Hidratação na infância: saiba quais os benefícios e as quantidades recomendadas - Hospital Pequeno Príncipe

Notícias

Hidratação na infância: saiba quais os benefícios e as quantidades recomendadas

O Hospital Pequeno Príncipe orienta que a ingestão de água na infância varia de acordo com a faixa etária
26/01/2022
O consumo de água é importante para a saúde como um todo.

A hidratação adequada é fundamental para o funcionamento de todo o organismo, especialmente para as crianças, que estão em fase de desenvolvimento. O Hospital Pequeno Príncipe destaca a lista extensa de benefícios da ingestão de água, como regulação da temperatura e pressão arterial, bem-estar, saúde da pele, funcionamento do intestino, além de ser importante para os músculos e as articulações.

Segundo a nefrologista Mariana da Cunha, do Hospital Pequeno Príncipe, o consumo adequado de água protege ainda da formação de pedras nos rins e contribui para manter a saúde desse órgão. “Faz parte da função do rim controlar a quantidade de água no organismo. Assim, quando tomamos pouca água, esse órgão pode ser sobrecarregado”, completa a especialista.

Orientações sobre o consumo de líquidos
Para que a hidratação seja realizada da forma correta e traga todos os benefícios para a saúde das crianças, a médica ressalta quais são as orientações relevantes:

  • Os bebês até 6 meses devem ser alimentados apenas com leite materno. A partir dessa idade, o consumo de água passa a ser importante.
  • A ingestão exagerada de líquidos não é recomendada, porque dificulta o trabalho do rim, podendo diluir algumas substâncias no corpo, a exemplo do sódio. As consequências podem ser sintomas como cefaleia, mal-estar, enjoo e até certa desorientação mental.
  • Por outro lado, pouca água leva à constipação intestinal, à cefaleia, à dificuldade de concentração, provoca mal-estar, mau hálito, pele seca, além de aumentar o risco de cálculos renais.
  • A água é o líquido de preferência. A ingestão de sucos e chás pode ser estimulada, mas a recomendação é evitar bebidas com alto teor de açúcar, corantes e conservantes.
  • Os refrigerantes estão fora da lista de hidratação, pois não são bebidas saudáveis, assim como os produtos com muita cafeína. Outra bebida que deve ficar longe das crianças são os energéticos, pela alta concentração de estimulantes que não trazem nenhum benefício e podem desencadear arritmias cardíacas.
  • Para incentivar os pequenos a beberem água, hábitos como levar uma garrafinha para a escola e para as atividades físicas ajudam na hidratação diária.

Quantidade ideal para cada faixa etária

É importante a família incentivar esse hábito desde cedo.

A Sociedade Brasileira de Pediatria destaca que beber água todos os dias é fundamental para boas condições da saúde infantil. A quantidade ideal varia de acordo com a estação do ano, idade, atividade física e alimentação da criança. Mas recomenda o mínimo de água limpa, filtrada e/ou mineral que deve ser ingerida nas diferentes faixas etárias:

– 0 a 6 meses – Até os 6 meses, os bebês devem tomar apenas leite materno. Bebês alimentados com leite artificial devem ingerir 700ml de água.
– 7 a 12 meses – 800ml.
– 1 a 3 anos – 1,2l.
– 4 a 8 anos – 1,7l.
– 9 a 13 anos – 2,4l.
– 14 a 18 anos – 3,3l.

+ Notícias

24/05/2022

Pequeno Príncipe é destaque em audiência pública sobre telepediatria

A instituição já realizou mais de 4 mil teleconsultas em diferentes especialidades pediátricas
23/05/2022

Voluntários do Pequeno Príncipe retornam às atividades presenciais

A retomada foi possível com todos os cuidados que o momento de pandemia do coronavírus ainda exige
19/05/2022

Representantes do CEDCA visitam o Centro de Reabilitação e Convivência Pequeno Príncipe

A unidade, que foi reestruturada, atende a diferentes tipos de deficiências de forma integral e humanizada
18/05/2022

Em um ano, Hospital atende mais de 600 crianças e adolescentes vítimas de violência

Em comparação com o ano anterior, o aumento de casos foi de 11%; mais da metade das ocorrências aconteceu na residência da própria criança
17/05/2022

Pequeno Príncipe inicia campanha televisiva para captação de recursos

A iniciativa busca dar mais visibilidade para a causa da saúde infantojuvenil, além de contribuir para a sustentabilidade econômico-financeira da instituição
16/05/2022

Atualização do calendário vacinal pode prevenir casos de SRAG no público infantojuvenil

Diversas doenças respiratórias podem evoluir para a síndrome aguda grave. O Pequeno Príncipe alerta que as medidas de prevenção, como a imunização, precisam ser mantidas
Ver mais