No Dia Mundial do Rim, Pequeno Príncipe alerta para a prevenção de doenças renais - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

    No Dia Mundial do Rim, Pequeno Príncipe alerta para a prevenção de doenças renais

    Atitudes simples como controlar o consumo de sal e açúcar, beber bastante água e verificar a pressão arterial com frequência estão entre os cuidados
    13/03/2014

    Logo_Dia_Mundial_Rim_novaO rim é o órgão que atua na limpeza das impurezas do sangue e é essencial para o pleno funcionamento do corpo.  De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia, um em cada dez brasileiros tem algum tipo de comprometimento nos rins e hoje cerca de 100 mil pessoas passam pelo tratamento de diálise. Os dados servem como alerta neste Dia Mundial do Rim, 13 de março.

    Um dos problemas das doenças renais é que geralmente não apresentam sinais ou sintomas aparentes. “O rim é um órgão muito resistente e a doença renal crônica se manifesta quando cerca de 70% a 80% da sua capacidade já está comprometida”, explica a nefrologista do Hospital Pequeno Príncipe, Lucimary Sylvestre.

    Pessoas de todas as idades com hipertensão arterial, diabetes e histórico familiar de problemas renais estão propensas a desenvolver doenças nos rins, por isso devem ficar atentas. Afinal, a prevenção é o melhor remédio. Veja atitudes simples que podem ser adotadas no seu dia a dia para proteger os rins:

    Crianças e adolescentes também podem sofrer de problemas renais

    Diferentemente do que muitas pessoas pensam, o público infantojuvenil também pode ser vítima das doenças renais. Na infância, os casos são considerados graves e, em extremo, podem levar à hemodiálise e ao transplante de rim. Situações que afetam também o desenvolvimento físico, intelectual, emocional e social do paciente.

    A nefrologista Lucimary Sylvestre destaca a necessidade do diagnóstico precoce para evitar que a criança ou o adolescente chegue ao Hospital com um quadro de problema renal avançado demais. “Infecção urinária, inchaço, sangue na urina, xixi na cama após os seis anos, além do histórico familiar de doenças renais são sinais em que os pais devem ficar em alerta e procurar um médico. Outro ponto importante é solicitar a verificação da pressão arterial a partir dos três anos de idade. Casos de hipertensão também podem ser sinais de doença renal”, adverte.

    Serviço de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe

    _MG_4948Referência no atendimento infantojuvenil, o Hospital Pequeno Príncipe oferece há quase 30 anos o serviço de Nefrologia específico no tratamento de crianças e adolescentes. Por mês, realiza mais de 600 consultas. Cerca de 50 pacientes fazem hemodiálise e diálise peritoneal, terapias que auxiliam no tratamento da doença. Desde 1989 realiza transplantes. De lá pra cá, já totalizou 280, sendo 19 somente em 2013.

    
    

     

    + Notícias

    31/03/2023

    Chocolates: cuidados para uma Páscoa sem exageros entre as crianças

    Para evitar problemas intestinais, o Hospital Pequeno Príncipe recomenda muita cautela com doces na alimentação
    29/03/2023

    Quando buscar um serviço de emergência?

    Hospital Pequeno Príncipe orienta em quais situações os pais ou responsáveis devem recorrer a esse tipo de atendimento
    27/03/2023

    Diretores recebem homenagem na Assembleia Legislativa do Paraná

    A celebração foi uma iniciativa do deputado Ley Leprevost e reuniu representantes de entidades que contribuíram para a história e o desenvolvimento de Curitiba
    24/03/2023

    Emenda parlamentar contribui para minimizar déficit financeiro

    A destinação do recurso para o Pequeno Príncipe é uma iniciativa do senador Flávio Arns, que apresentou a proposta no Orçamento Geral da União de 2023
    24/03/2023

    Vacinação em recém-nascidos previne a forma grave da tuberculose

    No Dia Mundial de Combate à Tuberculose, o Centro de Vacinas Pequeno Príncipe reforça a importância da imunização com a vacina BCG
    22/03/2023

    Renúncia fiscal viabiliza diagnóstico preciso e transforma histórias

    Destinação do Imposto de Renda contribui para o desenvolvimento de pesquisas científicas em prol da saúde infantojuvenil
    Ver mais