COVID-19: dicas importantes para proteger as crianças - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

COVID-19: dicas importantes para proteger as crianças

O Hospital Pequeno Príncipe está preparado para enfrentar o problema, mas alguns cuidados básicos podem afastar o risco da doença entre meninos e meninas
27/03/2020
O médico infectologista pediátrico do Hospital Pequeno Príncipe, Victor Horácio de Souza Costa Júnior, esclarece dúvidas e traz orientações importantes voltadas às crianças.

Em tempos de isolamento social e prevenção ao coronavírus, todo o cuidado é necessário. Em relação às crianças, deve ser redobrado. Por conta disso, diante da pandemia anunciada pela Organização Mundial da Saúde, o Hospital Pequeno Príncipe buscou formas de adaptar as rotinas de suas equipes, fluxos e espaços para acolher casos suspeitos e confirmados de infecção pelo COVID-19 entre seus pacientes.

O médico infectologista pediátrico do Hospital Pequeno Príncipe, Victor Horácio de Souza Costa Júnior, diz que ainda são raros os casos de crianças sintomáticas. Por ser tudo muito recente, ainda existem muitas questões a serem respondidas em torno do assunto. “O baixo número de casos não significa que elas estão menos sujeitas à infecção ou que elas simplesmente não pegam. Elas podem ser infectadas, não desenvolver a doença e se tornar transmissoras”, fala.

No Pequeno Príncipe, uma ala inteira está reservada para o atendimento de crianças com síndrome respiratória aguda, sejam casos suspeitos ou confirmados. Os trabalhos são conduzidos por três médicos, reduzindo drasticamente a possibilidade de exposição de outros profissionais ao problema.

Medidas preventivas fazem a diferença no cuidado às crianças. Foto: D3sign/Getty Images/Reprodução

Ainda assim, vale a pena, entre esse público, a adoção de medidas preventivas diferenciadas. “Evite que crianças tenham contato com os idosos, que fazem parte do grupo de risco e estão mais vulneráveis à doença. Os pais precisam estar atentos também aos cuidados básicos de prevenção: higiene das mãos, alimentação saudável, ensinar a etiqueta da tosse e a ingerir bastante líquido”, completa o médico.

Caso surjam sintomas da doença entre as crianças, os pais só devem levá-las a um pronto-atendimento no caso de febre e/ou dificuldade de respirar. “Lembrando que nesta fase muitas estão infectadas pelo vírus influenza, que apresenta sintomas similares ao coronavírus”, pondera Victor Horácio.

+ Notícias

22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
Ver mais