Mobilização social arrecada cerca de 1.500 resmas de papel para o Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Mobilização social arrecada cerca de 1.500 resmas de papel para o Pequeno Príncipe

Durante um mês, a campanha “Meu Papel no Mundo” envolveu centenas de estudantes do Colégio Bom Jesus das sedes Centro e Nossa Senhora de Lourdes
15/09/2016

dsc_0011
Desde prontuários médicos até em atividades de educação e cultura com os pacientes em tratamento, o Hospital Pequeno Príncipe utiliza aproximadamente 15 mil resmas de papel sulfite por ano, o que representa um gasto de R$ 170 mil. Mas, com a mobilização de alunos do Colégio Bom Jesus das sedes Centro e Nossa Senhora de Lourdes, a instituição reduziu esse custo e arrecadou, durante um mês, 1.500 resmas de papel.

O valor economizado, agora, poderá ser aplicado na compra de outros materiais e insumos utilizados nos cuidados de milhares de crianças e adolescentes atendidos pela instituição. “Foi muito gratificante poder contribuir com o Hospital. Além disso, também pudemos desenvolver nos nossos alunos uma consciência de ajudar o próximo”, relatou a gestora de Ensino Médio do Bom Jesus Centro, Suzete Beal.

“O que fazemos pelo outro reflete em quem nós somos, e essa é uma importante etapa do processo de educação. Além da arrecadação de papéis, a atitude dos alunos é muito importante para nós”, apontou o gestor de Ensino Médio do Bom Jesus Nossa Senhora de Lourdes, José Geraldo Turezo.

dsc_0008Entenda como foi a ação
Alunos do 1.º e 2.º ano do Ensino Médio, das duas sedes do colégio Bom Jesus, mobilizaram amigos, familiares e outros estudantes da escola com o objetivo de arrecadar as resmas de papel. As estratégias para conseguir o material foram muitas. Segundo os alunos, foram elaborados cartazes e panfletos para mobilizar as pessoas. Também foram feitas conversas com outras turmas, pesquisas de preço para comprar as resmas pelo menor custo e foram vendidas folhas de rascunho para reciclagem. E assim trabalharam para arrecadar a maior quantidade de papel sulfite possível.

Confira depoimentos de alguns alunos que participaram da ação.
dsc_0009

“As crianças são boas por natureza e merecem isso. Nós, às vezes, precisamos deixar de lado os nossos próprios interesses e se preocupar com os outros. Estou muito feliz em ajudar o Pequeno Príncipe.”
Gustavo Nishimoto, 15 anos, Bom Jesus Centro
dsc_0013

“O mais legal de tudo foi descobrir que quando queremos de verdade uma coisa, nós conseguimos. Se foi possível arrecadar uma quantidade tão grande de papéis, imagina o que podemos fazer de maior para o mundo.”
Lara Licks, 15 anos, Bom Jesus Centro

dsc_0004
“É incrível poder ajudar uma instituição que precisa tanto. Não mobilizamos apenas a nossa sala, mas um colégio inteiro. Foi muito gratificante.”
Marina Salles, 16 anos, Bom Jesus Nossa Senhora de Lourdes

dsc_0002

“Traz muita alegria ajudar o Pequeno Príncipe. Pouco importa a competição ou quantidade de resmas. O mais gratificante é fazer o bem.”
Tifanny Malaquias, 16 anos, Bom Jesus Nossa Senhora de Lourdes

+ Notícias

23/06/2022

Festas juninas pedem atenção redobrada com a alimentação das crianças

Pequeno Príncipe alerta que o consumo de doces e de comidas típicas pode prejudicar condições de saúde já existentes
21/06/2022

Asma: vacinas atuam na redução de doenças que afetam o sistema respiratório

A doença não possui um imunizante específico, mas existem outras vacinas que auxiliam nas síndromes respiratórias
17/06/2022

Corpus Christi: Pequeno Príncipe recebe bênção do Santíssimo Sacramento

A ação, realizada em carro aberto, fez parte da programação especial organizada pela Arquidiocese de Curitiba
14/06/2022

Doar sangue é um ato de amor ao próximo

Neste Dia Mundial do Doador de Sangue, o Pequeno Príncipe reforça a importância desse ato de solidariedade, que pode salvar até quatro vidas
13/06/2022

Albinismo é distúrbio raro que precisa de cuidado multidisciplinar

A condição é definida pela ausência ou diminuição importante na produção de melanina – pigmento que determina a cor da pele, dos olhos e do cabelo
12/06/2022

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce é fundamental para tratamento assertivo

O conjunto de doenças pode ser descoberto ainda na gravidez, com o ecocardiograma fetal, ou nos primeiros dias após o nascimento, por meio do teste do coraçãozinho
Ver mais