Oito novos leitos de terapia intensiva são inaugurados no Hospital

Notícias

Oito novos leitos de terapia intensiva são inaugurados

Com investimento do governo estadual e da Volkswagen do Brasil, o Hospital Pequeno Príncipe aumenta em 12% sua capacidade de vagas em UTIs
18/03/2024
novos leitos de terapia intensiva
Com investimento do governo estadual e da Volkswagen do Brasil, Hospital aumenta 12% da capacidade com os novos leitos de terapia intensiva.

O Hospital Pequeno Príncipe inaugurou, nesta segunda-feira, dia 18, oito novos leitos de unidades de terapia intensiva (UTIs). Com ampliação de 68 para 76 leitos de UTIs, a instituição terá condições de realizar mais 500 atendimentos por ano. A inauguração aconteceu menos de um ano após o repasse de recursos. O investimento foi possível graças à Secretaria de Estado da Saúde e à Volkswagen do Brasil, que destinaram R$ 4,8 milhões por meio do Programa Paraná Competitivo, do governo estadual, um dos principais incentivos à atração de investimentos para o estado.

“Estes novos leitos representam um aumento de praticamente 12% da nossa capacidade falando de leitos de UTI. É um aumento significativo e necessário. A população do Paraná infantojuvenil necessita de mais leitos de UTI pediátrica, seja para urgência ou cirurgias eletivas complexas que fazemos aqui. Nesse sentido, agradecemos muito a sensibilidade da sociedade civil organizada, neste momento representada pela Volkswagen e também governo do estado, que propiciaram o fomento de investimento para a construção desta nova ala. O mais importante agora é dar sustentabilidade de qualidade, e esperamos contar com o apoio da Sesa para isso”, disse o diretor-técnico do Hospital, Donizetti Giamberardino.

As novas instalações começam a funcionar no dia 1.º de abril e vão atender neonatos, lactantes, crianças e adolescentes em tratamento clínico, pré-cirúrgico e pós-operatório nos serviços da instituição ligados à cardiologia. Em sua maioria, esses pacientes foram submetidos ou estão sendo preparados para procedimentos invasivos, como cateterismos (hemodinâmica), transplantes e cirurgias cardíacas de grande porte, sendo a maior parte em pacientes neonatos e de primeira infância.

A estrutura, instalada em uma área de 200 metros quadrados, no primeiro andar, próxima à atual UTI de Cardiologia, possibilitará uma gestão sistêmica dos cuidados intensivos cardiológicos, garantindo mais acesso, segurança e qualidade na assistência. Os investimentos permitiram a instalação de boxes individualizados, com ilhas de atendimento também exclusivas que trarão mais agilidade e efetividade na assistência prestada, conforme a faixa etária do paciente.

Formada por médicos, enfermeiras e técnicas de enfermagem, a equipe do novo setor contará com o suporte de colaboradores administrativos e de apoio, além da equipe multiprofissional com fonoaudiólogo, fisioterapeuta, nutricionista, psicólogo e médicos de 47 especialidades e áreas de atuação que contemplam diagnóstico e tratamento.

novos leitos de terapia intensiva
As novas instalações começam a funcionar no dia 1.º de abril em uma área de 200 metros quadrados.

Veja outros depoimentos na inauguração

“Estamos há mais de 100 anos aqui e vivemos em uma construção contínua. Temos um patamar de excelência que só é possível com muita experiência. Vale lembrar que a primeira UTI pediátrica do estado foi inaugurada aqui há muitas décadas. Nós trabalhamos sempre buscando o melhor, construindo parcerias, articulando apoios e possibilitando as transformações necessárias para oferecer o melhor disponível para as crianças. Nosso caminho aqui é buscar a alta complexidade, que é uma tradição e vocação nossa. Para nós, essa ampliação é muito importante do ponto de vista interno e significativo como responsabilidade ampliada perante as crianças e bebês que precisam da gente”, destacou o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro.

“O Pequeno Príncipe tem uma história de mais de 100 anos de abraçar as crianças paranaenses, e hoje aqui nós pudemos fazer isso literalmente, quando colocamos recursos do Paraná Competitivo em parceria com Volkswagen do Brasil. Nós estamos dando um passo à frente, modernizando leitos, ambientando o restante da ala, dando a devida importância que a instituição tem. O Hospital não é do Paraná, não é de Curitiba, ele é do Brasil, o que demonstra a força da equipe técnica que atua aqui. Os recursos financeiros colocados aqui dão resultado. A gente só tem a agradecer ao Pequeno Príncipe, olhar para frente e avançar”, enfatizou o secretário de Saúde do estado, Beto Preto.

“Estamos orgulhosos dessa parceria da Volkswagen do Brasil com o Governo do Estado do Paraná, que viabilizou a inauguração dos novos leitos de UTI do Hospital Pequeno Príncipe, e por contribuir significativamente para o fortalecimento do sistema de saúde, garantindo que mais crianças e adolescentes tenham acesso aos cuidados necessários em momentos críticos. Também estamos comprometidos em continuar colaborando com iniciativas que promovam o bem-estar da sociedade e em estabelecer parcerias que gerem um impacto positivo duradouro como esse”, disse o diretor de Assuntos Governamentais da Volkswagen do Brasil, Luiz Ricardo de Medeiros Santiago.

“É uma alegria imensa estar aqui hoje com um grupo de pessoas que sonham e realizam a melhor medicina possível. São médicos, enfermeiros, farmacêuticos, equipes de apoio administrativo e centenas de profissionais que buscam o melhor para as nossas crianças”, comentou. Ela também lembrou os desafios da pediatria no país. “Infelizmente, o Brasil ainda tem indicadores desafiadores: de cada três bebês que morrem de 0 a 1 ano de idade, dois poderiam ser salvos se tivessem acesso a um serviço de saúde de qualidade. Quando se observa a faixa de 0 a 6 anos, 44% poderiam ser salvos. Tenho certeza de que tais números seriam diferentes se as crianças tivessem a oportunidade de ter acesso a instituições hospitalares como o Pequeno Príncipe. Eu tenho certeza de que o futuro não é um lugar para onde estamos indo, mas que estamos construindo”, ressaltou a diretora-executiva do Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro.

novos leitos de terapia intensiva

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3) e Parcerias e Meios de Implementação (ODS 17).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
Ver mais