Gripe e vacinação: 5 orientações que você não deve esquecer

Notícias

Gripe e vacinação em crianças: 5 orientações que você não deve esquecer

O Hospital Pequeno Príncipe alerta para questões importantes sobre o imunizante contra a influenza
14/04/2022
vacina gripe
É essencial manter a carteira de vacinação atualizada de acordo com o calendário nacional de imunização.

 

A campanha nacional de vacinação contra a gripe (influenza) já começou, e o Hospital Pequeno Príncipe promoveu uma live para esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto. Durante quase uma hora, o infectologista pediátrico Victor Horácio de Souza Costa Júnior e a pediatra Heloisa Ihle Garcia Giamberardino responderam às principais dúvidas sobre a vacinação de meninos e meninas.

A influenza é um vírus de potencial pandêmico. Por isso, os médicos enfatizaram a importância de manter a carteira de vacinação atualizada de acordo com o calendário nacional de imunização, principalmente para evitar exposição daqueles que não podem vacinar-se – como crianças menores de 6 meses ou quem está em tratamento após transplante de órgãos.

A seguir, confira as cinco orientações que você não deve esquecer em relação à vacina da gripe:

1. Todos os públicos podem receber o imunizante

Cada organismo reage de forma diferente quando infectado com a influenza, e quadros graves podem acometer inclusive crianças. Por isso, a vacina é recomendada anualmente para todas as idades, a partir dos 6 meses. Sua dose é única, e a quantidade aplicada é a mesma para população pediátrica e adulta. No caso de meninos e meninas com até 8 anos e que vão tomar pela primeira vez o imunizante, uma dose de reforço é necessária após 30 dias para fortalecer a resposta imune.

vacina gripe
No Centro de Vacinas Pequeno Príncipe é aplicada a tetravalente.

2. A vacina protege contra mutações recentes da influenza

Os imunizantes da campanha de 2022 são distribuídos em duas versões, e ambas protegem contra cepas circulantes identificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Na rede pública, a vacina trivalente oferece proteção contra vírus do tipo A (mutações H1N1 Victoria e H3N2 Darwin) e tipo B (mutação Victoria). Já na rede privada, é aplicada a tetravalente, composta pelas mesmas cepas da outra versão com adicional de outra cepa tipo B (mutação Yamagata). No processo de fabricação das vacinas, são utilizados apenas fragmentos dos vírus inativados – ou seja, geram resposta imune no organismo humano, mas são incapazes de causar infecção.

3. Efeitos adversos leves são comuns após aplicação de qualquer vacina

A vacina da gripe é segura e faz parte no calendário vacinal brasileiro há mais de 20 anos. Dor no local da aplicação, edema ou febre baixa são efeitos adversos comuns e passageiros. A pediatra Heloisa ressalta que crianças com alergia leve a ovo não terão reações, já que a inoculação realizada durante a fabricação do imunizante deixa traços leves da proteína – bem diferente do ovo em natura. Quadros alérgicos graves, que envolvam choque anafilático, por exemplo, devem ser acompanhados pelo pediatra. Algumas pessoas relatam o surgimento de gripes após a imunização, mas a médica reforça que não é possível ter gripe por causa da vacina, pois é um vírus inativado e que não tem potencial de infectar o organismo receptor. Pode ser apenas uma coincidência de a pessoa estar com um quadro viral anterior ao momento da aplicação, mas ainda sem sintomas.

4. Atenção ao receber vacina da gripe junto com imunizante da COVID-19

Normalmente, não há interação entre vacinas aplicadas junto com a da gripe, já que a composição utiliza fragmentos de vírus inativados. No entanto, crianças entre 5 e 12 anos que também receberão imunização contra o coronavírus precisarão aguardar 15 dias entre a dose de cada imunizante. A recomendação é da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para proteger as crianças e evitar eventos adversos.

5. Em caso de quadro gripal, recorrer ao pediatra é essencial

Ao contrário do quadro causado pela COVID-19, os sintomas causados pelo vírus da influenza aparecem de forma rápida – geralmente com presença de febre alta que persiste mesmo com aplicação de antitérmicos. Alguns quadros gripais abrem brecha para infecções bacterianas associadas. Por isso, evite a automedicação e procure um pediatra de confiança para aconselhar o melhor tratamento.

  • Confira a live na íntegra no canal do Hospital Pequeno Príncipe no YouTube:

 

Conheça o Centro de Vacinas Pequeno Príncipe

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe oferece, além da vacina da gripe, diferentes imunizantes para todas as faixa etárias. Há 22 anos, o CEVA também conta com atendimento domiciliar, realiza campanhas externas de vacinação, orientações sobre calendários vacinais e supervisão médica e de enfermagem integral. Além da aplicação de vacinas, a unidade realiza avaliação pré-vacinal e suporte nos cuidados pós-vacina da equipe médica e de enfermagem. Há destaque também na área científica, com elaboração de guias de imunização, assim como a participação em eventos científicos nacionais e internacionais.

Serviço – Centro de Vacinas do Pequeno Príncipe
Atendimento: das 8h às 19h (segunda a sexta-feira) e das 8h às 18h (sábado)
Endereço: Rua Desembargador Motta, nº 913
Telefones: (41) 3310-1414 | 3310-1141

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

07/12/2022

5 dicas para manter uma alimentação saudável nas férias

O Hospital Pequeno Príncipe relembra a importância de cuidar de alguns hábitos nesta época do ano
06/12/2022

Espetáculo de Natal vai alterar o trânsito no entorno do Hospital

As apresentações do “Papai Noel na Sumiçolândia” acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 21h, na fachada histórica da instituição
05/12/2022

Serviço de Ortopedia do Pequeno Príncipe é referência em tratamento de doenças e síndromes complexas

Em 2021, o serviço realizou 17.249 procedimentos cirúrgicos, além de 13.040 consultas ambulatoriais
02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
Ver mais