Dúvidas frequentes | Fluxos e protocolos do Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Coronavirus

Dúvidas frequentes | Fluxos e protocolos do Pequeno Príncipe

12/05/2020

Saiba mais sobre as condutas adotadas pelo Pequeno Príncipe em meio à pandemia do coronavírus:

ATENDIMENTO AO PÚBLICO

– Como tenho acesso ao número de casos atendidos no Pequeno Príncipe?
Por meio do boletim informativo atualizado de segunda a sexta na intranet (intranet.hpp.br); Mural Fique Atento (localizado na Entrada de Colaboradores); e site institucional (pequenoprincipe.org.br).

– Onde posso encontrar as informações sobre fluxos do Pequeno Príncipe?
Para manter os profissionais atualizados sobre o diagnóstico e tratamento da COVID-19 exclusivo a crianças e adolescentes, o Pequeno Príncipe conta com um hotsite específico. Pelo computador, tablet ou celular, acesse pequenoprincipe.org.br/coronavirus.  O link está disponível também na intranet (intranet.hpp.br), pelo ícone “COVID-19 | Orientações Coronavírus”. Com atualização contínua, a ferramenta facilita o acesso a fluxos, comunicados, áudios e vídeos.

– Qual é a definição de caso suspeito?
DEFINIÇÃO 1: SÍNDROME GRIPAL (SG): indivíduo com quadro respiratório agudo, caracterizado por sensação febril ou febre, mesmo que relatada, acompanhada de tosse, E/OU dor de garganta, E/OU coriza, E/OU dificuldade respiratória.
DEFINIÇÃO 2: SÍNDROME RESPIRATÓRIA AGUDA GRAVE (SRAG): síndrome gripal que apresente: falta de ar/desconforto respiratório, E/OU pressão persistente no tórax, E/OU saturação de O2 menor que 95% em ar ambiente, E/OU coloração azulada dos lábios ou rosto.
• EM CRIANÇAS: além dos itens anteriores, observar os batimentos de asa de nariz, coloração azulada na pele, esforço respiratório, desidratação e ausência de apetite.
Importante: a febre pode não estar presente em alguns casos, como: pacientes jovens, imunossuprimidos ou que em algumas situações possam ter utilizado medicamento antitérmico. Nessas situações, a avaliação clínica deve ser levada em consideração.

– Como confirmar um caso suspeito?
Após avaliação clínica, o médico poderá definir o caso por critério clínico, epidemiológico e/ou laboratorial.

– Como o Pequeno Príncipe está organizado para o atendimento de outras doenças ou emergências clínicas e cirúrgicas em pediatria, que não são relacionadas à COVID-19?
O Hospital definiu área e profissionais de saúde exclusivos para o atendimento a crianças e adolescentes hospitalizados. Dessa forma, garante a segurança para todos os pacientes e acompanhantes.

– Os pacientes hospitalizados podem receber visitas neste momento de pandemia?
Para garantir a segurança de todos, foi reduzida a circulação de pessoas dentro do Hospital, consequentemente, houve a necessidade da suspensão de visitas.

– Quais os cuidados para os acompanhantes de pacientes hospitalizados?
No Pequeno Príncipe, a presença do acompanhante é essencial, exceto em situações de isolamento nas UTIs. Entretanto, a troca e a quantidade estão reduzidas, e com alguns cuidados imprescindíveis, como higiene das mãos; uso da máscara de tecido disponibilizada no momento do internamento; distanciamento social; e, em caso de sinais gripais (febre e sintomas respiratórios, como coriza, tosse e/ou espirro) dever de informar imediatamente à equipe de enfermagem.

EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL (EPIS)

– Quais são os tipos de máscaras e quando devo utilizá-las?
Cirúrgica: deve ser usada por médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde durante assistência ao paciente, como: consulta, exame físico, administração de medicação e verificação de sinais vitais, entre outros.
N95 e PFF2: devem ser usadas por médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde durante procedimentos de vias aéreas com possibilidade de geração de aerossol, como: intubação/extubação, aspiração de vias aéreas, coleta de exame de vias aéreas, fisioterapia respiratória, ressuscitação, procedimentos cirúrgicos em vias aéreas, endoscopia, broncoscopia e lavagem de material de assistência ventilatória.
Tecido: deve ser usada por todos os colaboradores que não prestam assistência direta ao paciente.

– Todos os colaboradores, dentro e fora de suas salas, devem usar máscara? Se sim, o tempo todo?
Sim. Todos os colaboradores devem utilizar as máscaras enquanto estiverem dentro da instituição e, conforme orientação da Prefeitura de Curitiba e Ministério da Saúde, o tempo todo em locais públicos, transporte coletivo, entre outros.

