Dia Mundial do Rim: prevenção de doenças renais deve iniciar ainda na infância - Complexo Pequeno Príncipe

Complexo, Hospital

Dia Mundial do Rim: prevenção de doenças renais deve iniciar ainda na infância

É fundamental que pais e responsáveis fiquem atentos a sinais que podem indicar problemas com o órgão em crianças

Um em cada dez brasileiros sofre de doenças renais, mas se engana quem acredita que essas enfermidades acometem apenas adultos. Somente em 2019, o Hospital Pequeno Príncipe realizou mais de 6 mil atendimentos ambulatoriais em Nefrologia, 4.313 sessões de hemodiálise e 14 transplantes de rim. Neste dia 12 março, lembrado como o Dia Mundial do Rim, o maior hospital pediátrico do país reforça a importância de pais e responsáveis estarem alertas a sinais que podem indicar que algo não vai bem com as crianças.

A doença renal crônica – antes conhecida como insuficiência renal crônica – não apresenta sintomas durante sua fase inicial e, por esse motivo, seu diagnóstico, muitas vezes, ocorre tardiamente, quando a função dos rins já está prejudicada. Quando indicado de forma precoce, os tratamentos se tornam mais assertivos e contribuem para a recuperação da saúde do paciente, assim como para a melhora da qualidade de vida. “Há muitas crianças que chegam até nós com o diagnóstico tardio. É importante destacar que baixa estatura, anemia recorrente, cansaço recorrente e deformidades ósseas devem ser investigados porque podem indicar doenças renais”, explica a nefrologista pediátrica do Pequeno Príncipe, Mariana Faucz Munhoz da Cunha.

Além disso, é fundamental que se tenha cuidados com o estilo de vida das crianças para que em sua adolescência, e até mesmo na vida adulta, não desenvolvam problemas renais. “É importante que crianças a partir dos 3 anos tenham sua pressão aferida ao menos duas vezes por ano e sejam incentivadas a praticar exercícios físicos, beber água e não ingerir muito sal”, completa a nefrologista.

Sinais que podem indicar problemas renais em crianças:
– Infecções de urina recorrentes
– Pressão alta
– Presença de sangue na urina e/ou espuma
– Alterações de cor e odor da urina
– Inchaço nos olhos, pés ou barriga
– Dor ao urinar
– Anemia constante
– Problemas no crescimento
– Deformidades ósseas

A importância dos hábitos saudáveis
A adoção de hábitos saudáveis, desde a infância, ajuda na prevenção de doenças no rim no futuro e contribui para uma melhor qualidade de vida. Confira alguns desses hábitos:
– Ter uma alimentação saudável, evitando o consumo excessivo de sal – como temperos industrializados ou acrescentar mais sal na comida pronta –, carnes vermelhas e gorduras.
– Manter-se hidratado, bebendo muita água.
Não fumar e nem consumir bebida alcoólica em excesso.
– Evitar situações que podem causar desidratação, como pouca ingestão de água e exposição excessiva ao sol.
– Não usar medicamentos sem prescrição médica.
– Controlar o peso – se estiver acima do peso, os rins poderão ser afetados –, pressão arterial e os níveis de glicose e colesterol.
– Praticar exercícios físicos regularmente.
Consultar seu médico periodicamente e realizar exames laboratoriais de urina e de sangue para avaliar seu funcionamento renal.

 

Sobre o Serviço de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe
Criado em 1985, o Serviço de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe é o único exclusivamente pediátrico do Paraná e também é considerado um dos mais completos do Brasil. A instituição oferece hemodiálise, diálise peritoneal, transplante renal, hemodiafiltração, plasmaferese e urodinâmica, além de ambulatório geral de Nefrologia e ambulatórios especializados para atender pacientes com doença renal crônica em tratamento conservador, litíase, tubulopatias, glomerulopatias, bexiga neurogênica e hipertensão arterial.

Para mais informações sobre a doença renal crônica, clique aqui e acesse o hotsite do projeto “Saber + Participar Melhor”. Neste espaço, você pode fazer o download gratuito de diferentes publicações e consultar as cartilhas a respeito de doenças crônicas, inclusive sobre as renais.

+ Notícias

Faça sua doação