NOTA DE ESCLARECIMENTO - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Suspeita de contaminação na alimentação parenteral fornecida pela empresa Nutro Soluções Nutritivas
19/11/2013

O Hospital Pequeno Príncipe trabalha diariamente para que a vida prevaleça. Juntos nessa jornada encontram-se os familiares, os pacientes e todos os envolvidos no processo de cuidado e atenção. Qualquer adversidade nesse processo é prejudicial, pois o resultado vai na direção contrária à do esforço empreendido.

Considerando a suspeita de contaminação na alimentação parenteral fornecida pela empresa Nutro Soluções Nutritivas, de Curitiba, o Hospital Pequeno Príncipe esclarece que:
– o Hospital realiza controle permanente de hemocultura entre os pacientes que apresentam indicativos de infecção, por isso, no dia 14 de novembro, quinta-feira, identificou resultados semelhantes na hemocultura de pacientes internados em UTIs.
– rapidamente, no procedimento de investigação, o Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar (SECIH) detectou como fator comum a alimentação parenteral, com indícios de contaminação.
– imediatamente, a administração da alimentação parenteral foi suspensa, os exames foram refeitos, e administrados antibióticos de amplo espectro. Desde então, o monitoramento dos pacientes expostos à alimentação foi intensificado.
– além de tomar as medidas necessárias para garantir a segurança dos pacientes, o Hospital Pequeno Príncipe entrou em contato com a empresa contratada e notificou a Vigilância Sanitária de Curitiba e autoridades de saúde do município e do estado, cumprindo sua obrigação legal e ética para prevenir outras ocorrências.
– ao todo, entre 10 e 14 de novembro, 13 pacientes estavam utilizando a alimentação parenteral; desses, cinco (5) apresentaram hemocultura alterada.
– a alimentação parenteral é aplicada diretamente na corrente sanguínea em casos nos quais os pacientes não têm condições de receber alimentação por meio do aparelho digestivo. Isso ocorre, geralmente, em pacientes em estado grave e sob cuidados intensivos (UTI). É importante ressaltar que o sistema imunológico de crianças encontra-se em formação, e no caso dessas crianças submetidas à parenteral se encontra diminuído por suas doenças de base, o que torna a resposta do organismo delas ainda mais limitada.
 
Informações para a imprensa: Patrícia Pinheiro – (41) 3310-1101 Nana Martins – (41) 3310-1437 Plantão – (41) 9642-8100

+ Notícias

08/08/2022

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada no Pequeno Príncipe

A reparação da extrofia de cloaca foi feita com a técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
01/08/2022

Aleitamento materno favorece desenvolvimento da inteligência e estrutura da face

Especialistas do Hospital Pequeno Príncipe explicam ligação entre o neurodesenvolvimento e o crescimento ósseo adequado da face
28/07/2022

Hepatites A e B podem ser prevenidas por meio da vacinação

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe disponibiliza imunizantes contra essas duas formas da doença, que ocorrem de forma endêmica no Brasil
Ver mais