Cuidados com os rins devem começar na infância - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Cuidados com os rins devem começar na infância

Prevenir é sempre a melhor opção, especialmente, porque engana-se quem pensa que a doença renal grave atinge somente adultos. Crianças e adolescentes também são vítimas e em números crescentes.
08/03/2013

No Dia Mundial do Rim (08 de março), vale dar uma atenção especial a este órgão fundamental que serve de filtro para o organismo. Cabe aos rins eliminar o excesso de líquido do organismo, bem como os resíduos metabólicos que podem ser tóxicos.

Apesar da importância, boa parte da população esquece de cuidar dos rins, pois a manifestação dos sinais e sintomas podem aparecer quando mais de 50% do funcionamento do rim está comprometido. Os cuidados são simples, podem e devem começar na infância.

“O tratamento é importante, mas a prevenção para a promoção da saúde dos rins é fundamental. Crianças e adolescentes podem adotar cuidados no dia a dia que ajudam a prevenir e até evitar doenças renais”, orienta o médico diretor clínico do Hospital Pequeno Príncipe e chefe da equipe de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe, Donizetti Giamberardino Filho.

Entre as dicas repassadas pelo especialista estão: evitar o excesso de sal; manter uma dieta equilibrada, sem o consumo excessivo de carne vermelha e com a ingestão de líquidos; praticar exercícios físicos regularmente; consultar um médico periodicamente; e verificar pressão arterial.

Prevenir é sempre a melhor opção, especialmente, porque engana-se quem pensa que a doença renal grave atinge somente adultos. Crianças e adolescentes também são vítimas e em números crescentes. Somente no Hospital Pequeno Príncipe, em 2011, 16 pacientes foram submetidos ao transplante renal. Em 2012, esse total saltou para 25. Hoje, são 96 pacientes em acompanhamento pós-transplante.

Nefrologia referência em qualidade
Criado há 28 anos, o serviço de Nefrologia do Hospital Pequeno Príncipe se equipara aos melhores do mundo em sobrevida dos pacientes. Ano a ano, apresenta evoluções importantes para proporcionar melhor qualidade de vida a crianças e adolescentes. Exemplo disso, é o uso de medicamentos imunomoduladores de primeira geração e avanços como o transplante renal preemptivo, que diminui consideravelmente o tempo de tratamento pré e pós-operatório e os sofrimentos físicos do paciente.  A equipe altamente qualificada conta com cirurgiões pediátricos urológicos e vasculares, anestesistas, nefrologistas, enfermeiros, psicólogos, entre outros profissionais.

+ Notícias

25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
20/11/2022

Dia Mundial da Criança chama atenção à defesa de direitos

Em sua trajetória centenária, o Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas  
18/11/2022

Eletrofisiologia: Pequeno Príncipe é pioneiro em pediatria e mapeamento do coração em procedimento cirúrgico

O serviço também é referência no Brasil na realização de procedimentos invasivos e colocação de dispositivos eletrônicos no público infantojuvenil
Ver mais