– Quais os cuidados com o uso da máscara?
As máscaras protegem contra gotículas eliminadas ao falar, tossir ou espirrar e podem reduzir o risco de se infectar outras pessoas. Porém são necessários alguns cuidados essenciais, como: utilizar a máscara bem adaptada ao rosto, cobrindo todo o nariz e queixo; não deixá-la pendurada no pescoço, para evitar a contaminação; e, ao retirá-la e colocá-la, fazer isso pelas alças laterais e sempre realizando a higiene das mãos antes e após o manuseio desse EPI.

– Posso usar dentro do Hospital máscara de tecido feita em casa?
É recomendada a utilização das máscaras de tecido azul fornecidas pela instituição. As máscaras são de tecido duplo, são higienizadas adequadamente e passam pela desinfecção química, o que proporciona segurança. As máscaras feitas em casa devem ser utilizadas no trajeto de ida e volta ao trabalho.

 – O que fazer com a máscara quando for tomar café, almoçar ou beber água?
Não deixar no pescoço, pois a chance de contaminação aumenta. Guardá-la no saco plástico ou trocar a máscara são as melhores alternativas. No café, almoço e/ou jantar, você receberá uma máscara no saco plástico, na entrada do Refeitório, para ser utilizada após finalizar a refeição. Mantenha sua máscara em uso para se servir e só descarte no momento de se alimentar.

– É necessário utilizar a máscara no Refeitório do Hospital?
Sim, recomenda-se utilizar a máscara a todo momento, exceto quando for comer. Além disso, é imprescindível que os profissionais evitem conversar e tocar no rosto durante as refeições. Vale lembrar que há pontos de descarte das máscaras no espaço.

– Como ter acesso às máscaras de tecido, disponibilizadas pelo Hospital?
É orientado que os coordenadores dos setores disponibilizem e orientem sobre o uso das máscaras. Caso necessário, o colaborador pode retirá-las na Lavanderia.

– É necessário o uso de luvas?
Não é recomendado o uso das luvas fora do momento de realização dos procedimentos, pois isso aumenta o risco de autocontaminação, dando a falsa sensação de maior proteção.

– Quais profissionais precisam utilizar os demais EPIs?
Além das máscaras de tecido, que devem ser utilizadas por todos que não prestam assistência direta ao paciente, os profissionais em contato com casos suspeitos ou confirmados da doença precisam utilizar os EPIs específicos para cada atividade, conforme especificado no hotsite da instituição: pequenoprincipe.org.br/coronavirus

– Como solicitar a reposição de frascos de álcool?
É orientado que o coordenador do setor faça uma solicitação ao Almoxarifado por meio do sistema do Hospital.  O pedido precisa ser impresso e assinado pelo responsável. Para retirada, é imprescindível que os frascos vazios sejam devolvidos.

– Caso falte álcool para higiene das mãos em algum suporte, quem devo acionar?
Os suportes são identificados com o setor responsável pelo abastecimento. Corredores e áreas comuns, por meio do Serviço de Higiene Hospitalar (SHH), ramal 1365. E nas áreas assistenciais, pela própria equipe de enfermagem do setor.

SAÚDE DO COLABORADOR

– Tive contato com alguém suspeito/confirmado com a doença. Devo fazer exame?
Não, porém é necessário observar. Os exames são feitos apenas em casos sintomáticos, como febre, tosse, coriza, espirro e, nos casos mais graves, falta de ar.

– O que fazer caso eu apresente sinais gripais?
Comunique imediatamente ao seu gestor, que orientará a higienizar as mãos e a manter a máscara de proteção.  A orientação é sempre entrar em contato com o Ambulatório Estratégico da COVID-19.
Atendimento presencial, no antigo RH*
– De segunda a sexta-feira, das 7h às 12h e das 17h às 21h
– Aos sábados, das 7h às 12h e das 13h às 19h
*Rua Brigadeiro Franco, nº 2.678
Atendimento via telefone**
– De segunda a sexta-feira, das 12h às 17h
**Ramal 4310, WhatsApp 99856-0118 ou 2108-8878
Caso os sintomas sejam percebidos fora do horário de funcionamento do Ambulatório Estratégico, é necessário procurar o atendimento no serviço no primeiro horário. Apenas se estiver com sintomas mais intensos, a orientação é procurar atendimento externo.

– O colaborador que apresentar sintomas será afastado?
Assim que alguém entra em suspeita, é submetido ao teste e afastado, esperando o resultado em casa. Caso dê negativo, o colaborador retorna ao trabalho. Caso dê positivo, é afastado por 14 dias. O retorno ao trabalho ocorre quando não apresentar mais sintomas.

