Ciranda das Artes chega ao Rio de Janeiro - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Ciranda das Artes chega ao Rio de Janeiro

Apresentação do projeto cultural apoiado pelo Hospital Pequeno Príncipe foi realizada na última semana no Hospital Municipal Jesus
05/05/2014

IMG_5830Muita música nos corredores de enfermarias e dentro delas, para pacientes que não podiam sair dos seus leitos. E uma animada roda musical no saguão com a participação de pacientes, familiares e colaboradores. Assim pode ser resumida a passagem do Ciranda das Artes, na última semana, pelo Hospital Municipal Jesus, localizado na cidade do Rio de Janeiro. Esse é o primeiro projeto cultural apoiado pelo Hospital Pequeno Príncipe que se tornou itinerante e que ainda será levado a centros de saúde de São Paulo e Florianópolis.

As atividades lúdicas foram comandadas pela cantora e arte-educadora Rosy Greca. Ela levou alegria e descontração aos pequenos pacientes do hospital da capital fluminense, que atende meninos e meninas do Rio de Janeiro e de municípios vizinhos. A unidade hospitalar é referência no tratamento especializado de diversas patologias pediátricas e também no atendimento a crianças com Aids.

Segundo o coordenador do Setor de Educação e Cultura do Pequeno Príncipe, Claudio Teixeira, a ação no Hospital Municipal Jesus foi positiva. “Fomos muito bem recebidos por todos. Tivemos a oportunidade, ainda, de conversar com a direção do hospital sobre a possibilidade de ampliarmos as parcerias relacionadas à humanização hospitalar”, contou.

Sobre o projeto
O Ciranda das Artes é realizado pelo Ministério da Cultura, com financiamento via Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, e apresentado pela empresa de marketing cultural e social CGC-CSA. Seu objetivo é levar apresentações culturais a pacientes internados, por meio de intervenções que mesclam oficinas de música, teatro, fotografia e escultura, e apresentações, despertando o interesse pela arte desde a infância. As atividades itinerantes envolvem a música. Nelas são usados instrumentos e composições do folclore brasileiro, e as crianças e os adolescentes são estimulados a aprender de uma forma divertida e experimentar diferentes técnicas e linguagens artísticas.

O projeto é patrocinado pelas empresas ExxonMobil Business Support Center Brasil Ltda., ExxonMobil Química Ltda. e Raia Drogasil S/A.

Sobre a CGC-CSA
A empresa de marketing cultural e social CGC-CSA tem como foco projetos de arte, com destaque para acessibilidade. Ela abre novos espaços de atuação, promove e incentiva o acesso à cultura, valoriza artistas nacionais e contribui para a formação de plateia, levando a arte para toda a comunidade, especialmente crianças, adolescentes e familiares do Hospital Pequeno Príncipe, de Curitiba (PR). A empresa desenvolve seus projetos culturais partindo da certeza de que a arte inclui e transforma.

+ Notícias

25/11/2022

Hemodinâmica: cateterismo evita cirurgias de grande porte em neonatos

O serviço do Hospital Pequeno Príncipe é referência nacional em pediatria e, em 2021, realizou 297 cateterismos
24/11/2022

Pequeno Príncipe vence o Prêmio Líderes Regionais Paraná 2022

A instituição foi premiada na categoria ESG – Responsabilidade Social. O reconhecimento destaca empresas, organizações e empresários que contribuíram para o desenvolvimento do estado
23/11/2022

Câncer pediátrico: diagnóstico precoce pode salvar até 84% dos pacientes

Referência nacional no tratamento de doenças onco-hematológicas há meio século, Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre sintomas
21/11/2022

Pequeno Príncipe atua na prevenção da resistência aos antimicrobianos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que 1,3 milhão de pessoas morram a cada ano devido aos efeitos dessa resistência  
20/11/2022

Dia Mundial da Criança chama atenção à defesa de direitos

Em sua trajetória centenária, o Hospital Pequeno Príncipe desenvolve uma série de iniciativas em favor da proteção integral de meninos e meninas  
18/11/2022

Eletrofisiologia: Pequeno Príncipe é pioneiro em pediatria e mapeamento do coração em procedimento cirúrgico

O serviço também é referência no Brasil na realização de procedimentos invasivos e colocação de dispositivos eletrônicos no público infantojuvenil
Ver mais