Marca-passo: tecnologia inédita usa envelope de antibióticos

Notícias

Serviço de Cirurgia Cardiovascular faz procedimento inédito no Brasil

Implantação de marca-passo com envelope de antibióticos foi realizada em dezembro de 2022, estreando o uso da tecnologia no país
28/06/2023
marca-passo com envelope de antibióticos
O marca-passo com envelope de antibióticos é uma nova tecnologia que tem objetivo de evitar as infecções bacterianas.

Uma tecnologia já disponível nos Estados Unidos e em países da Europa foi utilizada, pela primeira vez no Brasil, pelo Serviço de Cirurgia Cardiovascular do Hospital Pequeno Príncipe em dezembro de 2022, por indicação do Serviço de Eletrofisiologia da instituição. Trata-se do uso de um marca-passo com envelope de antibióticos com o objetivo de evitar as infecções bacterianas – uma das complicações mais temidas associadas ao uso desse tipo de dispositivo.

O envelope é colocado durante o ato cirúrgico, envolvendo o gerador, e imediatamente se inicia a liberação local de antibióticos. Na sequência, ao longo dos dias, ocorre a reabsorção completa do envelope pelo organismo, diminuindo, consequentemente, a possibilidade de infecção.

“Alguns procedimentos, medicamentos e características dos pacientes ampliam significativamente o risco de uma infecção do dispositivo. E essas infecções aumentam a morbidade, tempo de internamento e reintervenção cirúrgica nestes pacientes”, explica a cardiologista responsável pela inovação, Lânia Romanzin Xavier, que é chefe do Serviço de Eletrofisiologia do Pequeno Príncipe.

História impactada

Foi o que aconteceu com o paciente Augusto Manenti Martins, diagnosticado em 2010, aos 5 anos de idade, com uma doença que compromete o funcionamento correto do coração. Para corrigir tal situação, ele implantou um marca-passo e desde então faz acompanhamento regular no serviço do Pequeno Príncipe. “No final do ano passado, já aos 17 anos, descobrimos que um dos eletrodos do marca-passo havia se rompido”, conta a mãe, Vivian Martins.

Augusto passou então por uma cirurgia para substituição desse eletrodo, mas no dia seguinte se verificou o deslocamento do eletrodo, o que levou a equipe a recomendar uma nova cirurgia. “Os médicos nos falaram dessa nova capa que envolve o dispositivo no antibiótico, e nós autorizamos o procedimento, mesmo sendo inédito no Brasil. A equipe nos mostrou estudos que atestavam a eficiência desse procedimento. E foi mesmo um sucesso. Ele não teve nenhum pico de febre no pós-operatório, nenhuma intercorrência causada por infecção”, relata a mãe.

Outro grande benefício desse novo procedimento, segundo a médica, é o impacto que ele proporciona na gestão do serviço. O paciente que tem infecção fica internado, em média, três semanas a mais. Os custos do tratamento também se elevam, pois é necessário submeter o paciente a uma cirurgia para retirar o marca-passo, aguardar o controle da infecção, para depois realizar uma nova cirurgia e implantar um novo dispositivo. E o mais impactante, o paciente e a família passam por mais momentos de preocupação e sofrimento.

Em 2022, o Serviço de Cirurgia Cardiovascular do Pequeno Príncipe, em parceria com o Serviço de Eletrofisiologia, implantou 29 marca-passos e fez a troca de gerador em 14 implantes. “Se o Augusto está aqui hoje, com 17 anos, é graças à competência de toda a equipe médica e de toda a estrutura do Pequeno Príncipe. Todos os profissionais – médicos, enfermeiros, equipe da UTI, pessoal da limpeza, enfim, todos – são pessoas extremamente humanas, bem-humoradas e dedicadas a cuidar do nosso maior bem. E só tenho a agradecer a essa instituição”, finaliza Vivian.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

21/06/2024

Pequeno Príncipe lamenta morte de dona Celeste, mãe de Pelé

A matriarca doou um diamante ao maior e mais completo hospital pediátrico do país
21/06/2024

Primeiríssima Infância: como criar um ambiente rico em estímulos?

Proporcionar um local diverso em interações é essencial para o desenvolvimento infantil integral e saudável
20/06/2024

Professor Kiyoshi Tanaka, da Universidade Shinshu, visita Pequeno Príncipe

O objetivo principal foi estreitar os laços para futuras colaborações
14/06/2024

II Encontro Internacional de Especialidades em Pediatria reforça a importância da educação continuada em saúde

Evento on-line promovido pelo Pequeno Príncipe contou com mais de 530 participantes de 24 estados brasileiros e do Distrito Federal
12/06/2024

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce evita complicações graves

Neste Dia Nacional de Conscientização da Cardiopatia Congênita, o alerta é para os exames disponíveis para diagnóstico e à importância do tratamento adequado para cada caso
11/06/2024

Gala Pequeno Príncipe 2024 será realizado em São Paulo

Jantar com a participação das madrinhas marcou o lançamento do evento, programado para o dia 30 de setembro
Ver mais