Obesidade infantil atinge 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos na América do Sul - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Obesidade infantil atinge 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos na América do Sul

Diante do alto índice, neste 11 de outubro, Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, o Hospital Pequeno Príncipe alerta para a necessidade de controlar o excesso de peso, que é um fator de risco para uma série de doenças
11/10/2017

Estima-se que 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos estejam com sobrepeso na América do Sul, de acordo com os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS). O alto índice alerta para a necessidade de prevenção da obesidade. A condição médica é um fator de risco para uma série de doenças.

Nesta quarta-feira, 11 de outubro, é lembrado o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. “Esse é um problema de saúde pública. O sobrepeso tem consequências ainda maiores na infância, como a possibilidade do desenvolvimento de pressão alta e problemas psicológicos. Além disso, também corrobora para o surgimento de doenças cardíacas, diabetes e câncer na vida adulta”, ressalta a endocrinologista do Hospital Pequeno Príncipe, Rosângela Réa.

De acordo com a médica, fatores genéticos, má alimentação e sedentarismo são as principais causas da obesidade infantil. “O maior exemplo de uma criança vem de casa. É importante que os pais ou cuidadores mantenham uma rotina alimentar saudável e, de preferência, façam as refeições junto dos meninos e meninas”, afirma.

Praticar atividades físicas regularmente também é essencial para combater a obesidade. “Esse equilíbrio é muito importante. Crianças e adolescentes não precisam deixar de comer tudo o que gostam, mas devem balancear a alimentação com a realização de exercícios. Uma das formas de incentivar o hábito é limitar o tempo dos meninos e meninas em frente à televisão, brincando com videogames ou acessando mídias sociais”, explica a profissional.

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais