Doenças graves do intestino exigem tratamento de alta complexidade

Notícias

Doenças graves do intestino exigem tratamento de alta complexidade

A redução da função intestinal abaixo do esperado requer terapia prolongada para o bom desenvolvimento da criança
20/05/2022
doença intestino
O trabalho de reabilitação intestinal busca garantir, via alimentação intravenosa, a suplementação nutricional.

 

Um dos trabalhos de destaque que a equipe de Suporte Nutricional do Hospital Pequeno Príncipe vem desenvolvendo é a reabilitação intestinal, voltada às crianças que, por algum motivo, perderam uma parte significativa do intestino delgado. Essa perda faz com que a criança não consiga absorver os nutrientes necessários para crescer e desenvolver-se de forma adequada. O trabalho de reabilitação intestinal busca garantir, via alimentação intravenosa, a suplementação nutricional necessária para o crescimento e a saúde da criança.

Um bebê saudável tem aproximadamente 240 centímetros de intestino delgado. É nessa parte do corpo humano que os macronutrientes e micronutrientes são absorvidos. A falência intestinal pode ocorrer devido a doenças congênitas, síndrome da pseudo-obstrução intestinal ou síndrome do intestino curto (SIC). A grande maioria das crianças que necessitam de reabilitação intestinal sofre de SIC, provocada por perda significativa da superfície absortiva dos nutrientes em razão de grandes ressecções intestinais (cirurgias para retirada do intestino) causadas por necrose ou malformações do tubo digestivo.

Dessa forma, o órgão, que é bastante longo, acaba ficando encurtado. A criança que necessite de nutrição parenteral (via endovenosa) por mais de 60 dias após a cirurgia de retirada de parte do intestino delgado, ou que ficou com menos de 25% do segmento intestinal, é considerada portadora de síndrome do intestino curto. A redução da função intestinal inferior ao mínimo necessário para a absorção de nutrientes faz com que a suplementação nutricional intravenosa (nutrição parenteral) seja necessária para manter a saúde e o crescimento.

A pediatra e especialista em gastroenterologia e nutrologia pediátria Jocemara Gurmini, que coordena o atendimento no Hospital Pequeno Príncipe, informa que a reabilitação intestinal busca estimular a parte do intestino preservada e garantir o crescimento da criança. “O intestino não se regenera, mas se adapta. E à medida que a criança cresce, o intestino apresenta um crescimento proporcional. Com o trabalho de reabilitação, buscamos estimular esta parte preservada, calculando a quantidade adequada de alimentação parenteral que cada criança necessita”, explica.

Outro grande objetivo do trabalho é garantir a segurança do paciente no cuidado com o cateter pelo qual a alimentação intravenosa é inserida, pois o correto manuseio e a higiene evitam infecções. Como os pacientes ficam por muitos meses – e às vezes até anos – alimentando-se dessa forma, também é fundamental preservar os acessos venosos. Por fim, outro grande desafio do atendimento é calcular adequadamente a alimentação intravenosa, evitando danos secundários aos pacientes, especialmente àqueles que fazem uso prolongado desse tipo de alimentação.

Suporte Nutricional

O Serviço de Suporte Nutricional do Hospital Pequeno Príncipe presta atendimento nutricional aos pacientes internados na instituição e é formado por uma equipe multiprofissional. O serviço atua preventivamente junto às crianças e aos adolescentes em risco nutricional, presta suporte aos pacientes com doenças crônicas internados e nos ambulatórios especializados, e trata os meninos e meninas com desnutrição já instalada. Também realiza atendimentos diários a pacientes com dieta especializada, terapia enteral e parenteral.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

07/12/2022

5 dicas para manter uma alimentação saudável nas férias

O Hospital Pequeno Príncipe relembra a importância de cuidar de alguns hábitos nesta época do ano
06/12/2022

Espetáculo de Natal vai alterar o trânsito no entorno do Hospital

As apresentações do “Papai Noel na Sumiçolândia” acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 21h, na fachada histórica da instituição
05/12/2022

Serviço de Ortopedia do Pequeno Príncipe é referência em tratamento de doenças e síndromes complexas

Em 2021, o serviço realizou 17.249 procedimentos cirúrgicos, além de 13.040 consultas ambulatoriais
02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
Ver mais