Dedicação e amor marcam trabalho voluntário no Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Dedicação e amor marcam trabalho voluntário no Pequeno Príncipe

Cerca de 300 pessoas doam seu tempo e talento regularmente às crianças internadas no Hospital
25/09/2013

Painel 8 fSer voluntário é dedicar tempo e talento a uma causa, tendo como retorno a satisfação pessoal de ajudar quem precisa. Pode também ser considerado um ato altruísta, de pensar no outro além de em si mesmo. Na prática, permite trocar experiências, fazer amizades, bem como ter a sensação de ser útil àqueles que mais precisam.

Em homenagem aos milhares de voluntários, há três datas comemorativas. No Paraná, 27 de setembro é o dia de comemoração, que se estende durante a Semana do Voluntariado Paranaense (de 24 a 30), instituída em 1990. Desde 1985 é comemorado no Brasil, em 28 de agosto, o Dia Nacional do Voluntariado. Há ainda o Dia Internacional do Voluntariado, em 5 de dezembro.

Por ser uma instituição filantrópica, o Hospital Pequeno Príncipe conta com a colaboração de diversos voluntários. Foi por intermédio deles, inclusive, que em 1919 a história da instituição teve início. Atualmente, o Hospital conta com 298 voluntários regulares, dez corporativos (funcionários de uma empresa), 70 alunos de quatro escolas, e um chef de cozinha que se dedica às crianças e aos adolescentes internados.

Esses voluntários exercem atividades de recreação, leitura, dobradura, dança, música, entre outras, nos ambulatórios, nas enfermarias e na brinquedoteca. Segundo a psicóloga Rita Lous, coordenadora do Setor de Voluntariado, “o trabalho dos voluntários representa um resgate da infância, promove a integração e a amizade entre os pacientes, além de ajudar numa melhor resposta ao tratamento. Enfim, é fundamental”, ressaltou.

Ato de doação
A professora aposentada Gorete Soares é uma das voluntárias. Há dois anos, todas as quintas-feiras à tarde, ela realiza a higienização dos brinquedos e dos materiais educativos utilizados pelos pacientes. “Sempre tive vontade de realizar um trabalho voluntário, mas não tinha tempo. Depois da aposentadoria e com a saída dos filhos de casa, foi o momento propício para começar”, disse.

Gorete optou pelo Pequeno Príncipe porque sua irmã já era voluntária na instituição. “É muito gratificante poder contribuir porque, apesar de simples, é uma tarefa importante para a saúde das crianças”, complementou.

Quem também doa seu tempo e sua dedicação aos pacientes do Hospital é a autônoma Carla Rezende Ratusznei. Ela começou seu trabalho voluntário em janeiro deste ano e conta estar gostando muito. “É muito compensador, faço de coração e aguardo com expectativa o dia de vir aqui”, revelou.

Carla decidiu ser voluntária no Pequeno Príncipe depois que o seu filho ficou internado durante três dias. “Conheci o trabalho realizado no Hospital e quis fazer parte. Estou muito contente em poder ajudar quem precisa”, declarou.

Como ser voluntário
Para ser voluntário basta ter mais de 18 anos e preencher uma ficha de inscrição no Setor de Voluntariado no primeiro dia útil de cada mês. A pessoa é entrevistada por uma psicóloga e, se aprovada, passa um treinamento de integração antes de iniciar as atividades. É possível escolher qualquer dia da semana, inclusive feriados, e o período de atuação: manhã (das 9h às 11h), tarde (das 14h às 17h) ou noite (das 18h às 20h). Mais informações pelo telefone 3310-1253.

+ Notícias

03/02/2023

Gravidez na adolescência: quais são os riscos?

A gestação nessa fase, que compreende dos 10 aos 19 anos, gera uma série de consequências para a vida da mãe e do bebê
01/02/2023

Volta às aulas e a imunização de crianças e adolescentes

As medidas de higiene das mãos, etiqueta ao tossir e uso de máscara também auxiliam a evitar a disseminação de doenças
27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
Ver mais