou para a história do Campeonato Brasileiro ao ser o primeiro jogador a marcar cem gols desde a implantação do sistema de pontos corridos em 2003.

Na oportunidade, o diretor-corporativo do Complexo, José Álvaro da Silva Carneiro, ressaltou a importância do gesto. “Para nós é uma alegria. É um gesto sensacional dele. Essa camisa é muito simbólica, é a cereja do bolo de uma relação que temos com o Atlético, com o qual também firmamos um protocolo de intenções para a instalação de ambulatórios na Arena da Baixada”, disse.

Segundo ele, a camiseta será utilizada em alguma ação em prol das crianças e adolescentes atendidos pelo Complexo. “Ainda não definimos, mas certamente esperamos contar com a presença do Paulo na ação”, afirmou.

Em contrapartida, o jogador recebeu as medalhas de ouro e de bronze que representam o tento 1.052 de Pelé e fazem parte do Programa Gols pela Vida. Baier já havia ganhado a peça de prata da coleção em 9 de outubro deste ano, quando visitou o Hospital. O gol representado no presente foi marcado no jogo de número 979 do “rei”, no dia 25 de outubro de 1970, em que o Santos venceu o Alagoas por 5 a 0.

“É importante para mim poder ajudar com esse simples gesto. É a continuação de uma parceria de anos com o Complexo. Também me sinto feliz pelas medalhas. É um reconhecimento que vou guardar com muito carinho”, destacou o jogador.

Gol 100
O centésimo gol de Paulo Baier foi marcado na partida do Furacão contra o Criciúma, em Santa Catarina, no dia 13 de novembro. Apesar da derrota do time paranaense por 5 a 2, o jogador deixou sua emblemática marca na história do principal campeonato de futebol do Brasil.

Dos cem gols na era dos pontos corridos, 31 foram com a camisa do Atlético-PR, clube que ele defende desde 2009. Por curiosidade, o primeiro foi anotado contra o rubro-negro do Paraná na época em que Baier jogava pelo Criciúma.
Projeto Medalhas

O Projeto Medalhas foi a primeira ação do Programa Gols pela Vida, lançado em 2007 pelo Complexo Pequeno Príncipe. A Casa da Moeda produziu 1.283 medalhas nas versões ouro, prata e bronze, em alusão a cada um dos gols da carreira de Pelé.

A renda obtida com a comercialização do produto é revertida para o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, única instituição no mundo que leva o nome do “Rei do Futebol”.

+ Notícias

22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
Ver mais