Paciente Mariane dos Anjos Amorim - Hospital Pequeno Príncipe

Paciente Mariane dos Anjos Amorim

“Quando a Mariane nasceu, já tinha anemia. Fomos medicando e, conforme ela foi crescendo, nada da anemia sumir. Os médicos encaminharam a gente de Linhares, no Espírito Santo, para a capital, Vitória, quando ela já tinha 3 anos de vida. Chegando lá, foi um processo muito longo até descobrir o que a minha filha tinha. Um médico pediu uma biópsia com coleta de líquido e foi detectado que ela tinha deficiência de hemoglobina; por isso, não produzia glóbulos vermelhos. Esse e outros médicos chegaram a um consenso de que a Mariane precisava de um transplante de medula óssea. Assim, eles nos encaminharam para o Pequeno Príncipe, pois no Espírito Santo não tinha onde fazer esse procedimento. Graças a Deus, a irmã mais nova dela foi a doadora. O tratamento foi todo feito pelo SUS, não pagamos por nada. Chegamos ao Hospital e parecia que já conheciam a gente, de tão bem recebidos que fomos. O tratamento foi maravilhoso. Eu digo para as pessoas que estão chegando no Pequeno Príncipe que aqui o tratamento é VIP para todo mundo.”

Marcilene Ribeiro dos Anjos Amorim, mãe de Mariane dos Anjos Amorim, de 12 anos. Vinda de Linhares, cidade localizada no estado do Espírito Santo, a paciente foi submetida, em 2016, a um transplante de medula óssea no Pequeno Príncipe, como tratamento de uma aplasia eritroide. Hoje, Mariane vem ao Hospital para acompanhamento ambulatorial.

Ver menos