Coletiva marca lançamento do livro As Joias do Rei Pelé - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Coletiva marca lançamento do livro As Joias do Rei Pelé

Durante conversa com jornalistas na tarde desta quarta-feira, no Castelo do Batel, o rei do futebol falou sobre curiosidades a respeito da sua vida e as suas expectativas para a Copa do Mundo
11/12/2013

IMG_6456“Me sinto feliz por estar neste projeto, numa parceria com meus amigos do Hospital Pequeno Príncipe que faz tão bem para as crianças.” Assim Pelé abriu a entrevista coletiva nesta tarde, no Castelo do Batel, que marcou o lançamento do livro As Joias do Rei Pelé. A obra traz histórias e fotografias de 150 peças que contam a vida do “rei” desde a infância em Bauru até a conquista da Taça Jules Rimet, na Copa de 70.

Pelé disse que o livro mostra peças especiais guardadas ao longo do tempo. Citou como muito importante a caixa de engraxate com a qual ganhou seu primeiro dinheiro em Bauru, aos 11 anos. “Ela tem o mesmo valor que este troféu aqui”, afirmou apontando para a foto da Taça Jules Rimet, estampada na capa da publicação.

O autor contou que o projeto teve início com o museólogo do “rei”, “para as pessoas sentirem o que ele ganhou e conhecerem coisas que remetem ao menino Dico e ao Edson”. Segundo Celso, ele ficou uma semana na casa de Pelé para selecionar 150 itens retratados na obra.

Uma outra peça especial apontada por Pelé é a bola de meia usada para jogar futebol na infância, que ele nem sabia ainda existir mas guardada por sua mãe. Sobre essa relação de carinho do ex-atleta com os objetos, o autor mencionou ainda uma antiga máquina de massagem utilizada no Santos, que pertence ao acervo do “rei”.

O “Atleta do Século 20” ratificou que o objetivo do livro é mostrar que todos podem vencer na vida. “Ele serve de exemplo para as novas gerações, assim como a Copa, que deixará um importante legado ao país.”

E por falar no Mundial, Pelé disse confiar na seleção brasileira. Para ele, a equipe está sendo preparada por pessoas competentes. “Esta seleção é forte do meio para trás, mas ainda precisa acertar o ataque”, comentou. Ao lado do Brasil, apontou como favoritas as equipes da Espanha e da Alemanha.

Além de Pelé, participaram da coletiva o autor do livro, Celso de Campos Júnior; o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro da Silva Carneiro; e a diretora de Relações Institucionais do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, Mara Lúcia Cordeiro.

Na abertura da entrevista, José Álvaro agradeceu a presença dos jornalistas e dos colegas da mesa, e ainda destacou que o motivo maior da presença do “Atleta do Século” era o lançamento do livro e a inauguração da pedra fundamental do Campus Integrado em Saúde Pequeno Príncipe-Juril Carnasciali, realizado pela manhã.

+ Notícias

30/09/2022

Setembro Amarelo: é preciso falar sobre tentativa de suicídio na infância e adolescência

O Hospital Pequeno Príncipe, referência em atendimentos pediátricos, registrou um aumento de 95% dos casos do primeiro semestre de 2021 para 2022
29/09/2022

Coração dá sinais de que precisa de cuidado

Neste Dia Mundial do Coração, o Hospital Pequeno Príncipe alerta quando é necessário buscar um pediatra
27/09/2022

Doação de órgãos e tecidos: uma decisão que transforma vidas

O Hospital Pequeno Príncipe, que até agosto de 2022 realizou 183 transplantes de órgãos, reforça a importância do diálogo sobre o tema
26/09/2022

Voluntários celebram o brincar em retorno ao Pequeno Príncipe

Neste ano, o Dia do Voluntário Paranaense é cercado de ainda mais emoção, devido à retomada das atividades presenciais
23/09/2022

Setembro Amarelo: saiba como agir caso alguém busque apoio

Ser empático com os sentimentos da criança e do adolescente é muito importante, além de necessário encorajar a buscar um profissional especializado em saúde mental
22/09/2022

Acompanhamento médico é fundamental para saúde de adolescentes e jovens

De acordo com especialista, a assistência é importante nessa fase, pois facilita o acesso a informações corretas, incluindo a vacinação
Ver mais