Nova economia e humanismo digital são temas de workshop promovido pelo Complexo Pequeno Príncipe em São Paulo - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Nova economia e humanismo digital são temas de workshop promovido pelo Complexo Pequeno Príncipe em São Paulo

Voltado a apoiadores da instituição, o evento foi conduzido pelo CFO da Ingresso Rápido, Diego Barreto
22/03/2018
Diego Barreto, CFO da Ingresso Rápido, trouxe reflexões importantes sobre a nova economia para os apoiadores do Complexo Pequeno Príncipe.

O Complexo Pequeno Príncipe promoveu, no dia 21 de março, o primeiro workshop de 2018 para investidores do Complexo Pequeno Príncipe em São Paulo. Intitulado “Liderança e Estratégias de Negócios na Nova Economia”, o encontro, liderado pelo CFO da Ingresso Rápido, Diego Barreto,  proporcionou aos participantes valiosas reflexões sobre o papel do líder no atual cenário econômico.

Mestre pelo IMD (Suíça), com foco em estratégia e liderança, especialista em finanças pela Fipecafi/USP e bacharel em Direito pela PUC-SP, Diego relembrou os modelos tradicionais de negócios, nos quais as empresas forçavam a sociedade a se ajustar aos seus produtos. “Isso funcionava porque havia monopólio de riqueza e de informação. Hoje, embora ainda exista muita concentração de riqueza, vivemos uma época em que o poder aquisitivo está mais descentralizado e há acesso ao crédito. A informação está em todo lugar e, para gerar negócios, muitas vezes é preciso mais conhecimento do que capital. As pessoas hoje têm voz quando defendem uma causa legítima. Diante desse novo cenário, as empresas precisam se reinventar. As que estão se adaptando, estão saindo na frente”, alerta.

Diego Barreto: ““É preciso descentralizar o poder. Mais do que ouvir, é preciso refletir sobre o que se ouve antes de tomar as decisões”.

Durante o encontro, Barreto destacou algumas características da nova economia. “São negócios que se baseiam, preferencialmente, no mundo on-line, são escaláveis e não geram atrito com a sociedade”, explica.

Liderar nesse cenário, portanto, exige uma nova postura. “É preciso descentralizar o poder. Mais do que ouvir, é preciso refletir sobre o que se ouve antes de tomar as decisões”, considera.

Diego Barreto lembra que, acima de tudo, o conceito de nova economia está associado à definição de humanismo digital, que vem proporcionando uma convergência do patrimônio cultural com a tecnologia, fazendo com que a sociabilidade avance sem barreiras. Localização geográfica, língua e várias outras limitações deixam de existir no ambiente virtual, potencializando a inovação e o acesso à informação de forma democrática.

Nesse ambiente, Diego considera fundamental a superação dos pré-conceitos inconscientes, pois só assim a sociedade conseguirá avançar. “Muitas vezes temos atitudes que consideramos corretas, mas que no fundo escondem um pré-conceito. Quanto mais conscientes formos dessas situações, mais empurraremos a sociedade para a real transformação que ela necessita”, defende.

Repercussão
A psicóloga Elisângela Lima, apoiadora do Pequeno Príncipe que participou do evento, ressaltou a importância de se autoconhecer para conseguir superar esses pré-conceitos. “Quanto mais nos conhecemos, mais seguros nos tornamos e mais capazes de quebrar essas crenças seremos capazes”, acredita.

A engenheira Ana Carolina elogiou o encontro. “Esta troca é muito importante. Além de nos proporcionar uma atualização, o Hospital mostra com esta iniciativa que é uma organização inovadora, que utiliza bem os recursos que recebe”, avaliou.

Atuando no 3.º Setor, Lorena Braga, da ONG ABACE, também participou do workshop. “Para nós, é interessante entender um pouco mais sobre como essas empresas da nova economia estão sendo estruturadas e como podemos nos conectar com elas, pois nosso trabalho tem como objetivo qualificar o investimento social privado, fazendo com as empresas se tornem parceiras reais das organizações da sociedade civil”, avalia

+ Notícias

16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
Ver mais