Acidentes domésticos: veja os principais e como evitá-los

Notícias

Principais acidentes domésticos e como evitá-los

Às vésperas do feriado de carnaval, o Hospital Pequeno Príncipe faz um alerta, pois as crianças estão em casa e exploram mais o ambiente
23/02/2022
acidentes domésticos
Os remédios devem estar sempre guardados, em locais inacessíveis para os pequenos, para evitar acidentes domésticos.

Às vésperas do feriado de carnaval, o Hospital Pequeno Príncipe alerta que os acidentes domésticos passam a ser mais recorrentes porque as crianças estão em casa e exploram mais o ambiente, tanto interno quanto externo, em passeios e viagens.

“Sempre que necessário, procure a unidade de saúde mais próxima da sua residência ou, de preferência, o pediatra de sua confiança”, orienta o pediatra Luiz Renato Valério, do Pequeno Príncipe.

Veja os principais acidentes domésticos e como evitá-los

Quedas

Escadas e janelas são muito atrativas para os bebês e as crianças, por isso é fundamental a colocação de telas e grades para evitar o risco de acidentes e quedas. Ambientes lisos e molhados, como o box do banheiro, também são potenciais riscos para quedas. Portanto, é essencial que um adulto sempre auxilie no banho da criança.

É preciso uma atenção ainda maior com os bebês, que podem se machucar gravemente ao cair de lugares comuns, como a cama, o sofá e o berço. Ao deixar um bebê dormindo, verifique sempre que, ao acordar, ele possa aguardar em segurança até a chegada do seu cuidador.

Queimaduras

A cozinha costuma ser o local mais perigoso da casa, por isso os pequenos não devem circular nesse ambiente. O forno e o fogão são elementos que demandam atenção, pois são propícios para ocasionar queimaduras. É importante que o acesso ao gás, à porta do forno, ao cabo de panelas e também às bebidas e comidas quentes esteja protegido. Em caso de queimadura, deve-se lavar bem o local com água fria e limpa, nunca aplicar receitas caseiras e sempre buscar avaliação médica.

Afogamentos

Crianças são naturalmente muito curiosas e, por isso, qualquer ambiente com água deve receber o dobro de cuidado. Jamais as deixe sozinhas em locais com baldes, bacias, tanques, banheiras, lagos e piscinas, por exemplo. Brincadeiras com água são sempre bem-vindas, desde que um adulto esteja por perto.

Intoxicação

Os remédios, assim como produtos de limpeza e inseticidas, devem ficar armazenados em locais que não sejam de fácil acesso. Caso aconteça a ingestão destes produtos pela criança ou adolescente, busque ajuda imediatamente em pronto-socorros e não provoque o vômito. Também é importante ficar alerta com algumas plantas, que podem ser tóxicas se a criança ingerir ou mesmo tocar.

Objetos engolidos

Não deixe objetos pequenos ao alcance das crianças, principalmente dos bebês. Para saber se o objeto é possível de ser engolido por uma criança, uma dica é verificar se ele “passa” por dentro de um rolo de papel higiênico. Se passar, o objeto tem potencial de ser engolido caso o menino ou a menina o leve à boca. Essa dica vale, inclusive, para brinquedos. Fique atento também às indicações da faixa etária ideal para cada brinquedo ou jogo. É muito importante, ainda, sempre conversar com a criança sobre o perigo de levar à boca qualquer objeto e os riscos que isso representa.

Cortes

Os objetos pontiagudos, como facas, tesouras e vidros, devem ser mantidos fora do alcance das crianças, com o objetivo de impedir cortes. A escolha dos móveis com cantos arredondados também é fundamental.

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – Facebook, InstagramTwitterLinkedInYouTube

+ Notícias

22/02/2024

O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
20/02/2024

Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
15/02/2024

Quando levar a criança ao dermatologista?

Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
08/02/2024

Serviço de Gastroenterologia do Pequeno Príncipe completa 30 anos

A especialidade da instituição é considerada a mais importante do Paraná e uma das principais do país na área da pediatria
07/02/2024

Dicas para facilitar a mudança de escola de crianças e adolescentes

Ao seguir estas estratégias, os pais podem desempenhar um papel crucial no apoio emocional e na facilitação da adaptação de seus filhos
01/02/2024

Presidente da Representação Central Ucraniano-Brasileira visita Pequeno Príncipe

Vitório Sorotiuk agradeceu as ações humanitárias realizadas pelo Hospital
Ver mais