Cuidados com a exposição solar nas férias de fim de ano - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Cuidados com a exposição solar nas férias de fim de ano

O Hospital Pequeno Príncipe alerta os pais e responsáveis sobre a proteção correta às crianças e aos adolescentes, bem como os horários mais adequados
08/12/2021
O uso de protetor solar é essencial para a saúde da pele.

Com o fim do ano e o verão chegando, a exposição ao sol tende a aumentar entre as famílias, incluindo as crianças e os adolescentes. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o banho de sol em excesso e sem proteção é o principal fator de risco para o câncer de pele. Nesse período, o Hospital Pequeno Príncipe reforça que o cuidado com o sol deve ser redobrado entre os meninos e meninas.

A dermatologista Nadia Almeida, do Hospital Pequeno Príncipe, destaca que o uso do protetor solar é fundamental para a saúde. “É importante que as crianças tenham a mentalidade de que elas precisam cuidar da pele para evitar o envelhecimento precoce ou, até mesmo, o câncer de pele. O uso do protetor solar desde a infância é mais do que proteção, é uma questão de prevenção”, afirma a especialista.

De forma adequada, o sol traz benefícios, como a produção de vitamina D, que auxilia o organismo no ganho de imunidade, saúde óssea, metabolismo, entre outros. Além do aumento na produção de endorfina, estimulada pelo sol, que reduz sintomas de depressão e ansiedade, por exemplo.

Além da proteção ao sol, é essencial hidratar-se com líquidos saudáveis e adotar uma alimentação balanceada.

Recomendações para a exposição solar
A principal orientação é o uso do protetor solar, com o fator mínimo 30 e que proteja contra os raios ultravioletas (UVA e UVB). Não é recomendado o uso de bloqueadores solares em bebês menores de seis meses, por isso o ideal é evitar a exposição direta. Caso seja necessário, a recomendação é utilizar roupas leves e de algodão nos pequenos, além de bonés e chapéus.

Em algumas horas do dia, antes das 10h da manhã e após as 16h da tarde, a incidência de sol é menor, por isso esses são os horários mais indicados para a exposição solar. “As crianças possuem a pele sensível e precisam de uma atenção especial. O risco de queimaduras causadas pelo sol é frequente em épocas quentes do ano e podem trazer uma série de consequências para a pele das crianças”, alerta a médica, que também é chefe do Serviço de Dermatologia do Hospital Pequeno Príncipe.

Além do uso de protetor solar e reaplicação a cada duas horas, ou quando a criança entrar no mar ou rio, a alimentação saudável e a hidratação do corpo com água e demais líquidos saudáveis são essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Brotoejas

Os principais sintomas das brotoejas são pequenas bolinhas vermelhas na pele, inchaço, coceira e sensação de ardor.

As brotoejas, mais comuns no verão, trazem muito incômodo para as crianças e são causadas por uma inflamação das glândulas de suor. Entre os principais causadores dessa condição estão os ambientes quentes e úmidos e a imaturidade das glândulas, causa recorrente de brotoeja em recém-nascidos. Os principais sintomas são pequenas bolinhas vermelhas na pele, inchaço, coceira e sensação de ardor, principalmente no rosto, pescoço, costas, peito e coxas. A brotoeja geralmente desaparece naturalmente, mas é importante que os pais fiquem atentos, se os sintomas persistirem é indispensável procurar um especialista.

+ Notícias

22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
Ver mais