Conclusão dos programas de residência e especialização médica de 2018 abre o ano do centenário do Hospital Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Conclusão dos programas de residência e especialização médica de 2018 abre o ano do centenário do Hospital Pequeno Príncipe

A celebração marca o compromisso da instituição pela multiplicação do conhecimento, pautada pela excelência técnico-científica e amor à criança
22/02/2019
Formandos dos Programas de Residência e os Cursos de Especialidades em Doenças da Criança e do Adolescente de 2018.

2019 é um ano especial para o Hospital Pequeno Príncipe. Afinal, é quando se comemora os 100 anos desta instituição que se dedica diariamente à causa da saúde infantojuvenil. Em meio à essa celebração, nessa quinta-feira, dia 21, foi realizada a conclusão dos programas de residência e especialização médica de 2018. O evento contou com a presença de diretores e profissionais da saúde, além de familiares e amigos dos formandos.

Os Programas de Residência e os Cursos de Especialidades em Doenças da Criança e do Adolescente têm como objetivo aprimorar a formação profissional de jovens médicos, tendo como base a excelência técnico-científica, humanização no cuidado, equidade e inovação na assistência como base, que são alguns dos princípios que norteiam o Pequeno Príncipe. Ao todo, 51 profissionais foram formados pela instituição.

“É com muito orgulho que nós entregamos ao mundo mais um grupo de residentes, que levam conhecimento teórico e prático e característica de humanização tão importantes adquiridas na nossa instituição. Agradeço todo o trabalho realizado em prol das crianças e adolescentes que nos procuram”, enfatizou o supervisor dos programas de Residência Médica em Pediatria do Hospital, Victor Horário de Souza Costa Júnior, que na cerimônia também representou os demais supervisores e preceptores dos programas e a Sociedade Paranaense de Pediatria.

Na cerimônia, a presidente da Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, Ety Gonçalves Forte, foi representada pela assessora da diretoria do Hospital, Thelma Alves de Oliveira. “Hoje vocês iniciam uma longa caminhada. Cabe aos médicos pediátricos cuidar da saúde e entregar a melhor assistência. Nem todas as crianças serão curadas, mas todas serão bem cuidadas, com respeito, recursos técnicos, humanidade e amorosidade. Que encontrem realização e que o sucesso represente a gratidão pela vida, de cada um de vocês e por todas que irão salvar”, completou.

O momento foi de extrema gratidão, principalmente por parte dos residentes, que têm orgulho de fazer parte de uma história centenária. “Agradeço muito ao Pequeno Príncipe, por tudo. Há quase 32 anos eu fui salvo aqui. Cuidaram de mim no meu pré e pós-operatórios numa cirurgia no esôfago. Obrigado por não desistirem de mim e não me deixarem parar de lutar, por vocês estou aqui hoje comemorando mais uma conquista. Honrado em fazer parte desse time e agradecido em poder continuar a fazer a diferença na vida dos pacientes”, destacou o médico João Francesco Strapasson.

+ Notícias

02/12/2022

Mitos e verdades sobre convulsões

Distúrbio que provoca grande apreensão nos pais, as convulsões precisam de acompanhamento médico
29/11/2022

Dia de Doar: renúncia fiscal tem potencial de arrecadar até R$ 8 bilhões

Data criada há 20 anos nos Estados Unidos pretende fortalecer cultura de doações no Brasil. Doações via Imposto de Renda podem ser feitas até dia 29 de dezembro
25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
Ver mais