Pré-natal e acompanhamento regular de pediatra ajudam no tratamento de cardiopatias congênitas - Hospital Pequeno Principe

Notícias

Pré-natal e acompanhamento regular de pediatra ajudam no tratamento de cardiopatias congênitas

Neste Dia Mundial do Coração, 29 de setembro, o Hospital Pequeno Príncipe chama a atenção para cuidados essenciais que podem aumentar a sobrevida de bebês com doenças cardíacas graves
29/09/2015

Ainda barriga da mãe, João Gabriel Nadolny foi diagnosticado com TGA – Transposição DSC_0050das Grandes Artérias, quando a aorta e artéria pulmonar estão em posições trocadas. Os cuidados precoces foram fundamentais para que hoje, 50 dias após o nascimento, sua história já fosse marcada por grandes vitórias. E não é para menos, o pequeno João já superou uma cirurgia cardíaca de seis horas no segundo dia de vida, um mês de UTI, dez dias de internamento e, agora, aproveita o seu décimo dia em casa.

O bem-estar do paciente deve-se a um pré-natal cuidadoso, que possibilitou o diagnóstico de cardiopatia congênita a tempo de não prejudicar o desenvolvimento da criança no útero da mãe. O acompanhamento mensal de uma cardiologista também foi decisivo para que a equipe médica pudesse programar os primeiros procedimentos para uma melhor qualidade de vida ao pequeno João.

A cardiologista do Hospital Pequeno Príncipe, Cristiane Binotto, explica que por meio de uma ecocardiografia, realizada entre a 24ª e a 28ª semanas de gestação, é possível identificar problemas no coração do bebê e a necessidade de uso de medicamento nas primeiras horas de vida. “O diagnóstico fetal modifica a evolução de cardiopatias graves. É importante ressaltar que, além de aumentar as chances de sobrevida dos pacientes, o diagnóstico e tratamento precoces podem evitar, no futuro, sequelas neurológicas, pulmonares, motoras, entre outras”, alerta a cardiologista.

“Para nós, o tratamento da equipe multidisciplinar do Hospital Pequeno Príncipe representou uma verdadeira benção de Deus. Agradecemos a dedicação, atenção e apoio dos profissionais que são verdadeiros anjos”, comemora a mãe de João Gabriel, Graziela Nadolny.

Pequeno Príncipe no tratamento de doenças congênitas
O Hospital Pequeno Príncipe recebe crianças de todo o país para tratamento de cardiopatias congênitas. A instituição é um dos poucos centros no Brasil com um serviço especializado em cardiologia pediátrica. O paciente tem desde a consulta com o cardiologista, até a estrutura para realizar um transplante de coração. O serviço conta com uma equipe multidisciplinar, com destaque para 25 cardiologistas pediátricos; seis residentes; duas equipes cirúrgicas com dez cirurgiões; uma equipe de eletrofisiologia com três cardiologistas pediátricos; e um hemodinamicista.

Atendimentos cardiológicos em 2014
Mais de 8.500 consultas;
6.900 ecocardiogramas;
3.500 exames de eletrofisiologia, como holter, teste de esforço e Tilt test;
360 hemodinâmicas;
450 cateterismos;
700 cirurgias;
800 pacientes na UTI Cardiológica.

+ Notícias

29/11/2021

Nutrição pediátrica em consultório é destaque do Pequeno Príncipe Conhecimento

O assunto foi apresentado em cinco aulas com renomados especialistas na área
26/11/2021

Pequeno Príncipe vai auxiliar em ações estratégicas no Paraná na área de biotecnologia em saúde

Profissional da instituição foi convidada para integrar equipe que vai coordenar iniciativas para os próximos dez anos
26/11/2021

UTI Neonatal completa 30 anos salvando a vida de recém-nascidos complexos

Mais de oito mil bebês de todo o país já foram atendidos pela unidade que é referência para pacientes que precisam de tratamentos intensivos com equipamentos de ponta
23/11/2021

Câncer infantil: apenas 8,8% das crianças têm diagnóstico precoce da doença

Pioneiro no tratamento oncológico infantojuvenil no Paraná, Pequeno Príncipe realizou levantamento com seus pacientes entre 1998 e 2017. Neste Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil, o Hospital reforça a importância do diagnóstico precoce
19/11/2021

Representantes da Embaixada e do Consulado-Geral dos EUA conhecem o Complexo Pequeno Príncipe

Visita faz parte de ação de relacionamento entre a Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, mantenedora do Pequeno Príncipe, e o Centro Cultural Brasil-Estados Unidos de Curitiba – Inter Americano
19/11/2021

Excesso de telas na infância prejudica desenvolvimento saudável

Especialista do Hospital Pequeno Príncipe alerta sobre os riscos da intoxicação digital infantil e aponta estratégias de prevenção e proteção
Ver mais