NOTA DE ESCLARECIMENTO - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Suspeita de contaminação na alimentação parenteral fornecida pela empresa Nutro Soluções Nutritivas
19/11/2013

O Hospital Pequeno Príncipe trabalha diariamente para que a vida prevaleça. Juntos nessa jornada encontram-se os familiares, os pacientes e todos os envolvidos no processo de cuidado e atenção. Qualquer adversidade nesse processo é prejudicial, pois o resultado vai na direção contrária à do esforço empreendido.

Considerando a suspeita de contaminação na alimentação parenteral fornecida pela empresa Nutro Soluções Nutritivas, de Curitiba, o Hospital Pequeno Príncipe esclarece que:
– o Hospital realiza controle permanente de hemocultura entre os pacientes que apresentam indicativos de infecção, por isso, no dia 14 de novembro, quinta-feira, identificou resultados semelhantes na hemocultura de pacientes internados em UTIs.
– rapidamente, no procedimento de investigação, o Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar (SECIH) detectou como fator comum a alimentação parenteral, com indícios de contaminação.
– imediatamente, a administração da alimentação parenteral foi suspensa, os exames foram refeitos, e administrados antibióticos de amplo espectro. Desde então, o monitoramento dos pacientes expostos à alimentação foi intensificado.
– além de tomar as medidas necessárias para garantir a segurança dos pacientes, o Hospital Pequeno Príncipe entrou em contato com a empresa contratada e notificou a Vigilância Sanitária de Curitiba e autoridades de saúde do município e do estado, cumprindo sua obrigação legal e ética para prevenir outras ocorrências.
– ao todo, entre 10 e 14 de novembro, 13 pacientes estavam utilizando a alimentação parenteral; desses, cinco (5) apresentaram hemocultura alterada.
– a alimentação parenteral é aplicada diretamente na corrente sanguínea em casos nos quais os pacientes não têm condições de receber alimentação por meio do aparelho digestivo. Isso ocorre, geralmente, em pacientes em estado grave e sob cuidados intensivos (UTI). É importante ressaltar que o sistema imunológico de crianças encontra-se em formação, e no caso dessas crianças submetidas à parenteral se encontra diminuído por suas doenças de base, o que torna a resposta do organismo delas ainda mais limitada.
 
Informações para a imprensa: Patrícia Pinheiro – (41) 3310-1101 Nana Martins – (41) 3310-1437 Plantão – (41) 9642-8100

+ Notícias

25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
20/11/2022

Dia Mundial da Criança chama atenção à defesa de direitos

Em sua trajetória centenária, o Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas  
18/11/2022

Eletrofisiologia: Pequeno Príncipe é pioneiro em pediatria e mapeamento do coração em procedimento cirúrgico

O serviço também é referência no Brasil na realização de procedimentos invasivos e colocação de dispositivos eletrônicos no público infantojuvenil
Ver mais