Há quase três décadas, o ECA transforma a realidade das crianças e adolescentes brasileiros - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Há quase três décadas, o ECA transforma a realidade das crianças e adolescentes brasileiros

Muitas das normas estabelecidas pela Lei 8.069, sancionada no dia 13 de julho de 1990, já faziam parte da rotina do Hospital Pequeno Príncipe
12/07/2019

Há quase três décadas, o Estatuto da Criança e do Adolescente surgiu para garantir direitos fundamentais às meninas e meninos brasileiros. A Lei 8.069, sancionada no dia 13 de julho de 1990, prioriza normas que favoreçam o acesso à saúde, educação, cultura, além de assegurar a garantia da liberdade, da convivência familiar, entre outras questões.
Em seu 29º aniversário, fica o desafio a toda sociedade de fazer valer na prática o ECA. Precursor de políticas públicas, o Hospital Pequeno Príncipe colocou em ação muitas dessas medidas bem antes da criação do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Para a diretora executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, o documento é um marco. “É uma lei que impulsiona o movimento por uma sociedade melhor e mais justa para as crianças e adolescentes do Brasil”, destaca.
Desde que foi instituído, o ECA recebe críticas por parte daqueles que não conhecem a lei profundamente. Engana-se quem pensa que ele não prevê também o cumprimento de deveres. “Por exemplo, se toda criança e todo adolescente têm direito à educação, eles têm o dever de ir à escola”, explica Thelma Alves, assessora e ex-secretária de Estado da Criança e da Juventude.

O Pequeno Príncipe faz a sua parte na promoção dos direitos dos meninos e meninas. A instituição oferece atendimento pediátrico com excelência técnico-científica em mais de 30 especialidades médicas, além de práticas de humanização, que garantem o acesso à educação, à cultura e à convivência familiar com a presença de um acompanhante durante o período de internamento.

Descubra como o ECA funciona na rotina diária do Pequeno Príncipe. Faça também sua parte para garantir o cumprimento desta lei tão importante para o pleno desenvolvimento de nossas crianças e adolescentes.

+ Notícias

08/02/2023

Gravidez na adolescência: a prevenção começa com educação e diálogo

Um ambiente acolhedor e de confiança é fundamental para o desenvolvimento saudável de meninos e meninas  
07/02/2023

Nota de pesar pelo falecimento do pediatra Danilo Cerqueira Leite Junior

O médico, com mais de 50 de formação, atuou no Pequeno Príncipe e contribuiu com cuidados a milhares de crianças e adolescentes que passaram pelo Hospital nas últimas décadas
06/02/2023

ALTA COMPLEXIDADE | Serviço de Cirurgia Vascular

O Hospital Pequeno Príncipe tem equipe especializada no tratamento de doenças do sistema circulatório em crianças e adolescentes
03/02/2023

Gravidez na adolescência: quais são os riscos?

A gestação nessa fase, que compreende dos 10 aos 19 anos, gera uma série de consequências para a vida da mãe e do bebê
01/02/2023

Volta às aulas e a imunização de crianças e adolescentes

As medidas de higiene das mãos, etiqueta ao tossir e uso de máscara também auxiliam a evitar a disseminação de doenças
27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
Ver mais