Conheça o lúpus, a doença que afastou Selena Gomez dos palcos - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Conheça o lúpus, a doença que afastou Selena Gomez dos palcos

O Hospital Pequeno Príncipe atende, atualmente, cerca de 200 pacientes que têm o mesmo problema da artista
06/12/2016
lupus_ysulc2
Um dos sinais característicos do lúpus é a lesão em forma de asa de borboleta (rash cutâneo) na face, na região das bochechas e ponta do nariz.

A pausa na carreira da atriz e cantora Selena Gomez, por conta da necessidade de tratar do lúpus, colocou a doença em destaque na mídia internacional. A artista, que se apresentaria em Curitiba nesta terça-feira, dia 6, há alguns anos segue uma rotina diferenciada por conta do problema.

Por se tratar de uma doença multissistêmica, ou seja, que atinge vários órgãos, o diagnóstico não é simples e o tratamento requer acompanhamento contínuo. “É preciso uma avaliação criteriosa, pois a variedade do quadro clínico pode simular várias outras doenças, atrasando o diagnóstico e sendo responsável por danos irreversíveis”, comenta a médica Márcia Bandeira, chefe do Serviço de Reumatologia do Hospital Pequeno Príncipe, que no momento atende cerca de 200 pacientes com lúpus.

selena-diva
A atriz e cantora Selena Gomez fez uma pausa na carreira por conta da doença.

Vários sintomas podem indicar o lúpus, mas um dos sinais característicos é a lesão em forma de asa de borboleta (rash cutâneo) na face, na região das bochechas e ponta do nariz. Dor nas articulações, febre, fadiga, rigidez muscular, sensibilidade aos raios solares, dificuldade para respirar, dor de cabeça e feridas na boca são algumas das manifestações que podem sinalizar o problema. “Não precisa ter tudo ao mesmo tempo, por isso é importante o acompanhamento especializado”, reitera Márcia Bandeira.

Como não tem cura, o lúpus exige atenção especial das famílias e pacientes. “É importante que exista a conscientização. Todos devem se envolver no processo. Se a doença não é tratada da forma correta, por exemplo, pode provocar comprometimento renal e outros danos”, avisa a especialista. De acordo com a Lupus Foundation of America, cerca de 5 milhões de pessoas têm a doença no planeta.

Blog reúne informações e experiências

Uma boa dica para quem procura relatos e informações sobre a doença é o site “A Menina e o Lúpus” (http://www.ameninaeolupus.com.br/). A blogueira Aninha Simão de Almeida, que descobriu o problema ainda na adolescência,  além de compartilhar experiências, traz orientações fundamentais sobre o assunto.

jjhgheai

+ Notícias

07/12/2022

5 dicas para manter uma alimentação saudável nas férias

O Hospital Pequeno Príncipe relembra a importância de cuidar de alguns hábitos nesta época do ano
06/12/2022

Espetáculo de Natal vai alterar o trânsito no entorno do Hospital

As apresentações do “Papai Noel na Sumiçolândia” acontecerão nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, às 21h, na fachada histórica da instituição
05/12/2022

Serviço de Ortopedia do Pequeno Príncipe é referência em tratamento de doenças e síndromes complexas

Em 2021, o serviço realizou 17.249 procedimentos cirúrgicos, além de 13.040 consultas ambulatoriais
02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
Ver mais