Acesso de pacientes ao Pequeno Príncipe ocorrerá normalmente com apoio da PM e de equipes do Hospital - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Acesso de pacientes ao Pequeno Príncipe ocorrerá normalmente com apoio da PM e de equipes do Hospital

Os responsáveis pelos pacientes serão abordados nos pontos de controle, orientados e encaminhados à instituição
09/05/2014

A reunião entre os representantes do Hospital Pequeno Príncipe, do Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CEICCR), da Comissão Estadual de Segurança Pública e Defesa Civil para Grandes Eventos no Paraná (Coesge/PR), da Polícia Militar do Paraná, do secretário Especial para Assuntos da Copa, do governo do Paraná, Mário Celso Cunha, e do secretário Extraordinário da Copa do Mundo, da Prefeitura de Curitiba, Reginaldo Cordeiro, realizada na manhã desta sexta-feira, dia 9 de maio, para esclarecer como será o acesso ao Pequeno Príncipe durante a Copa foi considerada tranquilizadora.

O acesso da população de Curitiba e da região metropolitana ao Hospital nos dias de jogos em Curitiba (16, 20, 23 e 26 de junho) está garantido pela Coesge e pelo comando da PM. A principal entrada do Pequeno Príncipe será pela Avenida Silva Jardim, onde o tráfego estará liberado. No entanto, vale ressaltar que o trânsito deverá estar complicado em toda a região, realidade já vivida durante o período de obras no entorno da Arena.

Para facilitar o acesso dos pacientes ao Pequeno Príncipe, seguranças do Hospital trabalharão junto com os policiais nos principais pontos de controle. Os responsáveis pelos pacientes, assim como as demais pessoas, serão abordados, orientados e encaminhados à instituição. Para emergências e famílias que chegarem de carro pela Desembargador Motta, o motorista poderá desembarcar o paciente, sempre sob orientação das equipes de segurança. Pacientes que NÃO MORAM na região não precisarão cadastrar-se para procurar o Hospital. O Pequeno Príncipe se encarregará do cadastramento dos seus colaboradores e médicos.

“Todas as medidas tomadas vão garantir a segurança do evento, mas também a nossa, já que estamos a poucos metros da Arena. A população pode ficar tranquila, que o atendimento será normal, e recebemos a garantia de que os casos de urgência terão todo o apoio da estrutura de segurança. Estamos preparados para oferecer a assistência que sempre prestamos”, explica o diretor-corporativo do Complexo Pequeno Príncipe, José Álvaro Carneiro.

“O que informamos ao Pequeno Príncipe é o que vale também para os dois outros hospitais da região, o Sugisawa e a Maternidade Victor Ferreira do Amaral”, garante o presidente da Coesge/PR e representante do CEICCR – órgão máximo de controle operacional e tático da Copa –, Flúvio Cardinelle Oliveira Garcia.

Conforme determinação da FIFA, em todo o polígono de segurança não será permitida a circulação de veículos de passeio (nem mesmo os credenciados) quatro horas antes, durante o período do jogo e duas horas após a partida. Dessa forma, pacientes que se dirigirem ao Hospital de carro, e mesmo os colaboradores da instituição, deverão estacioná-lo antes de chegar ao Pequeno Príncipe e completar o percurso a pé. Ambulâncias terão livre acesso.

+ Notícias

23/06/2022

Festas juninas pedem atenção redobrada com a alimentação das crianças

Pequeno Príncipe alerta que o consumo de doces e de comidas típicas pode prejudicar condições de saúde já existentes
21/06/2022

Asma: vacinas atuam na redução de doenças que afetam o sistema respiratório

A doença não possui um imunizante específico, mas existem outras vacinas que auxiliam nas síndromes respiratórias
17/06/2022

Corpus Christi: Pequeno Príncipe recebe bênção do Santíssimo Sacramento

A ação, realizada em carro aberto, fez parte da programação especial organizada pela Arquidiocese de Curitiba
14/06/2022

Doar sangue é um ato de amor ao próximo

Neste Dia Mundial do Doador de Sangue, o Pequeno Príncipe reforça a importância desse ato de solidariedade, que pode salvar até quatro vidas
13/06/2022

Albinismo é distúrbio raro que precisa de cuidado multidisciplinar

A condição é definida pela ausência ou diminuição importante na produção de melanina – pigmento que determina a cor da pele, dos olhos e do cabelo
12/06/2022

Cardiopatias congênitas: diagnóstico precoce é fundamental para tratamento assertivo

O conjunto de doenças pode ser descoberto ainda na gravidez, com o ecocardiograma fetal, ou nos primeiros dias após o nascimento, por meio do teste do coraçãozinho
Ver mais