Prematuridade: prevenção contra VSR é fundamental

Notícias

Prematuridade: prevenção contra VSR é fundamental

No Dia Mundial da Prematuridade, Pequeno Príncipe alerta sobre a importância do uso do anticorpo monoclonal, medicamento disponibilizado pelo SUS
17/11/2023
VSR prematuridade
A principal forma de prevenir infecções graves e hospitalizações pelo VSR é por meio do uso de anticorpo monoclonal

O risco de hospitalização por vírus sincicial respiratório (VSR) em bebês prematuros, nascidos com até 32 semanas, é 16 vezes maior do que em bebês nascidos a termo, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP). Neste Dia Mundial da Prematuridade, o Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre a importância da prevenção da infecção em bebês prematuros.

A médica Silmara Aparecida Possas, neonatologista e gerente das unidades de terapia intensiva (UTIs) do Pequeno Príncipe explica que a principal forma de prevenir infecções graves e hospitalizações é por meio do uso de anticorpo monoclonal. O medicamento está disponível no Sistema Único de Saúde (SUS) para bebês prematuros ou com comorbidades.

A especialista ressalta também que a bronquiolite causada por VSR é a principal causa de internamento de bebês prematuros e que lotam as UTIs neonatais de todo o país. “A infecção pode ser causada por vários vírus, mas uma ação direta precisa ser realizada contra o VSR para esse público. Esse anticorpo monoclonal é fundamental para salvar vidas e garantir uma sobrevida com qualidade, sem risco de infecções respiratórias prolongadas e internamentos”, diz.

VSR em bebês prematuros

A transmissão por VSR acontece de forma similar à de outros vírus respiratórios: pelo ar, tosse ou superfícies, e é o principal agente causador de bronquiolite em crianças de até 1 ano de idade. Em bebês prematuros, o risco de ocorrer uma bronquiolite como consequência da infecção é de 60%, enquanto os demais bebês têm 30% de chance de ser acometidos pelo VSR.

Ainda, segundo a SBP, naqueles que nascem com 37 semanas ou mais de gestação, a incidência de internamento é de 1% a 2%, enquanto nos prematuros essa taxa fica entre 8% e 25%. O risco de mortalidade também é elevado: de 1% a 4%. Já para os bebês nascidos no período normal de gestação, o índice é de 0,1%.

Imunização

A prevalência de nascimentos de bebês antes de 37 semanas de gestação está aumentando nas últimas décadas, e esse fato coloca a vacinação de prematuros como uma prioridade em saúde pública no país. Muitas vezes, o risco de agravamento à saúde desses bebês ocorre devido a infecções que poderiam ser evitadas ​​por meio de vacinas.

Em geral, os prematuros precisam adquirir pelo menos 2kg para receber os primeiros imunizantes. A partir disso, o calendário vacinal deve ser seguido normalmente. Alguns pais confundem a idade gestacional com a cronológica, mas o correto é seguir o cronograma de imunização considerando a idade a partir da data do nascimento da criança.

UTI Neonatal

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no atendimento a bebês prematuros. A UTI Neonatal atende recém-nascidos de todas as idades gestacionais que necessitem de intervenção cirúrgica, cuidados intensivos e tratamentos especializados. O atendimento humanizado é integral e realizado por uma equipe multiprofissional. Os pacientes contam com a presença de acompanhante em tempo integral.

Os 20 leitos são equipados para atender quadros de alto risco e de alta complexidade em casos de doenças de difícil diagnóstico ou de malformações. Os pacientes recebem cuidados especiais de manutenção da temperatura, preservação da nutrição e minimização dos riscos de infecção. Além do monitoramento, todos os bebês recebem vacinas de acordo com a idade gestacional durante o internamento, evitando, assim, que haja atraso no esquema vacinal.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3).

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

+ Notícias

13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
08/07/2024

Nota de solidariedade ao hospital pediátrico bombardeado em Kiev

Pequeno Príncipe manifesta a dor pela violência cometida contra pessoas inocentes, dentre elas crianças doentes e hospitalizadas
04/07/2024

Tratamento de efluentes: Hospital e Sanepar assinam parceria

Iniciativa pioneira no país vai testar diferentes maneiras de reduzir antibióticos e combater o surgimento de superbactérias no esgoto hospitalar
03/07/2024

Como o celular e as redes sociais afetam os adolescentes?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas sobre como promover a utilização equilibrada e responsável dessas tecnologias
Ver mais