Miopia: diagnóstico precoce favorece saúde ocular

Notícias

Diagnóstico precoce da miopia favorece saúde ocular

Mudanças de comportamento e uso excessivo de telas aumentaram a ocorrência e progressão da miopia e outros problemas de visão
10/07/2022
miopia
O uso de computadores, celulares, tablets e videogames acarretou problemas como a progressão de miopia.

 

As pessoas usam óculos ou lentes de contato por diversos motivos, sendo os mais comuns a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo. Neste 10 de julho, Dia Mundial da Saúde Ocular, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância do diagnóstico precoce, que favorece a reeducação da visão da criança, já que o cérebro ainda está desenvolvendo-se e há a possibilidade de estímulo do potencial da visão.

O uso de computadores, celulares, tablets e videogames acarretou problemas como a progressão de miopia, entre outras queixas de pacientes pediátricos, a exemplo de olhos secos, cefaleia (dor de cabeça), embaçamento visual e estrabismo. “Isso indica que muitas horas diárias em frente às telas têm relação direta com a piora da miopia”, explica a oftalmologista Pérola Grupenmacher Iankilevich, do Hospital Pequeno Príncipe.

Quanto antes o diagnóstico da miopia for realizado, melhor será o prognóstico visual. Para tanto, as consultas ao oftalmologista devem ser feitas anualmente. Os exames podem ser realizados em crianças, mesmo antes da idade de verbalização (fala). O procedimento é simples, não invasivo, ou seja, não requer sedação, nem causa dor. A miopia não tem tendência a diminuir, pelo contrário, ela aumenta durante o crescimento. Por esse motivo, o problema exige atenção constante.

O que é miopia

A miopia dificulta enxergar objetos de longe. O aparecimento ou piora dessa patologia, além de características hereditárias, estão associados também a estímulos ambientais, como a falta de exposição à luz solar, exposição constante a luzes artificiais, ausência de sono e de vitamina D, e pouco estímulo para a visão de longe. Estudos detectaram que a contração frequente do músculo interno do olho (músculo ciliar), responsável pela visão de perto, estimula o crescimento axial do globo ocular e causa o aumento do grau de miopia. Por isso, a especialista do Pequeno Príncipe ressalta ser fundamental haver descansos constantes da visão.

Cuidados com a saúde ocular

No estudo realizado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, mais de 96% dos especialistas relatam que atividades externas podem reduzir as taxas de progressão de miopia em crianças e adolescentes. Os passeios ao ar livre, que favorecem a visão de longe, brincadeiras e práticas esportivas em ambiente aberto, por pelo menos duas horas, são orientações recorrentes dos médicos para o equilíbrio da saúde e qualidade de vida das crianças.

Para a proteção da saúde ocular das crianças, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) orienta a regra 20-20-20, ou seja, fazer pausa de 20 segundos para olhar objetos a 20 pés (o equivalente a seis metros de distância), uma vez a cada 20 minutos, piscando os olhos voluntariamente e completamente o máximo possível. A dica contribui para a redução de sintomas de astenopia – conjunto de sintomas que revela fadiga ocular, popularmente conhecida como “vista cansada”.

O tratamento da miopia inclui o uso de óculos ou lentes de contato, com o intuito de estabilizar o avanço do grau da doença. As cirurgias são recomendadas apenas quando é alcançada a estabilização do problema. Medicamentos são indicados somente para pacientes com miopia muito alta e aumento rápido, e que possam apresentar complicações, como alterações retinianas (degenerações), glaucomas, entre outras. A partir do melhor tratamento avaliado pelo oftalmologista, é possível obter uma vida normal, com boa capacidade visual.

Serviço de Oftalmologia

O Serviço de Oftalmologia do Hospital Pequeno Príncipe oferece consultas e tratamentos e realiza cirurgias relacionadas a diversas enfermidades que se manifestam na infância e na adolescência, como hipermetropia, miopia e astigmatismo, ambliopia, catarata congênita, estrabismo, glaucoma congênito, toxoplasmose e outras doenças que podem ser adquiridas pelo bebê durante a gestação, além de doenças da prematuridade (retinopatia), do aparelho lacrimal e tumores oculares.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais