Pacientes atendidos pelo Programa Appam ganham festa - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Pacientes atendidos pelo Programa Appam ganham festa

O evento foi comemorativo ao Dia das Crianças, mas além dos pequenos a Festa Neon também reuniu adolescentes
23/10/2017

Uma tarde descontraída com muita música, DJ, luzes coloridas e guloseimas. Assim foi a Festa Neon promovida no último sábado, dia 21, a pacientes atendidos pelo Programa de Apoio, Proteção e Assistência às Crianças e Adolescentes com Mielomeningocele (Appam) – Centro de Reabilitação e Convivência do Hospital Pequeno Príncipe. O evento reuniu crianças e adolescentes na sede da entidade, em São José dos Pinhais.

“Adorei todas as músicas e as cores. Dancei bastante com minha mãe e ganhei até um tênis neon para fazer bonito na festa”, contou animado Roan Felipe dos Santos da Silva, 13 anos, um dos pacientes atendidos pelo programa. “Essa festa proporcionou uma experiência nova aos nossos filhos. O mundo vai mostrar esse divertimento de uma forma, mas aqui temos o jeito Appam de integrá-los, muito mais saudável, divertido e animado”, enfatizou Ângela Maria dos Santos de Freitas da Silva, mãe de Roan.

Tradicionalmente, o Programa Appam promove uma atividade diferente para marcar o Dia das Crianças. Neste ano, para que os adolescentes se sentissem ainda mais integrados, a ideia foi ousar com uma festa no ritmo da música. “Nós participamos há 14 anos desse evento, mas desta vez foi um dos melhores. O Gabriel (filho) ficou tão empolgado que não via a hora de começar. Momentos como esse são muito proveitosos para a convivência com os amigos”, contou Michele Cristine Oliveira Ribeiro, mãe do paciente Gabriel, de 22 anos.

Mesmo com a festa chegando ao fim alguns pacientes não queriam deixar a pista de dança. “Gosto muito de música. Achei tudo show de bola, com muita animação. Vou ficar mais um pouco para aproveitar bem”, afirmou empolgado Vilson Mascarenhos, 14 anos, beneficiado pelos serviços oferecidos pela Appam.

+ Notícias

22/05/2024

Qual é a importância do vínculo afetivo na Primeiríssima Infância?

A ligação entre a criança e seus cuidadores se estabelece ainda na gravidez e se estende por um longo caminho após o nascimento
18/05/2024

Aumentam registros de violência contra crianças e adolescentes

Nas últimas duas décadas, foram mais de nove mil pacientes atendidos no Hospital Pequeno Príncipe por maus-tratos; violência sexual predomina
17/05/2024

Pequeno Príncipe mobilizado pelo Rio Grande do Sul

Iniciativas vão desde teleconsultas a crianças e adolescentes em parceria com hospital gaúcho até mobilização de profissionais
15/05/2024

Como falar sobre as enchentes com as crianças?

Hospital Pequeno Príncipe destaca a importância de agir com sensibilidade e estar atento aos sinais de sofrimento manifestados pelos pequenos
13/05/2024

É normal a criança ter amigos imaginários?

A criação desses personagens é comum no desenvolvimento infantil, mas veja alguns sinais que indicam atenção a essa prática
09/05/2024

Ministra da Saúde visita área onde será o Pequeno Príncipe Norte

Nísia Trindade de Lima destacou a importância do projeto e da instituição para a saúde infantil do país
Ver mais