Acidentes de trabalho: prevenção e conscientização são fundamentais

Notícias

Acidentes de trabalho: prevenção e conscientização são fundamentais para diminuir taxas

No Hospital Pequeno Príncipe, técnicos do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) realizam inspeções diárias de segurança
27/04/2022
prevenção acidentes
Os números baixos de acidentes de trabalho no Hospital são resultado do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos profissionais, dos treinamentos e das inspeções de segurança.

 

Estimativas da Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT), do Ministério do Trabalho e da Previdência, apontam que 423.217 pessoas foram vítimas de acidentes laborais no Brasil em 2021. O Paraná ocupa o quarto lugar com 32.700 casos, ficando atrás de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Dentro do ambiente hospitalar, a preocupação com a segurança no trabalho aumenta devido aos riscos envolvidos na própria natureza do serviço.

Prezando pelo compromisso com os colaboradores, o Hospital Pequeno Príncipe apresenta bons resultados por meio da prevenção, que é realizada diariamente por técnicos de segurança do trabalho, responsáveis por identificar os perigos na instituição e corrigi-los. “Nossa taxa de frequência de acidentes de trabalho com afastamento em 2021 ficou em 5,34, ou seja, a cada um milhão de horas trabalhadas aconteceram cinco acidentes. Já a taxa média do seguimento hospitalar é de 8,67. Dos grandes hospitais do Paraná, nós temos uma das menores taxas”, explica Eduardo Mota e Silva, coordenador do Serviço Especializado em Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT).

Em 2017, por exemplo, a taxa de acidentes com afastamento no Pequeno Príncipe era 15,83. Em comparação com 2021, a redução foi de 66%. Esses números são resultado do uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) pelos profissionais, dos treinamentos e das inspeções de segurança. A preocupação da instituição e a conscientização dos colaboradores fazem com que os índices se mantenham baixos, promovendo um ambiente seguro e saudável para todos.

Data em memória às vítimas de acidentes

O dia 28 de abril foi instituído como Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, em 2003, pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), em memória às vítimas de doenças e acidentes relacionados ao trabalho. No Brasil, a data foi estabelecida pela Lei nº 11.121 de 2005.

Com base na legislação, o Pequeno Príncipe conta com o SESMT, que tem o objetivo de promover a saúde e proteger a integridade do colaborador no local de trabalho. “Nossa intenção é manter os índices baixos, por isso temos que continuar atacando as causas dos acidentes. Nós identificamos a razão e buscamos sempre combater a raiz do acontecimento”, reforça o coordenador do serviço.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada por Pequeno Príncipe

A correção da extrofia de cloaca foi realizada pela técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
01/08/2022

Aleitamento materno favorece desenvolvimento da inteligência e estrutura da face

Especialistas do Hospital Pequeno Príncipe explicam ligação entre o neurodesenvolvimento e o crescimento ósseo adequado da face
28/07/2022

Hepatites A e B podem ser prevenidas por meio da vacinação

O Centro de Vacinas Pequeno Príncipe disponibiliza imunizantes contra essas duas formas da doença, que ocorrem de forma endêmica no Brasil
27/07/2022

Único hospital do Brasil com 35 especialidades pediátricas atrai estudantes de todo o país

Com 50 anos de existência, a residência em pediatria do Pequeno Príncipe ajuda a melhorar o déficit de especialistas em diversos estados brasileiros
Ver mais