Alunos da Faculdades Pequeno Príncipe orientam sobre doenças transmitidas por vetores - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Alunos da Faculdades Pequeno Príncipe orientam sobre doenças transmitidas por vetores

Ação será neste sábado, dia 5, no centro de Curitiba, e faz parte do Dia Mundial da Saúde
03/04/2014

Prevenção à dengue, leptospirose, raiva, toxoplasmose e febre amarela é o foco de uma DMS_2014mobilização promovida pela Faculdades Pequeno Príncipe no próximo sábado, dia 5, na Praça Oswaldo Cruz. A atividade faz parte do Dia Mundial da Saúde (comemorado em 7 de abril), que este ano tem como tema: ‘Projeta-se de doenças transmitidas por vetores’.

“O nosso objetivo é orientar a população para a prevenção de doenças. Vamos esclarecer quais os cuidados para evitar essas patologias causadas por vetores”, adianta uma das coordenadoras da ação, professora da Faculdades Pequeno Príncipe, Silvia Hey. “Também faremos um alerta para os sintomas dessas doenças a fim de se ter diagnóstico precoce e maiores chances de êxito no tratamento”, acrescenta.

Paralelo a estes esclarecimentos, a população também terá acesso gratuito a:
– exame de glicemia,
– verificação da pressão arterial,
– orientação medicamentosa,
– dicas sobre qualidade de vida e alimentação saudável.

SERVIÇO: “Programação do Dia Mundial da Saúde”

Data:
5 de abril (sábado)
Horário:
das 9h às 13h
Local:
Praça Oswaldo Cruz (Rua Brigadeiro Franco, em frente ao Shopping Curitiba)
Público:
comunidade em geral

Uma década de mobilização no Dia Mundial da Saúde
O Complexo Pequeno Príncipe comemora neste ano a primeira década do Projeto Dia Mundial da Saúde. Desde 2004, a instituição desenvolve ações em consonância com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar a população sobre os principais problemas de saúde pública no Brasil e no mundo. O objetivo é trabalhar de forma preventiva para reduzir os índices de mortalidade infantojuvenil.

Dengue é uma das doenças transmitidas por vetores que mais preocupa
Causada por meio da picada do mosquito Aedes aegypti, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo. O Paraná não está livre da doença. Em 2013, somente no Hospital Pequeno Príncipe foram registradas 11 notificações de crianças e adolescentes vindos de cidades do interior.

“Precisamos ficar em alerta, pois o mosquito pode ser transportado por meios mais inusitados, como uma roda de caminhão, por exemplo. Por isso, a prevenção é a única arma contra a doença”, destaca a coordenadora do Serviço de Controle e Infecção Hospitalar do Pequeno Príncipe, Heloisa Giamberardino.

+ Notícias

27/01/2023

Hanseníase: atenção aos sinais e sintomas auxilia diagnóstico

Neste Dia Mundial de Combate à Hanseníase, o Hospital Pequeno Príncipe reforça a importância de se buscar os serviços de saúde logo no aparecimento dos primeiros sinais e lembra que a doença tem cura
25/01/2023

Gastrosquise: diagnóstico é possível pelo ultrassom na gestação

O Hospital Pequeno Príncipe é referência no tratamento cirúrgico da doença, que é uma malformação rara da parede abdominal ocasionada ainda na formação do feto
23/01/2023

Saiba tudo sobre viroses em crianças

Hospital Pequeno Príncipe chama atenção de famílias para quadros virais comuns durante o verão
20/01/2023

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência?

O Hospital Pequeno Príncipe chama atenção para o tema e sugere atitudes de pais e responsáveis para contribuir com seus filhos
18/01/2023

Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe atende de forma integral crianças e adolescentes com deficiência

A unidade conta com laboratório de marcha, parque adaptado e sala de realidade virtual
16/01/2023

ALTA COMPLEXIDADE | Serviço de Radiologia Intervencionista

A especialidade trata doenças complexas em procedimentos minimamente invasivos. Saiba mais sobre o serviço na série de alta complexidade
Ver mais