Otite externa - Hospital Pequeno Príncipe

Otite externa

O que é?
Otite externa é uma infecção de ouvido muito comum em crianças, que afeta a parte chamada de ouvido externo (pavilhão auricular e conduto auditivo que liga ao tímpano) e é popularmente conhecida como “ouvido de nadador”.

O apelido se deve ao fato de que muitas vezes a doença ocorre por acúmulo de água no canal auditivo. Cria-se um ambiente úmido que proporciona o crescimento de bactérias ou fungos. Geralmente o canal auditivo coça e você vai perceber vermelhidão no ouvido externo da criança ou do adolescente, que pode reclamar de calor e dor.

A otite externa também pode surgir pelo uso inadequado de cotonetes, pois ao limpar demais a orelha do menino ou da menina pode ser removida a camada protetora de cera nos canais auditivos e deixá-lo mais sujeito a infecções.

Quando acontece?
A otite externa é mais frequente em crianças e adolescentes dos 7 aos 12 anos, mas pode ocorrer em qualquer idade. Acontece principalmente durante os meses de verão, quando as crianças passam muito tempo na água.

Causas

  • Bactérias
  • Fungos
  • Uso inadequado de cotonetes
  • Água acumulada no ouvido ou umidade excessiva
  • Alergias de pele e eczema
  • Lesão na pele no canal auditivo
  • Trauma no canal auditivo
  • Corpo estranho no canal auditivo
  • Falta de cerume (cera do ouvido)

Sintomas possíveis

  • Dor intensa (ao mexer na orelha ou ao mastigar)
  • Ouvido externo avermelhado ou inchado
  • Coceira ou dor surda no ouvido
  • Sensação de bloqueio no ouvido
  • Febre
  • Audição abafada
  • Glândulas inchadas no pescoço
  • Perda auditiva
  • Presença de pus
  • Sensibilidade
  • Secreção
  • Prurido

Diagnóstico
A otite externa pode ser identificada com a análise do histórico médico e exame físico. O pediatra usa um aparelho (otoscópio) para iluminar o local e diagnosticar com precisão os distúrbios do ouvido. O médico pode fazer também uma cultura da drenagem do ouvido para ajudar a determinar o tratamento adequado.

Quando devo procurar o Hospital Pequeno Príncipe?
Procure o Pequeno Príncipe se a criança ou o adolescente tiver dor, diminuição da audição (em um ou ambos os ouvidos) ou secreção anormal no local. A otite, se não tratada, pode ter consequências graves, como infecção cutânea profunda, lesão óssea ou na cartilagem e infecção no sistema nervoso ou no cérebro. No Hospital, são disponibilizados os melhores cuidados para que a criança ou o adolescente fique bem o mais brevemente possível.

Tratamento
Na maioria dos casos, o médico pode receitar medicamentos para ajudar a controlar a infecção. Podem ser antibióticos ou remédios (como analgésicos) que ajudam a diminuir a dor, a coceira e o inchaço. A criança ou o adolescente pode passar por uma drenagem do ouvido para acelerar a melhora.

Mantenha o ouvido seco conforme orientação do pediatra. O tratamento depende da gravidade da infecção e da dor.

Dica para os pais ou responsáveis: lembre-se de que o melhor a fazer é sempre procurar um médico e jamais usar remédios ou receitas caseiras sem prescrição.

Ver menos