Paciente do Pequeno Príncipe dá a volta ao mundo sem sair do Hospital - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Paciente do Pequeno Príncipe dá a volta ao mundo sem sair do Hospital

A aventura foi concretizada por meio de uma atividade educativa em que Ryan recebeu cartões postais de oito países diferentes
18/08/2015

Um retorno para consulta que será lembrado para sempre por Ryan Carlos Vieira, de 11 Paciente_Ryan_Carlos_Vieira (12)anos. Na última semana, dia 12, ao chegar no Hospital Pequeno Príncipe, o paciente foi surpreendido com cartões postais dos quatro cantos do mundo. E o detalhe, endereçados especialmente a ele. “Fiquei muito feliz. Não imaginava que receberia cartões de tão longe”, disse o Ryan ao analisar os postais de países como Canadá, Romênia, El Salvador, Áustria, Costa Rica, Guatemala, Alemanha e Espanha.

As correspondências são o resultado de uma atividade chamada “Volta ao Mundo”, do setor de Educação e Cultura do Hospital, que trabalha a Geografia de maneira dinâmica com crianças e adolescentes internados. “Buscamos trabalhar de forma individualizada, atendendo às necessidades de cada paciente e dando uma atenção especial para aqueles que ficam longos períodos internados, como foi o caso do Ryan. Ele demonstrou grande interesse em saber mais sobre os diversos países, então pensei em pedir a alguns amigos que tenho pelo mundo que mandassem um postal para ele”, explica o educador Paulo Alexandre Monteiro.

Para a família, que mora num sítio em São José da Boa Vista, a 300 quilômetros de Curitiba, as correspondências representam muito mais que conhecimento de culturas diferentes. “Tanto pelos postais quanto pelo período que passamos no Hospital, começamos a ver o mundo de outra forma. Percebemos que o ser humano gosta de ajudar, de fazer o bem. Quando ficamos aqui, o Ryan busca aproveitar as oportunidades que são oferecidas e é muito mimado por todos. Isso ajuda bastante para a autoestima e aprendizado dele”, conta feliz a mãe de Ryan, Eliane Amaral Vieira.

Paciente_Ryan_Carlos_Vieira (47)
O educador Paulo lembra que conhecer a localização, a cultura, o idioma e a gastronomia de diferentes países foi o que atraiu Ryan desde o primeiro contato com as atividades educativas desenvolvidas no Hospital. Agora, o desejo é que ele continue com esse interesse em aprender sempre mais. “Ter desenvolvido as atividades educativas com o Ryan foi um prazer e espero que ele se recupere 100% para que possa dar suas ‘voltas ao mundo’ com passos firmes e confiantes”, finaliza.

+ Notícias

03/02/2023

Gravidez na adolescência: quais são os riscos?

A gestação nessa fase, que compreende dos 10 aos 19 anos, gera uma série de consequências para a vida da mãe e do bebê
01/02/2023

Volta às aulas e a imunização de crianças e adolescentes

As medidas de higiene das mãos, etiqueta ao tossir e uso de máscara também auxiliam a evitar a disseminação de doenças
27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
Ver mais