Cirurgia Pediátrica é referência em procedimentos complexos

Notícias

ALTA COMPLEXIDADE | Cirurgia Pediátrica é destaque em procedimentos complexos

Pequeno Príncipe é o hospital no Brasil com maior número de cirurgias em crianças e adolescentes
02/01/2023
Serviço de Cirurgia Pediátrica do Pequeno Príncipe
Em 2021, o Serviço de Cirurgia Pediátrica do Pequeno Príncipe realizou quase quatro mil cirurgias e 6.973 consultas ambulatoriais.

O Serviço de Cirurgia Pediátrica do Pequeno Príncipe é referência nacional em procedimentos cirúrgicos neonatais (em recém-nascidos) e também oncológicos (para tratamento de tumores malignos). São 15 cirurgiões pediátricos com ampla experiência e oito residentes, do Brasil e países vizinhos, atraídos pela excelência técnico-científica e trabalho multidisciplinar em 35 especialidades médicas atendidas no Hospital.

O Pequeno Príncipe é o maior centro brasileiro em volume de cirurgias pediátricas, oferecendo cirurgia neonatal, cirurgia geral, cirurgia oncológica e cirurgia urológica, sendo responsável por tratar desde recém-nascidos até adolescentes. Em 2021, foram quase quatro mil cirurgias e 6.973 consultas ambulatoriais.

“Em um mês, por exemplo, atuamos em diversas doenças de tratamento complexo no Centro Cirúrgico justamente por sermos referência no Paraná e no país em enfermidades que demandam tempo, técnica e profissionais de várias áreas. Sem contar os procedimentos cirúrgicos de baixa complexidade e emergências”, detalha o cirurgião pediátrico João Carlos Garbers, chefe do Serviço de Cirurgia Pediátrica do Pequeno Príncipe.

Cirurgia Pediátrica no Pequeno Príncipe
A especialidade também é destaque por ser o maior centro brasileiro em volume de cirurgias pediátricas.

Doenças de alta complexidade

Quando uma criança é diagnosticada com uma doença de alta complexidade e o tratamento indicado é a cirurgia, os pais e responsáveis ficam apreensivos, mas no Pequeno Príncipe podem contar com uma equipe especializada e pronta para atender de forma humanizada.

Entre as principais doenças que requerem cirurgia estão atresia de esôfago (malformação no sistema digestivo que impede a passagem do alimento até o estômago), megacólon congênito (também chamada de doença de Hirschsprung, que se caracteriza na ausência de células nervosas na parede intestinal), tumor de Wilms (conhecido como nefroblastoma, é o tumor renal mais comum na infância) e a extrofia de bexiga (malformação genética dos órgãos dos tratos genital, urinário e intestinal).

“São doenças raras e complexas e, como poucos médicos têm experiência com esse tipo de malformação, os casos vêm para o Pequeno Príncipe. Nossa equipe é muito experiente nessas correções, com as técnicas mais inovadoras, que permitem uma melhor exposição das estruturas, beneficiando o paciente”, explica o chefe do Serviço de Urologia Pediátrica, Antonio Carlos Moreira Amarante.

Transplante hepático e renal

O transplante é uma cirurgia que consiste na transferência de órgão de uma pessoa (doadora) para outra (receptora) com a finalidade de restabelecer as funções normais do organismo. Nos casos de transplantes pediátricos, os pacientes estão em crescimento e desenvolvimento e exigem mais atenção e cuidado, exigindo estrutura de suporte diferenciada. Em 2021, o Pequeno Príncipe realizou 23 transplantes hepáticos (fígado) e 18 transplantes renais (rins) em crianças e adolescentes, com um grupo de atenção aos pacientes composto por uma equipe multidisciplinar.

No Pequeno Príncipe, os transplantes hepáticos e renais são realizados pela equipe dos médicos José Sampaio Neto e Antonio Carlos Moreira Amarante. O Hospital também realiza transplante cardíaco, de tecidos e de medula óssea. É importante lembrar que nem todos os casos têm indicação cirúrgica. Esse planejamento é individualizado para cada criança e adolescente, levando em consideração todas as peculiaridades que englobam o caso.

Pequeno Príncipe.
A equipe é composta por 15 cirurgiões pediátricos com ampla experiência e oito residentes.

O Pequeno Príncipe é signatário do Pacto Global desde 2019. A iniciativa presente nesse conteúdo contribui para o alcance do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS): Saúde e Bem-Estar (ODS 3). 

Acompanhe os conteúdos também nas redes sociais do Pequeno Príncipe e fique por dentro de informações de qualidade – FacebookInstagramTwitterLinkedIn e YouTube.

Em 2021, o Serviço de Cirurgia Pediátrica do Pequeno Príncipe realizou quase quatro mil cirurgias e 6.973 consultas ambulatoriais.

A equipe é composta por 15 cirurgiões pediátricos com ampla experiência e oito residentes

+ Notícias

13/07/2024

ECA: ampliação de leis fortalece proteção contra violência

Entre as atualizações, está a inclusão de bullying e cyberbullying no Código Penal. Neste Dia do ECA, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para dados alarmantes destes tipos de violências
10/07/2024

Por que é importante não reprimir o choro?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas de como criar um ambiente seguro e acolhedor para crianças e adolescentes expressarem as emoções
09/07/2024

Sessão de cinema diverte pacientes da hemodiálise

Crianças e adolescentes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe saíram do espaço com o coração aquecido e memórias inesquecíveis
08/07/2024

Nota de solidariedade ao hospital pediátrico bombardeado em Kiev

Pequeno Príncipe manifesta a dor pela violência cometida contra pessoas inocentes, dentre elas crianças doentes e hospitalizadas
04/07/2024

Tratamento de efluentes: Hospital e Sanepar assinam parceria

Iniciativa pioneira no país vai testar diferentes maneiras de reduzir antibióticos e combater o surgimento de superbactérias no esgoto hospitalar
03/07/2024

Como o celular e as redes sociais afetam os adolescentes?

Hospital Pequeno Príncipe dá dicas sobre como promover a utilização equilibrada e responsável dessas tecnologias
Ver mais