– Todos os profissionais serão testados?
Não. Apenas aqueles que apresentarem quadro gripal e que recebam prescrição do exame após avaliação clínica. Nos setores críticos, como UTIs, Hemato-Oncologia e Nefrologia, é realizada a medição da temperatura de profissionais e acompanhantes como forma de prevenção.

– Quanto tempo demora para sair o resultado do exame para COVID-19?
De 24 a 48 horas.

– Caso tenha algum caso confirmado que more comigo, como devo proceder?
Manter as medidas de higiene das mãos; não compartilhar objetos pessoais e de higiene; manter a distância mínima de 1,5 metro; utilizar máscara; e, se possível, isolar o paciente em um dos cômodos da casa. Além disso, comunique ao seu gestor e fique atento a qualquer início de sintomas que apresentar para acompanhamento, neste caso, pelo Ambulatório Estratégico da COVID-19.

– Como saber o número de profissionais com COVID-19?
Os números são divulgados por meio do boletim informativo divulgado de segunda a sexta na intranet (intranet.hpp.br) e no Mural Fique Atento (localizado na Entrada de Colaboradores).

– Os demais dados, como nome e setor dos profissionais contaminados, serão divulgados?
Não, essas informações serão sigilosas, não sendo divulgada.

 – Quais cuidados devo ter para prevenir a contaminação?
Para prevenir o risco de contrair ou transmitir infecções, incluindo o coronavírus, aja com responsabilidade e pratique o autocuidado: higienize sempre as mãos; mantenha os ambientes ventilados; evite tocar a boca, o nariz e os olhos; utilize o antebraço ao tossir ou espirrar; não compartilhe objetos pessoais; evite aglomerações; e mantenha o distanciamento social.

– As unhas devem ser mantidas curtas?
Sim, sempre curtas, independentemente do período de pandemia. A sujeira fica armazenada na sua parte de baixo e aumenta o risco de contaminação. Essa é uma recomendação que também pode ser compartilhada com os acompanhantes de pacientes.

– Já que o vírus pode permanecer na superfície, quais cuidados devo seguir?
Verifique o material exposto no seu ambiente de trabalho e mantenha apenas o que utiliza no dia a dia. Inicie seu turno fazendo a desinfecção do seu crachá. Coloque os papéis em plásticos, higienize com álcool 70% e armazene com os demais materiais em armários ou gavetas. No início e término do seu turno e diante de qualquer sujidade aparente: higienize o ambiente de trabalho, como mesas, cadeiras, computadores, telefones, armários, impressoras, entre outros, com álcool 70%; limpe também as canetas e demais materiais de escritório; e mantenha em sua mesa apenas o que for utilizar.

– As atividades realizadas por meio do Programa Cores permanecem?
Os atendimentos foram suspensos por tempo indeterminado. Para mais informações, é recomendado entrar em contato com a Central de Atendimento ao Colaborador Pequeno Príncipe (CAC PP), pelo ramal 4300.

– O Pequeno Príncipe oferece apoio psicológico neste momento?
Sim. A instituição oferece a todos os colaboradores e médicos: apoio psicológico presencial, com funcionamento de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, no setor de Psicologia (6º andar do Hospital). Para mais informações e agendamentos, entre em contato com o ramal 1132; e apoio virtual on-line, com atendimento em grupos de até 12 participantes, com duração de 50 minutos e mediação de psicólogas, de segunda a sexta-feira, das 10h às 10h50; das 11h às 11h50; das 14h às 14h50; das 15h às 15h50; das 17h às 17h50 e das 18h às 18h50. Dúvidas ou mais informações: 99972-2869.

USO DE ESPAÇOS COMUNS

– O Vestiário fica muito cheio, principalmente na entrada e saída. O que será feito?
Para evitar aglomerações, foram instalados novos espaços para vestiário, localizados na entrada de colaboradores (Rua Brigadeiro Franco, 2.640). Os dois locais – que possuem o limite de seis pessoas por vez –  são de uso exclusivo das mulheres, pois elas representam mais de 80% do quadro funcional da instituição.

– Quais os cuidados necessários para uso do Vestiário?
Para prevenir o risco de contrair ou transmitir infecções, incluindo o coronavírus, aja com responsabilidade e pratique o autocuidado: não demore ao utilizar o espaço, já que existe um limite de seis pessoas em cada vestiário e outras pessoas aguardam para utilizá-lo higienize sempre as mãos; mantenha o distanciamento social; limpe a cadeira que for utilizar antes e após o uso com álcool 70%; não compartilhe objetos pessoais; jogue o lixo nas lixeiras disponíveis nos espaços; utilize a máscara; pratique a etiqueta respiratória ao tossir ou espirrar; e cumprimente as pessoas sem aperto de mão, beijos ou abraços.

