Complexo, Doe, Hospital, Instituto de Pesquisa

Pacientes do Pequeno Príncipe participam de oficina de jardinagem em favor da natureza

Na ação, que faz parte da campanha #WeekForFuture, crianças e adolescentes em tratamento na instituição plantaram sementes de árvores nativas do Paraná, que simbolizam uma nova fase para o Hospital

Débora Cristina Cercal, de 14 anos, adorou a experiência de participar da oficina de jardinagem.

Questões ambientais sempre estiveram presentes na rotina do Hospital Pequeno Príncipe. Preocupada com questões relacionadas à sustentabilidade e pensando no futuro do planeta, a instituição intensifica as ações relacionadas ao tema e aderiu recentemente à campanha #WeekForFuture.

Por se tratar de uma questão mundial, que conta com a mobilização de mais de 156 países, o Pequeno Príncipe traz às crianças e aos adolescentes em tratamento, bem como a seus colaboradores, ações que ressaltam a importância da conscientização sobre o meio ambiente, afinal, a natureza está no cotidiano das cidades, diretamente ou indiretamente. Pensando nisso, diversas atividades estão sendo realizadas com os pacientes e colaboradores do Hospital.

A ação envolveu os pacientes e seus responsáveis.

A mais recente foi a oficina de jardinagem, promovida no dia 25 de setembro,  voltada às crianças e aos adolescentes. Meninos e meninas de diversas idades se reuniram na sala do Setor de Educação e Cultura (Educ) para plantarem sementes que irão para um novo empreendimento do Complexo Pequeno Príncipe, o Pequeno Príncipe Norte, localizado no bairro Bacacheri, que irá ampliar as instalações e a capacidade de atendimento da instituição. Essas sementes plantadas representam uma nova fase para o Hospital, simbolizando algo novo que está nascendo.

Plantas nativas do Paraná foram o grande foco da oficina, com destaque para sementes das árvores mulungu, aroeira e guanxumão, além de especiarias como alecrim, hortelã e manjericão. O coordenador de meio ambiente do Complexo Pequeno Príncipe, Guilherme de Camargo Vasconcellos, apresentou diversas informações e curiosidades sobre essas árvores para as crianças e os adolescentes presentes e enfatizou a importância dessa oficina. “É bom mudar a rotina dos pacientes para algo diferente, que os faça esquecer um pouco o cotidiano do Hospital. E também conectá-los com a natureza, enfatizando a importância dela e de que é nossa responsabilidade cuidar do meio ambiente todos os dias”, relatou.

Tudo isso proporcionou um momento divertido para os pacientes e seus acompanhantes, mas também uma reflexão sobre as questões ambientais. Para Débora Cristina Cercal, de 14 anos, os adultos deveriam ter cuidado mais do planeta. “Para o futuro da Terra, eu espero que a gente tenha mais consciência e que a minha geração possa fazer isso, plantando mais e desmatando menos”, disse.

 

#WeekForFuture

Claudio Teixeira, coordenador do Educ, orientou a atividade.

As ações relativas ao movimento global #WeekForFuture e a #FridaysForFuture envolveram, até o momento, cerca de 350 pessoas no Pequeno Príncipe, entre pacientes, familiares e colaboradores. Além do trabalho de 15 professores, que atendem as crianças e os adolescentes internados e que trabalharam o conteúdo sobre meio ambiente em suas atividades, somando mais cerca de 300 meninos e meninas envolvidos. “Nos últimos anos, os seres humanos estão comprometendo o futuro do planeta Terra, esgotando os recursos naturais e as estruturas de vida. Por isso, precisamos pensar na diminuição de emissão de poluentes, da produção de lixo e da poluição dos oceanos. Assim, essa oficina de jardinagem é tão especial, pois espera-se que brotem essas sementes para futuramente serem plantadas no Pequeno Príncipe Norte. Mas, principalmente, que germine no coração desses meninos e meninas a consciência sobre a importância do meio ambiente e que possam refletir que são eles a nova geração que irá repensar atitudes que vão mudar o rumo do meio ambiente ”, concluiu o coordenador do Educ, Claudio Teixeira.

+ Notícias

Faça sua doação