Pequeno Príncipe realiza encontro sobre acolhimento ao paciente autista

Notícias

Pequeno Príncipe realiza encontro sobre acolhimento ao paciente autista

Evento reuniu especialistas e equipes multiprofissionais da instituição
29/04/2022
evento autista
A iniciativa propiciou um ambiente para trocas de ideias e apresentações de trabalhos.

Para encerrar o mês de conscientização acerca do autismo, o Pequeno Príncipe chamou a atenção sobre o Transtorno do Espectro Autista (TEA) por meio do “Encontro de acolhimento ao paciente autista”. Realizada de forma on-line, a iniciativa propiciou um ambiente para trocas de ideias e apresentações de trabalhos referentes ao tema e que já são aplicados na instituição.

“A incidência do autismo vem aumentando a cada ano. No cenário brasileiro, falamos de 4,84 milhões de autistas. Quando tratamos do Pequeno Príncipe, em 2020 a proporção era de um para 54 pacientes. Hoje, o número já é de um a cada 44 pacientes. Com isso, foi fundamental tomar a iniciativa de fazer um evento que busca promover um atendimento cada vez melhor e o acolhimento dos pacientes autistas no Hospital, conversando sobre as ações que já estamos fazendo e sobre o que podemos aprimorar ainda mais”, relatou a neurologista pediátrica e coordenadora do Ambulatório de Doenças Raras do Hospital Pequeno Príncipe, Mara Lúcia Schmitz Ferreira dos Santos, que atuou como mediadora do evento.

Para o neuropediatra Anderson Nitsche, do Hospital Pequeno Príncipe, compreender como essas pessoas com autismo se sentem contribui para um processo empático mais elaborado, favorecendo o acolhimento. “Fazer parte do transtorno é apresentar uma dificuldade de interação e comunicação social, ou seja, se relacionar de forma diferente com considerável dificuldade e prejuízo; manter comportamentos estereotipados e repetitivos; ter uma inflexibilidade comportamental; além de alterações de processamento sensorial”, disse.

Dicas de interação com paciente autista

  • Abra a mente! Não é uma criança birrenta ou pais que não educam. Se essa criança é autista, ela está dizendo, de alguma maneira, que está sofrendo com alguma coisa.
  • Abaixe-se para falar com a criança.
  • Tente falar mais baixo e pausadamente.
  • Nada de gritos súbitos ou movimentos bruscos.
  • Informe, calmamente, e com a ajuda do acompanhante, o que será realizado.
  • Direcionar paciente e família para um lugar mais reservado.
  • Buscar saber com a família as peculiaridades que geram conforto e desconforto ao paciente, como ruídos, luzes e objetos.
  • Use técnicas de comunicação alternativas, como cartões.

Projeto Integra

Buscando oferecer acesso ao diagnóstico diferencial e ao tratamento interdisciplinar a crianças e adolescentes com transtorno ou deficiência intelectual, múltipla e de autismo, o Projeto Integra oferta atendimentos em diversas modalidades como psiquiatria, fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional e atendimentos comunitários.

“Cada paciente é diferente, por isso precisamos ouvir a história dessa criança e perceber que cada uma vem de uma história familiar, cultura e contexto únicos, por isso seus sintomas são singulares e o cuidado é individualizado. Em parceria com a Associação Eunice Weaver, utilizamos as dependências do espaço para realizar atendimentos. Lá, as crianças conseguem aproveitar para interagir com o seu círculo familiar e fazer com que esse paciente interaja com outras pessoas, trabalhando essa questão sensorial”, concluiu a coordenadora do Projeto Integra e psiquiatra da infância e adolescência, Jaqueline Cenci.

A iniciativa, que é colocada em prática com recursos provenientes do Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas), atende crianças e adolescentes de Curitiba e municípios da região metropolitana. O projeto tem cem vagas disponíveis e, atualmente, atende 60 pacientes.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

22/02/2024

O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
20/02/2024

Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
15/02/2024

Quando levar a criança ao dermatologista?

Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
08/02/2024

Serviço de Gastroenterologia do Pequeno Príncipe completa 30 anos

A especialidade da instituição é considerada a mais importante do Paraná e uma das principais do país na área da pediatria
07/02/2024

Dicas para facilitar a mudança de escola de crianças e adolescentes

Ao seguir estas estratégias, os pais podem desempenhar um papel crucial no apoio emocional e na facilitação da adaptação de seus filhos
01/02/2024

Presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira visita Pequeno Príncipe

Vitório Sorotiuk agradeceu as ações humanitárias realizadas pelo Hospital
Ver mais