Artilheiros de jogos escolares recebem medalhas do Gols pela Vida - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Artilheiros de jogos escolares recebem medalhas do Gols pela Vida

Alunos que participaram do torneio Bom de Bola receberam o prêmio e certificados assinados por Pelé, o Rei do Futebol
06/11/2013
Crédito: Secretaria de Estado do Esporte
Crédito: Secretaria de Estado do Esporte

Alunos que participaram dos Jogos Escolares Bom de Bola receberam recentemente uma premiação muito especial. Em uma parceria do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe e da Secretaria de Estado do Esporte, os artilheiros da fase final da edição de 2012 da competição, e suas respectivas escolas, foram agraciados com medalhas do programa Gols pela Vida e certificados assinados pelo Rei do Futebol, Edson Arantes do Nascimento, o Pelé.

Foram premiados Anderson Rodrigo Campo da Silva, da Escola Estadual Graciliano Ramos, de Santa Helena; Andressa dos Santos Soares, do Colégio Estadual Conselheiro Carrão, de Assaí; Bruna Carolina Santana da Silva, do Colégio COC Semeador, de Foz do Iguaçu, e Bruno Fontana Escarati, do Colégio Estadual Monteiro Lobato, de Colorado.

Os Jogos Escolares Bom de Bola são realizados pelo governo do Paraná e envolvem jovens atletas de diversas cidades do Estado no torneio de futebol. A edição de 2013 do Bom de Bola está em andamento, na fase macrorregional. As disputas estão sendo realizadas nos municípios de Assis Chateaubriand, Balsa Nova, Marilândia do Sul, Marmeleiro, Pitanga, Porto Rico, Rio Azul e Santana do Itararé.

Sobre o Gols pela Vida
O Gols pela Vida é um programa que visa captar recursos que subsidiam as atividades do Instituto de Pesquisa Pelé Pequeno Príncipe, cujo objetivo é diminuir a mortalidade infantil por meio de pesquisas de novos métodos e produtos para diagnósticos. Uma das formas de captação é o Projeto Medalhas, para o qual foram produzidas 1.283 medalhas exclusivas nas versões ouro, prata e bronze, uma para cada gol que Pelé fez na sua carreira.

As medalhas foram feitas pela Casa da Moeda do Brasil e são vendidas por R$ 3.000 (ouro), R$ 1.500 (prata) e R$ 700 (bronze). Os valores arrecadados são revertidos integralmente para o Instituto de Pesquisa.

+ Notícias

23/05/2022

Voluntários do Pequeno Príncipe retornam às atividades presenciais

A retomada foi possível com todos os cuidados que o momento de pandemia do coronavírus ainda exige
19/05/2022

Representantes do CEDCA visitam o Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe

A unidade, que foi reestruturada, atende a diferentes tipos de deficiências de forma integral e humanizada
18/05/2022

Em um ano, Hospital atende mais de 600 crianças e adolescentes vítimas de violência

Em comparação com o ano anterior, o aumento de casos foi de 11%; mais da metade das ocorrências aconteceu na residência da própria criança
17/05/2022

Pequeno Príncipe inicia campanha televisiva para captação de recursos

A iniciativa busca dar mais visibilidade para a causa da saúde infantojuvenil, além de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira da instituição
16/05/2022

Atualização do calendário vacinal pode prevenir casos de SRAG no público infantojuvenil

Diversas doenças respiratórias podem evoluir para a síndrome aguda grave. O Pequeno Príncipe alerta que as medidas de prevenção, como a imunização, precisam ser mantidas
15/05/2022

Sintomas da mucopolissacaridose aparecem na primeira infância

A doença rara é genética e neurodegenerativa, que evolui com sintomas multissistêmicos
Ver mais