Pequeno Príncipe é um dos “Campeões do Carinho” - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pequeno Príncipe é um dos “Campeões do Carinho”

Hospital foi um dos vencedores de concurso promovido pela Johnson & Johnson do Brasil durante a Copa
30/06/2014
Paciente Niltow Rafael descobriu seu talento musical em oficinas culturais do Hospital
Paciente Niltow Rafael descobriu seu talento musical em oficinas culturais do Hospital

O Hospital Pequeno Príncipe venceu na Região Sul o concurso “Campeões do Carinho”, promovido pela Johnson & Johnson do Brasil dentro de seu movimento global “Carinho Inspira Carinho”. Com a campanha, criada para incentivar boas ações durante a Copa do Mundo, da qual é uma das patrocinadoras, a empresa reconhece instituições de Saúde que, por meio dos seus profissionais, transformaram para melhor a vida de seus pacientes.

A inscrição no concurso, que incluiu outras áreas além de saúde, como a de voluntários da Fifa e de colaboradores da Johnson & Johnson, aconteceu de 14 de março a 1 de junho de 2014 e o resultado acaba de ser divulgado. A empresa diz, em seu site, que recebeu muitas histórias inspiradoras. Sobre as campeãs em saúde, comenta que elas vão além dos cuidados básicos, “exercendo um impacto positivo e transformador.”

Um breve relato sobre o Pequeno Príncipe foi postado no site da multinacional, apresentando-o como o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, no qual a “medicina de excelência é integrada a programas educacionais e culturais”. Como prêmio, o Hospital vai receber uma placa de reconhecimento e uma bolsa para um curso de aperfeiçoamento na área de gestão em saúde.

Além de uma carta com histórias de cuidado e carinho, a comissão julgadora recebeu um vídeo com participações especiais de pacientes do Pequeno Príncipe. Nele, os pequenos falam de sonhos e superação. Entre elas, Daiane de Souza percebeu durante o tratamento quer ser atriz. O Gabriel Antoniutti participou de uma atividade como repórter e encontrou sua profissão. O Niltow Rafael descobriu seu talento musical em oficinas culturais do Hospital. Histórias que inspiram carinho.


Além do Pequeno Príncipe, vencedor da região Sul, também são “Campões do Carinho” o Hospital Dilson de Quadros Godinho – de Montes Claros (MG), na região Sudeste -, a Fundação Hospital Adriano Jorge – de Manaus (AM), na região Norte –, a Fundação José Silveira – de Salvador (BA), na região Nordeste –, e o Centro de Reabilitação e Readaptação Dr. Henrique Santillo – de Goiânia (GO), na região Centro-Oeste.

Sobre Hospital
O Pequeno Príncipe é o maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, com 390 leitos; 342 mil atendimentos ambulatoriais; 24 mil internações, 19 mil cirurgias e 32 especialidades. Oferece assistência hospitalar humanizada e programas educacionais e culturais. Voluntários lideram recreação nas brinquedotecas.  Professores organizam estudos estimulando o aprendizado com jogos, leituras, pesquisas, oficinas. Artistas locais fazem do Hospital o seu palco. Toda criança é acompanhada por um familiar que participa do processo de cuidado.

+ Notícias

23/05/2022

Voluntários do Pequeno Príncipe retornam às atividades presenciais

A retomada foi possível com todos os cuidados que o momento de pandemia do coronavírus ainda exige
19/05/2022

Representantes do CEDCA visitam o Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe

A unidade, que foi reestruturada, atende a diferentes tipos de deficiências de forma integral e humanizada
18/05/2022

Em um ano, Hospital atende mais de 600 crianças e adolescentes vítimas de violência

Em comparação com o ano anterior, o aumento de casos foi de 11%; mais da metade das ocorrências aconteceu na residência da própria criança
17/05/2022

Pequeno Príncipe inicia campanha televisiva para captação de recursos

A iniciativa busca dar mais visibilidade para a causa da saúde infantojuvenil, além de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira da instituição
16/05/2022

Atualização do calendário vacinal pode prevenir casos de SRAG no público infantojuvenil

Diversas doenças respiratórias podem evoluir para a síndrome aguda grave. O Pequeno Príncipe alerta que as medidas de prevenção, como a imunização, precisam ser mantidas
15/05/2022

Sintomas da mucopolissacaridose aparecem na primeira infância

A doença rara é genética e neurodegenerativa, que evolui com sintomas multissistêmicos
Ver mais