Quinteto Villa-Lobos encanta pacientes no Pequeno Príncipe - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

    Quinteto Villa-Lobos encanta pacientes no Pequeno Príncipe

    Conjunto musical dá uma palhinha a pacientes do Hospital antes da estreia dos Concertos Gols pela Vida, na noite desta segunda, dia 11, no Teatro Guaíra
    11/08/2014

    O Quinteto Villa-Lobos, o mais duradouro conjunto musical brasileiro de música de câmara, fez uma apresentação especial na manhã desta segunda-feira, dia 11. Para um público formado pacientes do Hospital Pequeno Príncipe, e seus acompanhantes, pais, avós, eles tocaram e deram uma aula sobre os instrumentos que usam. Foi uma palhinha poucas horas antes da estreia dos Concertos Gols pela Vida, hoje, às 20h, no Teatro Guaíra. No dia 13, quarta-feira, também Às 20h, o espetáculo será no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

    Quinteto_2Na Praça do Bibinha, local da apresentação, crianças e adultos ouviram com atenção, interagiram com os músicos e aproveitaram para gravar tudo em celulares e tablets. Rubem Schuenck (flauta), Luis Carlos Justi (oboé), José Freitas (clarinete), Philip Doyle (trompa) e Aloysio Fagerlande (fagote) intercalaram informações sobre os instrumentos com música clássica e sons bem conhecidos dos pequenos, como a abertura do Sítio do Picapau Amarelo e atirei o pau no gato.

    O som aos poucos atraiu mais gente e a praça ficou lotada. Felipe Teles, de dez anos, chegou com cadeira de rodas, mas levantou-se dela para gravar. “Achei muito interessante”, disse. Cleusa dos Santos, de 44 anos, trouxe a filha, Joice, de 13, para uma consulta e as duas aproveitaram para ver toda a apresentação. “Só tinha assistido na televisão”, comentou a mãe. “Já tinha vontade de aprender a tocar piano e violão, agora tenho mais vontade ainda”, acrescentou a filha.

    Na primeira fila, meninos e meninas mexiam o corpo ao som da música e respondiam as perguntas feitas pelo quinteto. Jonathan Mogosek, de 12 anos, carregou o suporte com soro e, com o mesmo tablet que vai usar para jogos nos 21 dias previstos de internamento no Pequeno Príncipe, gravou tudo o que viu. “Gostei”, disse. Atento, Alan Pierre, de 5 anos, prestou atenção na aula e, quando os músicos fizeram uma brincadeira para ver quem acertava qual instrumento estava sendo usado, ele respondeu rapidamente “trompa” e ganhou um CD do grupo.

    No fim da apresentação, Lara Lang, de nove anos, entregou ao quinteto dobraduras feitas pelas crianças com o grupo de voluntários do Hospital. “Achei muito bonita a música deles”, contou ela, que aprendeu a fazer dobraduras no Pequeno Príncipe e, também pela primeira vez, acompanhou uma apresentação de música ao vivo.

    “Foi um prazer”
    No fim, os músicos posaram para fotos com as crianças, ainda curiosas com os instrumentos que passaram a conhecer. “A música faz todos se sentirem melhores”, comentou Aloysio Fagerlande, que há 18 anos integra o Quinteto Villa-Lobos. Segundo ele, atividades como a realizada no Pequeno Príncipe fazem parte da rotina do grupo. “Foi um prazer e nos divertimos fazendo isso porque gostamos do que fazemos”, acrescentou.
    DSC_0215

    + Notícias

    29/02/2024

    Doenças raras: diagnóstico precoce é decisivo para qualidade de vida

    Quando descobertas de maneira rápida, as doenças podem ser controladas com medicamentos; e algumas, curadas por meio de transplantes
    28/02/2024

    Prêmio Mais Saúde TOPVIEW homenageia Pequeno Príncipe

    A instituição foi reconhecida em duas categorias: Melhor Hospital Filantrópico e Melhor Clínica de Pediatria
    22/02/2024

    O que é e como identificar o transtorno de personalidade borderline?

    Conheça os sintomas, as causas e a importância da psicoterapia como forma de tratamento
    20/02/2024

    Crianças podem ter uma dieta vegetariana?

    A prática é adequada em qualquer fase da vida, mas é preciso garantir o consumo de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento infantil
    15/02/2024

    Quando levar a criança ao dermatologista?

    Hospital Pequeno Príncipe destaca quais são as doenças de pele mais comuns e os cuidados desde a infância
    08/02/2024

    Serviço de Gastroenterologia do Pequeno Príncipe completa 30 anos

    A especialidade da instituição é considerada a mais importante do Paraná e uma das principais do país na área da pediatria
    Ver mais