Alunos da Faculdades Pequeno Príncipe orientam sobre doenças transmitidas por vetores - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Alunos da Faculdades Pequeno Príncipe orientam sobre doenças transmitidas por vetores

Ação será neste sábado, dia 5, no centro de Curitiba, e faz parte do Dia Mundial da Saúde
03/04/2014

Prevenção à dengue, leptospirose, raiva, toxoplasmose e febre amarela é o foco de uma DMS_2014mobilização promovida pela Faculdades Pequeno Príncipe no próximo sábado, dia 5, na Praça Oswaldo Cruz. A atividade faz parte do Dia Mundial da Saúde (comemorado em 7 de abril), que este ano tem como tema: ‘Projeta-se de doenças transmitidas por vetores’.

“O nosso objetivo é orientar a população para a prevenção de doenças. Vamos esclarecer quais os cuidados para evitar essas patologias causadas por vetores”, adianta uma das coordenadoras da ação, professora da Faculdades Pequeno Príncipe, Silvia Hey. “Também faremos um alerta para os sintomas dessas doenças a fim de se ter diagnóstico precoce e maiores chances de êxito no tratamento”, acrescenta.

Paralelo a estes esclarecimentos, a população também terá acesso gratuito a:
– exame de glicemia,
– verificação da pressão arterial,
– orientação medicamentosa,
– dicas sobre qualidade de vida e alimentação saudável.

SERVIÇO: “Programação do Dia Mundial da Saúde”

Data:
5 de abril (sábado)
Horário:
das 9h às 13h
Local:
Praça Oswaldo Cruz (Rua Brigadeiro Franco, em frente ao Shopping Curitiba)
Público:
comunidade em geral

Uma década de mobilização no Dia Mundial da Saúde
O Complexo Pequeno Príncipe comemora neste ano a primeira década do Projeto Dia Mundial da Saúde. Desde 2004, a instituição desenvolve ações em consonância com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar a população sobre os principais problemas de saúde pública no Brasil e no mundo. O objetivo é trabalhar de forma preventiva para reduzir os índices de mortalidade infantojuvenil.

Dengue é uma das doenças transmitidas por vetores que mais preocupa
Causada por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo. O Paraná não está livre da doença. Em 2013, somente no Hospital Pequeno Príncipe foram registradas 11 notificações de crianças e adolescentes vindos de cidades do interior.

“Precisamos ficar em alerta, pois o mosquito pode ser transportado por meios mais inusitados, como uma roda de caminhão, por exemplo. Por isso, a prevenção é a única arma contra a doença”, destaca a coordenadora do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar do Pequeno Príncipe, Heloisa Giamberardino.

+ Notícias

12/08/2022

Vacinação contra a COVID-19 é fundamental para proteção de crianças de 3 a 5 anos

Especialista do Pequeno Príncipe, maior hospital exclusivamente pediátrico do Brasil, reforça pontos positivos para os responsáveis que adotam essa medida de prevenção
10/08/2022

“Nosso meio ambiente”: pacientes do Projeto Integra participam de ação ambiental

A iniciativa, realizada na sede que abrigará o Pequeno Príncipe Norte, proporcionou a experiência de explorar o vasto universo do ecossistema presente no local
08/08/2022

Colesterol pode ser prevenido com consumo de alimentos saudáveis

O Hospital Pequeno Príncipe ressalta a importância da adoção de bons hábitos para melhor qualidade de vida desde a infância
05/08/2022

Cirurgia de correção de malformação rara é realizada no Pequeno Príncipe

A reparação da extrofia de cloaca foi feita com a técnica de Kelley, considerada inovadora
04/08/2022

Cientistas estão desenvolvendo gel bucal para tratar mucosite

Principal reação adversa da quimioterapia, a mucosite oral causa intensa dor e pode ser porta de entrada para outras infecções
02/08/2022

Doenças raras é tema de mesa-redonda organizada pelo Pequeno Príncipe

A iniciativa fez parte da programação da 74.ª reunião anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)
Ver mais