Ouvir o familiar e o paciente é prioridade no Pequeno Príncipe

Notícias

Ouvir o familiar e o paciente é prioridade no Pequeno Príncipe

Neste Dia Mundial da Segurança do Paciente, o Hospital reforça que todas as crianças, adolescentes e acompanhantes precisam ser ouvidos
17/09/2023
segurança do paciente
O Pequeno Príncipe, maior e mais completo hospital pediátrico do Brasil, ressalta a importância da participação dos familiares para a segurança do paciente.

O tema definido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no Dia Mundial da Segurança do Paciente deste ano é: “Engajar pacientes para a segurança do paciente.” O Pequeno Príncipe, maior e mais completo hospital pediátrico do Brasil, ressalta a importância da participação dos familiares no tratamento das crianças e adolescentes. Esse é um dos valores da instituição centenária.

“O Hospital busca todos os dias desenvolver ainda mais uma cultura centrada na pessoa. Atuamos com um binômio – paciente e família – por sermos uma instituição pediátrica. O resultado disso é o cuidado de excelência que incide diretamente na criança ou adolescente em tratamento”, explica o médico e vice-diretor de Qualidade e Pesquisa Clínica do Pequeno Príncipe, Fábio de Araújo Motta.  

Desafios da escuta ao paciente em um hospital pediátrico

Instituições pediátricas contam com um desafio quando se diz respeito a ouvir os pacientes, pois muitas vezes as crianças não conseguem expressar o que estão sentindo de maneira clara. “Nesses casos, o acompanhante é a pessoa que tem relação forte com a criança internada e, por isso, chegamos perto da realidade do paciente. Já no caso das crianças maiores, conseguimos conversar e entender o que elas estão sentindo”, realça o médico. 

Segundo o especialista, a humanização no Hospital exerce papel fundamental na escuta dos pacientes e interpretação de sentimentos. “Um hospital pediátrico humanizado é fundamental, pois a expertise de olhar todo o contexto faz a diferença na segurança dos pacientes. As crianças e adolescentes precisam ser ouvidos”, conta.

Meios de escuta no Pequeno Príncipe

O plano terapêutico é o planejamento que o médico, junto com a equipe multidisciplinar, constrói na rotina de cuidados com o paciente. Nesse caso, o familiar é um importante pilar. “Nós atendemos muitos casos complexos e crônicos, e ninguém conhece melhor o paciente quanto o seu familiar. Por isso, nós envolvemos a escuta desse acompanhante como mais um elemento da equipe multidisciplinar para promover o melhor cuidado”, destaca. 

As conversas focais, que também são meio de escuta, são caracterizadas por momentos em que equipes especializadas dialogam com as famílias dos pacientes de forma individual, buscando melhorar ainda mais a experiência vivida pela família no Hospital. “Não adianta darmos voz se não a ouvirmos. Nós precisamos ouvi-los”, pontua o vice-diretor. 

Além disso, os encaminhamentos realizados em conjunto com o Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC) também fazem parte da qualidade no atendimento. Dar uma resposta aos familiares que acionam o SAC traz segurança na relação entre os familiares e a equipe multidisciplinar. E, de outro lado, todas as reclamações e solicitações também são encaminhadas aos setores para a busca da melhoria contínua.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

16/04/2024

COVID-19 e dengue são ameaças à saúde das crianças no Brasil

Primeiro trimestre de 2024 foi marcado pela elevação do número de casos e de mortes provocadas pelas duas doenças
11/04/2024

Renúncia fiscal transforma a vida de crianças e adolescentes

Destinação do Imposto de Renda contribui para a equidade no atendimento em saúde a pacientes vindos de todo o país
08/04/2024

Pronon e Pronas: Pequeno Príncipe contribui com consulta pública

Há dez anos, o Hospital elabora, executa e presta contas de projetos desenvolvidos dentro dos programas
07/04/2024

Dia Mundial da Saúde: “Minha Saúde, Meu Direito”

O Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas
02/04/2024

TDAH e autismo: quais são as semelhanças e diferenças?

A identificação da manifestação dos sintomas é crucial para o diagnóstico e tratamento adequados e individualizados
30/03/2024

Como ajudar a criança ou o adolescente com transtorno bipolar?

Por ser uma doença crônica, que não tem cura, o apoio dos pais, familiares e amigos é essencial
Ver mais