Fique atento ao fim do horário de verão - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Fique atento ao fim do horário de verão

À 0 hora deste domingo, dia 18, todos os relógios precisam ser atrasados em uma hora. A mudança pode trazer impacto à rotina das crianças
16/02/2018

Mudanças de horário sempre implicam em alterações na rotina. Com as crianças, não é diferente. É preciso um tempo de adaptação, por exemplo, para adequar o sono e as demais necessidades fisiológicas.

Pensando nisso, pais e cuidadores devem estar atentos com o término do horário de verão, à 0 hora deste domingo, dia 18, quando todos os relógios precisam ser atrasados em uma hora. “O horário de inverno é mais positivo para a nossa rotina, pois com uma hora a mais, a qualidade de sono melhora. As crianças em fase escolar, principalmente as que precisam acordar cedo, são as maiores privilegiadas”, destacou o pediatra do Hospital Pequeno Príncipe, Luiz Renato Valério.

Existem algumas medidas que podem ser tomadas para evitar o impacto da mudança de horário, como tentar dormir mais cedo e antecipar as refeições durante o dia. Apesar disso, a adaptação não deve demorar. “Em no máximo 10 dias, o nosso organismo já está habituado com o novo horário”, aponta o médico.

+ Notícias

23/06/2022

Festas juninas pedem atenção redobrada com a alimentação das crianças

Pequeno Príncipe alerta que o consumo de doces e de comidas típicas pode prejudicar condições de saúde já existentes
21/06/2022

Asma: vacinas atuam na redução de doenças que afetam o sistema respiratório

A doença não possui um imunizante específico, mas existem outras vacinas que auxiliam nas síndromes respiratórias
17/06/2022

Corpus Christi: Pequeno Príncipe recebe bênção do Santíssimo Sacramento

A ação, realizada em carro aberto, fez parte da programação especial organizada pela Arquidiocese de Curitiba
14/06/2022

Doar sangue é um ato de amor ao próximo

Neste Dia Mundial do Doador de Sangue, o Pequeno Príncipe reforça a importância desse ato de solidariedade, que pode salvar até quatro vidas
13/06/2022

Albinismo é distúrbio raro que precisa de cuidado multidisciplinar

A condição é definida pela ausência ou diminuição importante na produção de melanina – pigmento que determina a cor da pele, dos olhos e do cabelo
12/06/2022

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce é fundamental para tratamento assertivo

O conjunto de doenças pode ser descoberto ainda na gravidez, com o ecocardiograma fetal, ou nos primeiros dias após o nascimento, por meio do teste do coraçãozinho
Ver mais