Obesidade infantil atinge 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos na América do Sul - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Obesidade infantil atinge 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos na América do Sul

Diante do alto índice, neste 11 de outubro, Dia Nacional de Prevenção da Obesidade, o Hospital Pequeno Príncipe alerta para a necessidade de controlar o excesso de peso, que é um fator de risco para uma série de doenças
11/10/2017

Estima-se que 2,5 milhões de crianças menores de cinco anos estejam com sobrepeso na América do Sul, de acordo com os dados mais recentes da Organização Mundial da Saúde (OMS). O alto índice alerta para a necessidade de prevenção da obesidade. A condição médica é um fator de risco para uma série de doenças.

Nesta quarta-feira, 11 de outubro, é lembrado o Dia Nacional de Prevenção da Obesidade. “Esse é um problema de saúde pública. O sobrepeso tem consequências ainda maiores na infância, como a possibilidade do desenvolvimento de pressão alta e problemas psicológicos. Além disso, também corrobora para o surgimento de doenças cardíacas, diabetes e câncer na vida adulta”, ressalta a endocrinologista do Hospital Pequeno Príncipe, Rosângela Réa.

De acordo com a médica, fatores genéticos, má alimentação e sedentarismo são as principais causas da obesidade infantil. “O maior exemplo de uma criança vem de casa. É importante que os pais ou cuidadores mantenham uma rotina alimentar saudável e, de preferência, façam as refeições junto dos meninos e meninas”, afirma.

Praticar atividades físicas regularmente também é essencial para combater a obesidade. “Esse equilíbrio é muito importante. Crianças e adolescentes não precisam deixar de comer tudo o que gostam, mas devem balancear a alimentação com a realização de exercícios. Uma das formas de incentivar o hábito é limitar o tempo dos meninos e meninas em frente à televisão, brincando com videogames ou acessando mídias sociais”, explica a profissional.

+ Notícias

23/05/2022

Voluntários do Pequeno Príncipe retornam às atividades presenciais

A retomada foi possível com todos os cuidados que o momento de pandemia do coronavírus ainda exige
19/05/2022

Representantes do CEDCA visitam o Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe

A unidade, que foi reestruturada, atende a diferentes tipos de deficiências de forma integral e humanizada
18/05/2022

Em um ano, Hospital atende mais de 600 crianças e adolescentes vítimas de violência

Em comparação com o ano anterior, o aumento de casos foi de 11%; mais da metade das ocorrências aconteceu na residência da própria criança
17/05/2022

Pequeno Príncipe inicia campanha televisiva para captação de recursos

A iniciativa busca dar mais visibilidade para a causa da saúde infantojuvenil, além de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira da instituição
16/05/2022

Atualização do calendário vacinal pode prevenir casos de SRAG no público infantojuvenil

Diversas doenças respiratórias podem evoluir para a síndrome aguda grave. O Pequeno Príncipe alerta que as medidas de prevenção, como a imunização, precisam ser mantidas
15/05/2022

Sintomas da mucopolissacaridose aparecem na primeira infância

A doença rara é genética e neurodegenerativa, que evolui com sintomas multissistêmicos
Ver mais