Dia do Rei Pelé: audiência na Câmara Federal discute data

Notícias

Dia do Rei Pelé: audiência na Câmara Federal discute criação de data

 A proposta liderada pelo Pequeno Príncipe já foi aprovada na Câmara de Curitiba e na Assembleia do Estado
05/12/2023
Dia do Rei Pelé
O projeto de lei para que o Dia do Rei Pelé seja nacional deve ir para votação no plenário da Câmara.

Uma audiência pública na Comissão de Esportes da Câmara Federal convocada pelo deputado federal Felipe Carreras debateu, nesta terça-feira, dia 5, a criação do Dia do Rei Pelé. A proposta, em coautoria com o deputado federal paranaense Luciano Ducci, atendeu a uma reivindicação do Complexo Pequeno Príncipe, que mantém o único projeto social formalmente apadrinhado pelo maior jogador de futebol de todos os tempos: o Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe.

O evento segue o trâmite necessário para levar o projeto de lei à votação no plenário da Câmara. Os deputados autores da proposta querem conseguir as assinaturas necessárias para que seja votada em regime de urgência ainda neste ano e possa seguir para o Senado.

Sobre o Dia do Rei Pelé

A data escolhida foi 19 de novembro, dia em que, em 1969, o atleta marcou seu milésimo gol e o dedicou às crianças – e já se tornou oficial em Curitiba e no estado do Paraná. “Fazer essa homenagem transcende o que ele foi como atleta para focar no que ele foi como pessoa”, considerou o diretor-corporativo do Complexo, José Álvaro Carneiro.

Para ele, o principal elemento que pode honrar o atleta é o fato de o Pequeno Príncipe atender 60% de pacientes via Sistema Único de Saúde (SUS). “Atendemos cem mil crianças por ano com extrema equidade e boa perfomance, seja quantitativa ou qualitativa, e é isso que oferecemos como legado ao Pelé; à família Nascimento, que sempre nos apoiou; e a todos que amam o Pelé”, concluiu.

Presenças na audiência

A filha do rei, Flávia Kurtz Arantes do Nascimento, que participou da audiência de maneira remota, falou do significado que a data tem para ela. “Dedicar um dia a ele é como valorizar e acreditar no compromisso de amor e empatia que o meu pai levantou na realização do seu milésimo gol”, disse.

Além dela, o jogador da seleção brasileira da Copa do Mundo de 1970 Paulo César Caju, também participando por meio de transmissão on-line, lembrou a trajetória de Pelé, que, em momentos importantes de sua carreira como atleta, sempre procurou dar voz a questões universais como o bem-estar das crianças. “Aproveito a oportunidade para pedir a todos os brasileiros que não esqueçam as crianças pobres, que não esqueçam os necessitados”, declarou o rei ao alcançar a marca de mil gols.

Ao defender a homenagem ao Rei Pelé, Carreras, que presidiu a audiência, ressaltou que os medalhistas e campões brasileiros são também heróis nacionais, porque são fontes de inspiração. “E mais do que campões e medalhistas, o esporte forma também cidadãos”, frisou.

Já Luciano Ducci destacou a relevância do projeto de lei considerando o legado do atleta ao colocar em prática o que ele dedicou às crianças em 1969. “Só pelo que o Pelé fez na história do futebol e na promoção do país internacionalmente, ele já merecia essa homenagem, mas ele fez muito mais ao delegar seu nome ao Instituto de Pesquisa que hoje é referência nacional em sua área”, completou.

Citando a frase “Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”, do livro “O Pequeno Príncipe”, de Antoine de Saint-Exupéry, o deputado professor Paulo Fernando, membro da Comissão de Esportes, acrescentou que o rei deixou sua marca por aquilo que cativou.

O presidente da comissão, que também acompanhou a audiência, mencionou como Pelé foi uma pessoa iluminada, de muita energia e força. “Soube usar tudo isso para fazer o bem. O retorno que ele deu e que fez dele uma pessoa especial foi seu exemplo de sempre valorizar as coisas simples da vida”, ponderou.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3), Indústria, Inovação e Infraestrutura (ODS 9) e Parcerias e Meios de Implementação (ODS 17).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

22/07/2024

O que é a educação positiva?

Respeito mútuo, educação não violenta e encorajamento contribuem para a formação de crianças mais seguras, confiantes e responsáveis
19/07/2024

Pequeno Príncipe recebe representante do St. Jude Global e da Aliança AMARTE no Brasil

O Hospital integra o esforço global do St. Jude para combater o câncer, especialmente em países pobres e em desenvolvimento, e participa da Rede AMARTE no Brasil, com o mesmo propósito
16/07/2024

Corrida e Caminhada Pequeno Príncipe 2024: veja como foi!

A oitava edição contou com a participação de mais de duas mil pessoas em uma mobilização social que uniu esporte e solidariedade
13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
Ver mais