– Quais os cuidados necessários para o uso da Sala de Descanso?
Para prevenir o risco de contrair ou transmitir infecções, incluindo o coronavírus, aja com responsabilidade e pratique o autocuidado: higienize sempre as mãos; mantenha o distanciamento social; limpe a poltrona que for utilizar antes e após o uso com álcool 70%; utilize a máscara; pratique a etiqueta respiratória ao tossir ou espirrar; e cumprimente as pessoas sem aperto de mão, beijos ou abraços.

– Quais os cuidados necessários para uso do Refeitório?
Para prevenir o risco de contrair ou transmitir infecções, incluindo o coronavírus, aja com responsabilidade e pratique o autocuidado: higienize as mãos ao entrar e sair do Refeitório; mantenha o distanciamento social; ao se servir, use a máscara, não converse, nem toque no rosto, no cabelo e no celular, e não devolva alimentos já servidos no seu prato; utilize apenas copos no bebedouro; e use somente utensílios necessários para a sua refeição.

– Quem pode utilizar o espaço externo do Refeitório?
Não existe nenhuma restrição de acesso. O local é uma alternativa para evitar aglomerações. A recomendação é que os profissionais deixem o ambiente organizado para o próximo utilizar.

– Quais as orientações para a realização de reuniões?
O Pequeno Príncipe recomenda que as reuniões sejam realizadas de forma on-line com as ferramentas tecnológicas disponíveis. A medida é importante para redução do contato social. Existem diversas ferramentas para realização de videochamadas e videoconferências, como WhatsApp, Google Hangouts, Skype ou Zoom.

– É recomendado o uso de ar-condicionado para arejar os ambientes?
A recomendação é que as janelas e portas sejam mantidas abertas para conservar os espaços ventilados, mesmo em dias frios.

+ Coronavirus.

21/10/2022

Uso de máscara: fique atento às novas orientações no Pequeno Príncipe

Considerando o cenário atual de transmissão e redução no número de casos de COVID-19, além da recomendação da Organização Mundial de Saúde pela manutenção de máscaras nos serviços de saúde, o Pequeno Príncipe – por meio do Serviço de Epidemiologia e Controle de Infecção Hospitalar  (SECIH) – mantém a orientação de uso de máscaras  por […]

11/10/2022

COVID-19: dias 11 e 13 de outubro faça seu reforço no Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe reforça que é altamente recomendável aplicar todos os reforços disponibilizados. Se você tem pendências, terá a oportunidade de colocar as doses em dia aqui no Hospital ou poderá procurar uma unidade de saúde. VACINE-SE! NOVAS DATAS. Dias: de 11 e 13 de outubro. Horários: das 10h às 12h e das 14h às 17h. Local: Medicina […]

03/10/2022

COVID-19: de 3 a 6 de outubro faça seu reforço no Pequeno Príncipe

O Pequeno Príncipe reforça que é altamente recomendável aplicar todos os reforços disponibilizados. Se você tem pendências, terá a oportunidade de colocar as doses em dia aqui no Hospital ou poderá procurar uma unidade de saúde. Lembre: – Você, profissional de saúde, é grupo de risco da doença e tem à sua disposição quatro doses da vacina […]

23/06/2022

Vacina da quarta dose da COVID-19 está liberada para todos os profissionais do Pequeno Príncipe

💉A aplicação da quarta dose da vacina contra a COVID-19 no Pequeno Príncipe foi estendida a todos os profissionais da instituição aptos a receber a imunização. Fique atento aos dias e horários ▪️ Nesta quinta-feira, dia 23, das 9h às 12h e das 14h às 18h30. ▪️ Dia 28 (terça) e dia 29 (quarta), das […]

17/06/2022

Aplicação da quarta dose da vacina no Hospital inicia em 20/6

💉A quarta dose da vacina aos profissionais do Pequeno Príncipe começa no dia 20 de junho (segunda-feira) e será realizada na própria instituição. Os médicos e profissionais de enfermagem serão os primeiros a receber a vacina. Na sequência, serão convocados colaboradores dos demais postos de enfermagem, serviços de apoio e setores administrativos. 🕐 A aplicação da vacina será de segunda a quinta-feira, das 9h às 12h e das […]

15/06/2022

Consulta a profissionais com suspeita de COVID-19 passa a ser feita on-line

O atendimento no Ambulatório Estratégico da COVID-19 passará a ser feito no formato on-line a partir de 20 de junho. Essa readequação visa a facilitar e garantir ainda mais segurança aos colaboradores. Para ser atendido, é preciso: – instalar o aplicativo TytoCare; – fazer o cadastro, usando o melhor e-mail; – preencher todas as etapas […]