Chocolates: Páscoa sem exageros entre as crianças

Notícias

Chocolates: cuidados para uma Páscoa sem exageros entre as crianças

Para evitar problemas intestinais, o Hospital Pequeno Príncipe recomenda muita cautela com doces na alimentação
31/03/2023
chocolates páscoa
Nesta Páscoa, o Hospital Pequeno Príncipe reforça cuidados essenciais para evitar exageros no consumo de chocolates.

É difícil pensar na Páscoa sem se lembrar dos chocolates. Um dos doces mais famosos do mundo tem origem em séculos passados e é feito a partir do fruto cacau. Hoje, está disponível em diversos tipos: branco, ao leite, amargo, vegano… Mas com tantas opções, é possível evitar os excessos do doce na alimentação de crianças e adolescentes?

Quando meninos e meninas passam da quantidade de doce que cada organismo tolera, desconfortos intestinais podem surgir. Por isso, neste período que antecede a Páscoa, o Hospital Pequeno Príncipe reforça cuidados essenciais para evitar exageros.

Cautela na alimentação desde a infância

O cuidado com os chocolates na alimentação começa na infância. Segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SPB), doces só são recomendados para crianças maiores de 2 anos. “Claro que quanto mais tarde a criança for apresentada aos doces, melhor”, lembra a nutricionista Maria Emília Suplicy, do Hospital Pequeno Príncipe.

Isso porque o chocolate do tipo ao leite, mais comum na alimentação dos pequenos, possui alto teor de gorduras e açúcares. E é devido a essa composição que o horário de comer doces também faz diferença. O açúcar gera picos de energia e excitação nos neurônios – por isso, o consumo não é recomendado ao final do dia.

chocolates Páscoa
Uma dica é trocar o chocolate ao leite pelo meio amargo, que possui quantidade reduzida de açúcar.

De olho na quantidade e nos rótulos

Para crianças, a quantidade diária recomendada varia entre cada faixa etária – de 2 a 6 anos, 10g por dia; de 7 a 10 anos, 15g. “Mas, se exagerou no consumo, adotar uma dieta leve e beber bastante água é imprescindível para hidratar o organismo”, recomenda a nutricionista.

No caso de meninos e meninas intolerantes a algum ingrediente, é preciso atenção aos rótulos. A especialista explica que algumas opções podem ser alternativas para diabéticos e alérgicos – como chocolate diet, preparações veganas à base de soja ou alfarroba.

Dicas para evitar exageros com chocolates

Apesar de o chocolate ser o favorito na Páscoa, combinar a sobremesa com opções menos gordurosas pode evitar exageros. Conforme a nutricionista sugere, balinhas de gelatina e marshmallow são algumas dicas para variar os doces no feriado.

“Além disso, pais e familiares também podem conversar com a criança sobre a quantidade e horários de consumo dos doces, formando combinados”, complementa. Outra dica é trocar o chocolate ao leite pelo meio amargo, que possui quantidade reduzida de açúcar.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube

+ Notícias

01/03/2024

Pequeno Príncipe celebra a formatura de 75 residentes

A entrega dos certificados de conclusão dos programas de residência e especialização médica reuniu 350 convidados em uma noite de comemoração
29/02/2024

Doenças raras: diagnóstico precoce é decisivo para qualidade de vida

Quando descobertas de maneira rápida, as doenças podem ser controladas com medicamentos; e algumas, curadas por meio de transplantes
28/02/2024

Prêmio Mais Saúde TOPVIEW homenageia Pequeno Príncipe

A instituição foi reconhecida em duas categorias: Melhor Hospital Filantrópico e Melhor Clínica de Pediatria
22/02/2024

O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
20/02/2024

Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
15/02/2024

Quando levar a criança ao dermatologista?

Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
Ver mais