Laboratório do Pequeno Príncipe é destaque no diagnóstico e monitoramento de leucemia - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Laboratório do Pequeno Príncipe é destaque no diagnóstico e monitoramento de leucemia

A unidade está entre os 10 primeiros no Brasil a receber certificação pela qualidade e excelência nos processos com base em rigorosos protocolos internacionais
04/08/2021

Pequeno Príncipe, por meio do setor de Citometria de Fluxo, integrado ao Laboratório Genômico da instituição, foi certificado pelo nível de excelência na realização de avaliação de Doença Residual Mínima (DRM) em Leucemias Linfoblásticas Agudas de Linhagem B (LLA-B). A certificação, realizada no primeiro semestre, integrou a unidade em um seleto grupo dos 10 primeiros laboratórios no Brasil atestados pela qualificação de seus processos pelo protocolo internacional Euroflow, que exige procedimentos técnicos altamente padronizados. A avaliação de DRM é de extrema importância, pois permite analisar como está a resposta ao tratamento e, se necessário, possibilita ajustes. A LLA é considerada o tipo de câncer mais comum na infância.

“Desde o início dos trabalhos, em 2018, o Laboratório do Pequeno Príncipe busca parâmetros já bem estudados e padronizados para oferecer um método de alta sensibilidade e reprodutibilidade na pesquisa de DRM por citometria de fluxo. Além dos critérios rigorosos com equipamentos e técnica, é importante enfatizar que esse exame também exige uma interpretação cuidadosa e particular e nossos profissionais são assertivos nesse quesito”, afirma a vice-diretora de Manutenção e Serviços do Pequeno Príncipe, Daisy Schwarz, que também é responsável pelo Laboratório Genômico.

Concedido pela Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea (SBTMO) e a Amgen® – instituições parceiras na padronização dessa avaliação no país –, o certificado é um importante reconhecimento para o Pequeno Príncipe. Por meio dele, é possível comprovar o compromisso da instituição com a segurança e qualidade dos exames realizados, essenciais no cuidado às crianças e aos adolescentes que fazem tratamento contra o câncer.

“É gratificante para o Pequeno Príncipe contribuir e ser pioneiro nesse processo de padronização de melhores práticas no país para diagnósticos complexos cada vez mais precisos, a fim de proporcionar atendimento adequado aos pacientes que lutam contra o câncer”, finaliza Daisy. Na instituição, o laudo da citometria está sob responsabilidade da médica hematologista, Fabiola Gevert.

Sobre o Laboratório Genômico do Pequeno Príncipe
É uma importante estrutura que contribui com a excelência no diagnóstico precoce e diferenciado, bem como para o prognóstico e tratamento do câncer infantojuvenil. Proporciona, ainda, mais segurança à decisão terapêutica e ao tratamento personalizado, elevando as taxas de cura e permitindo a remissão completa da doença.

Desde a implantação, foram atendidos cerca de 20 mil pacientes, somando um total de quase 32 mil testes/exames realizados. Os recursos para a estruturação da unidade foram provenientes do Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (PRONON) 2014/Ministério da Saúde, de doadores de renúncia fiscal e de eventos do Pequeno Príncipe.

Além do setor de Citometria de Fluxo, o Laboratório Genômico também é composto pelos setores de Anatomia Patológica – para análise de biópsias a fim de elucidar o diagnóstico de doenças, como o câncer; Citogenética – para complementação do diagnóstico dos principais tumores e leucemia infantis; e Biologia Molecular – que, além de complementar o diagnóstico na área de hemato-oncologia, realiza pesquisa de agentes infecciosos, como o coronavírus.

+ Notícias

04/10/2022

Convivência com animais de estimação beneficia desenvolvimento das crianças

Ao crescer ao lado de um bichinho, os pequenos vivenciam diferentes experiências que contribuem para a saúde física e mental
03/10/2022

Rede Nacional de Doenças Raras se reúne no Pequeno Príncipe

O encontro dos centros de referência brasileiros discutiu inquérito nacional dos serviços que vai servir de base para o Ministério da Saúde
30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
Ver mais