Fachadas do Pequeno Príncipe viram obras de arte no ano do seu centenário - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Fachadas do Pequeno Príncipe viram obras de arte no ano do seu centenário

Com coordenação artística de André Mendes, o projeto, que beneficia a instituição, também contará com uma exposição de desenhos criados por crianças e adolescentes atendidos pelo hospital
13/05/2019
André Mendes em ação: arte em prol da saúde infantojuvenil.

Quem anda pelas ruas que cercam o Pequeno Príncipe já percebe uma novidade em suas fachadas. Sob a coordenação artística de André Mendes, o maior hospital pediátrico do Brasil recebe, no ano do seu centenário, um presente mais que especial.

Paredes dos prédios do SUS (Rua Desembargador Motta) e dos ambulatórios (Avenida Iguaçu) estão se transformando em verdadeiras obras de arte. Além de Mendes, Rimon Guimarães e Tom + Amor, respeitados artistas da cena curitibana, estão responsáveis pela missão, que faz parte do projeto “Laços”, viabilizado pela Lei de Incentivo à Cultura e que tem o Pequeno Príncipe como instituição beneficiada.

“Eu poderia ter escolhido muitos outros muralistas, grafiteiros e artistas em geral que teriam uma condição muito bacana, mas tratando dessa atmosfera do hospital, eu sabia que o trabalho do Tom e do Rimon tem esse alto-astral com cores fortes e desenhos lúdicos com uma linguagem que as crianças absorveriam de uma forma não só simples de perceber, mas também com uma empatia por conta do cenário de natureza”, avalia André Mendes.

Tom + Amor buscou referências na Mata Atlântica, cenário marcante que reúne riquezas da flora e fauna do Brasil, e no universo de “O Pequeno Príncipe”. “É uma honra fazer parte desse projeto e da história desse hospital que faz tão bem às nossas crianças”, diz o artista.

Tom + Amor buscou referências também na Mata Atlântica.

Rimon Guimarães também emprestou todo seu talento em prol da saúde infantojuvenil. “Tem sido muito legal fazer o trabalho e receber o feedback das crianças. Elas são muito sinceras”, fala o artista, que também buscou a natureza como inspiração para seu trabalho no Pequeno Príncipe.

Rimon Guimarães também trouxe elemento fortes da natureza para seu trabalho.

Já Mendes, parceiro de outras iniciativas já realizadas em favor do hospital, buscou a obra de Antoine de Saint-Exupéry como mote para sua criação. “Não é por acaso que o hospital se chama Pequeno Príncipe, a referência em ser um hospital infantil. Eu acho que ‘O Pequeno Príncipe’ traz grandes lições de vida e de percepção de mundo. Eu tenho certeza que essa história, mesmo para as pessoas que não conhecem, traz elementos que são muito interessantes para as crianças, que são os planetas, o universo, os animais da terra, da relação de cada pessoa com cada característica que aparece nos estereótipos do livro. Mais uma vez eu trouxe a história como tema do mural, mas ao mesmo tempo ela é lúdica e abre espaço para interpretações”, reitera.

André Mendes coordenou as oficinas artísticas no Pequeno Príncipe.

Exposição
Além dos trabalhos dos três artistas, o projeto “Laços” promoveu oficinas artísticas no Setor de Educação e Cultura do Hospital Pequeno Príncipe. As atividades, coordenadas também por André Mendes, vão ser tema de uma exposição, que deve ocupar o Museu Municipal de Arte (MuMA) a partir de junho. “Para essa exposição, assim como ocorreu na oficina, não estou conseguindo me ater simplesmente ao resultado, à ampliação dessas obras ou a mostrar o que foi feito pelos participantes. Eu quero levar ao museu um pedacinho do que foi essa experiência, além das pessoas perceberem a atmosfera do que aconteceu aqui dentro do hospital com vídeo, resultados e fragmentos dessa oficina. As pessoas também vão ter a oportunidade de ter as experiências. É uma exposição interativa e que se o público estiver preparado para fazer as propostas, vai sentir o que as pessoas sentiram durante os encontros”, avisa Mendes.

Patrocinadores
O projeto ”Laços, viabilizado por meio da Lei de Incentivo à Cultura, tem o Hospital Pequeno Príncipe como instituição beneficiada. Conheça as empresas apoiadoras da ação: Peróxidos, ArcelorMital Gonvarri, Klabin, Becton Dickson, Caterpillar, Eletrofrio, Grupo TBE, Sices Brasil, Ademilar, Standby Rent a Car, Laquila, ZM, Cesbe, Tratornew, Bebidas Nova Geração, Westaflex, Itambé Cimentos, Gemü Válvulas, Amann Girrbach, Stampa Food, Delta Cable.

+ Notícias

22/07/2024

O que é a educação positiva?

Respeito mútuo, educação não violenta e encorajamento contribuem para a formação de crianças mais seguras, confiantes e responsáveis
19/07/2024

Pequeno Príncipe recebe representante do St. Jude Global e da Aliança AMARTE no Brasil

O Hospital integra o esforço global do St. Jude para combater o câncer, especialmente em países pobres e em desenvolvimento, e participa da Rede AMARTE no Brasil, com o mesmo propósito
16/07/2024

Corrida e Caminhada Pequeno Príncipe 2024: veja como foi!

A oitava edição contou com a participação de mais de duas mil pessoas em uma mobilização social que uniu esporte e solidariedade
13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
Ver mais