Ety da Conceição Gonçalves Forte: inovação e humanização são palavras-chaves de legado de 56 anos

Notícias

Ety da Conceição Gonçalves Forte: inovação e humanização são palavras-chaves de legado de 56 anos

A voluntária e presidente da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro completa mais um ano dedicado à causa da saúde infantojuvenil
28/08/2022
Dona Ety
A chegada da Dona Ety foi primordial para a consolidação da instituição como referência no cuidado à criança no país.

A trajetória centenária do Pequeno Príncipe é construída e regada com o amor de muitas mãos cuidadosas. Entre essas muitas contribuições, está a de Ety da Conceição Gonçalves Forte, que teve papel imprescindível para criar o Hospital Pequeno Príncipe. Neste dia 28 de agosto, ela completa 56 anos frente à presidência da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, mantenedora da instituição centenária.

Com energia e ousadia, a chegada da presidente foi primordial para a consolidação da instituição como referência no cuidado à criança no país. Dona Ety, como é carinhosamente conhecida, priorizou a união dos avanços científicos com um tratamento humanizado e digno, que permanece até hoje como um dos valores centrais do Hospital.

“Sempre tive um lema: nossas crianças merecem o melhor em tudo. O melhor equipamento, o melhor atendimento. Um brinquedo pode ser usado, mas tem que ser inteiro. Uma roupa não pode estar rasgada. Eu dizia claramente: o que não serve para as crianças de vocês não serve para as crianças do Hospital. Isso deu muita respeitabilidade para nós como organização”, relembra.

Dona Ety sempre enfatiza a importância do voluntariado, tanto em sua vida pessoal quanto na história do Pequeno Príncipe. Voluntária de coração, como ela mesma se reconhece, a presidente promoveu inúmeras iniciativas voltadas à humanização ao longo de seus anos de contribuição para o tratamento de crianças e adolescentes.

A criação do Setor de Voluntariado e do Programa Família Participante, ambos na década de 1980, é um dos destaques. Enquanto o primeiro é responsável pelo convite à comunidade externa atuar em atividades de recreação destinadas aos pequenos, o último se propõe a fortalecer os vínculos afetivos entre pacientes e seus familiares, ao trazer o responsável para dentro do Hospital, algo inédito até então.

Uma semente e seus muitos frutos

Guiada pelo amor e cercada por pessoas que compartilham de sua visão revolucionária, Ety Gonçalves Forte relata que a parceria em prol da causa da saúde infantojuvenil é um trabalho contínuo e de constante orgulho. “Nos próximos cem anos, continuaremos amando as crianças e nos dedicando à saúde e à proteção de cada uma delas, pois temos o apoio de profissionais comprometidos a continuar escrevendo essa história. Juntos seremos sempre mais fortes”, reforça.

Para a filha de Dona Ety e diretora-executiva do Hospital Pequeno Príncipe, Ety Cristina Forte Carneiro, a visão transformadora da presidente voluntária é exemplo a ser seguido. “Esse olhar revolucionário dela, junto de sua personalidade forte, moldaram o Pequeno Príncipe e nos ajudaram a hoje sermos o maior hospital exclusivamente pediátrico do país, que reúne 35 especialidades. Ela sempre disse que um hospital pode e deve ser mais. Por meio do trabalho de cada colaborador, que escolhe diariamente fazer mais pelos nossos meninos e meninas, vemos que isso é possível”, finaliza.

  • Confira o vídeo a seguir sobre Dona Ety e a magia de ser Pequeno Príncipe:

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

28/05/2024

Como resgatar as brincadeiras tradicionais na era digital?

Neste Dia Mundial do Brincar, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de equilibrar o tempo de tela com atividades lúdicas
26/05/2024

Centro de Vacinas Pequeno Príncipe: 25 anos de excelência em saúde

Inovação, atendimento integral, atualização contínua, compromisso e capacitação de profissionais marcam um quarto de século da unidade
22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
Ver mais