Mitos e Verdades: amamentação - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Mitos e Verdades: amamentação

Esclareça suas dúvidas sobre o tema
03/08/2017

Na Semana Mundial do Aleitamento Materno, lembrada entre 1.º e 7 de agosto, o Hospital Pequeno príncipe reforça a importância desse ato para a nutrição dos bebês e seu papel no fortalecimento de vínculos entre mãe e filho. Para esclarecer algumas dúvidas, a instituição preparou um mitos e verdades sobre o tema. Confira:



– O leite materno é sempre a melhor opção para os bebês?

Verdade. Ele é nutricionalmente bom e sua capacidade de digestão é perfeita. Além disso, é gratuito e prático, pois está sempre pronto. A amamentação no peito também é acompanhada de um intenso vínculo entre a mãe e o bebê, que auxilia no desenvolvimento dos pequenos.

– Existe leite materno fraco?
Mito. Todo leite materno é rico em proteínas, gorduras e vitaminas. A boa saúde da mãe e uma alimentação saudável, no entanto, contribuem para que o leite seja ainda melhor. Além disso, existem inúmeras fórmulas infantis que auxiliam na complementação nutricional dos pequenos.

– Nem sempre as mães podem amamentar?
Verdade. E elas não devem se sentir culpadas por isso. Às vezes, muitas mulheres simplesmente não conseguem amamentar e, com a devida indicação médica, precisam optar pelo uso das fórmulas infantis. Outras mães, por exemplo, têm doenças infecciosas e não podem amamentar para não transmiti-las aos bebês.

– O tamanho dos seios influencia na capacidade de amamentação?
Mito. A fartura do leite não tem nada a ver com o tamanho dos seios. O que os diferencia é a quantidade de gordura de cada mama e não células produtoras (glândulas mamárias) e os ductos de leite.

– Bebês que se alimentam de leite materno têm uma curva de peso mais equilibrada?
Verdade. A composição do leite materno é perfeita. Não há sobra e nem falta de nutrientes para os bebês. Por isso, essa é a melhor opção para que os pequenos apresentem uma curva de peso mais equilibrada e se desenvolvam melhor.

Com informações: Dr. Luiz Renato Valértio, neonatologista do Hospital Pequeno Príncipe.

+ Notícias

27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
18/01/2023

Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe atende de forma integral crianças e adolescentes com deficiência

A unidade conta com laboratório de marcha, parque adaptado e sala de realidade virtual
16/01/2023

ALTA COMPLEXIDADE | Serviço de Radiologia Intervencionista

A especialidade trata doenças complexas em procedimentos minimamente invasivos. Saiba mais sobre o serviço na série de alta complexidade
Ver mais